Slax como USB live

Publicado por Carlos Affonso Henriques. em 24/03/2010

[ Hits: 11.536 ]

 


Slax como USB live



Este é uma complementação do artigo Customizando e atualizando o Slax, onde abordaremos de maneira prática como implementar o Slax em um chaveiro USB inicializável.

Primeiramente com o comando "fdisk -l" vamos checar a geometria do pendrive, bem como qual é o esquema de particionamento do seu hardware. A saída será algo parecido com o seguinte:

Disk /dev/sdb: 1006 MB, 1006632960 bytes
31 heads, 62 sectors/track, 1022 cylinders
Units = cylinders of 1922 * 512 = 984064 bytes
Disk identifier: 0x9748f5ce

Device      Boot   Start  End  Blocks Id  System
/dev/sdb1

Notem que o fdisk nos revela que o dispositivo tem 31 cabeças, 62 setores/trilha e 1022 cilindros, atentem para isso.

Excluímos a partição /dev/sdb1 com o comando dd:

# dd if=/dev/zero of=/dev/sdb bs=512 count=1

Feito isso vamos recriar a partição com o comando cfdisk:

# cfdisk /dev/sdb

No cfdisk, sigam os seguintes passos:

New > Bootable > Type (selecione o b que é fat32) > write > (digite yes literalmente). Outros utilitários de particionamento podem ser utilizados.

Agora começa a parte interessante, vamos formatar o pendrive com as ferramentas do Syslinux.

Com o utilitário mkdiskimage vamos formatar o pendrive (opção -F - a opção -F formata o pendrive como FAT32) e criar uma MBR de acordo com a geometria do pendrive, é importante que isso seja observado sob pena do pendrive não bootar com algumas versões de BIOS.

# mkdiskimage -F /dev/sdb 0 31 62
# syslinux -s /dev/sdb1


O próximo passo será montar a imagem ISO do Slax e copiá-la para o pendrive:

# mount -t vfat /dev/sdb1 /mnt/sdb1/
# mount -t iso9660 -o loop slax-6.1.2.iso /mnt/iso/
# cp -rav /mnt/iso/* /mnt/sdb1/


Pronto, você agora tem seu Slax USB Live!

Bom trabalho a todos.

Outras dicas deste autor

Backup de Configurações do MikroTik RouterOS

[RESOLVIDO] Slackware 13.1.x sob CentOS/KVM não reconhece interface de rede

Atualizando a BIOS de máquinas virtuais baseadas em KVM/QEMU

Conhecendo o test

Executando comandos do Shell Bash pelo Python

Leitura recomendada

Lançada aBíblia Software 1.1.0

Instalação do Picasa 3 (beta) para Linux

DIA - Adicionando forma/folha de rede

Gerencie serviços no Ubuntu com o BUM

Acessando RemoteApp em um servidor Windows Server 2008 64 bits de uma estação openSUSE 11.3 64 bits

  

Comentários
[1] Comentário enviado por Gabriel_Torelli em 24/03/2010 - 08:30h

O Slax já me salvou a vida algumas vezes! Sempre uma boa pedida :)

[2] Comentário enviado por Fellype em 26/03/2010 - 11:32h

Boa dica! Só tenho uma curiosidade: por quê todos os tutoriais/dicas (pelo menos os que vi até hoje) para criar um live-USB usam a combinação syslinux + partição vfat (fat16)? Não existe possibilidade de usar, por exemplo, o ext3 como sistema de arquivos?

[3] Comentário enviado por capitainkurn em 26/03/2010 - 20:56h

Se bem que pode ser feito sim mas até onde pesquisei o Syslinux requer uma partição FAT válida para escrever uma MBR, mas se desejar você pode até mesmo instalar uma distro em um chaveiro USB, eu mesmo tenho uma instalação do Slackware em um pendrive, mas devido a baixa velocidade de escrita nos pendrives não funcionam muito bem com sistemas de arquivos com Journal, exeto com o ReiserFS, eu uso neste caso com ext2.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts