SSH - Configurando rede entre GNU/Linux

Publicado por andre luiz em 24/10/2012

[ Hits: 5.665 ]

 


SSH - Configurando rede entre GNU/Linux



Uma dica rápida sobre como conectar dois micros que usem GNU/Linux.

1. Instale o openssh-server, com o comando (nos dois micros):

sudo apt-get install openssh-server

2. Descubra seu IP, caso não use o IP fixo, com o comando ifconfig, repare que aparecerão as interfaces: eth0, l0 e wlan0.

Nesta última, aparecerá o endereço de IP da máquina em que você digitou o comando acima. Tendo dois micros: A e B, digite no micro A, o comando ifconfig e saiba o endereço de IP do micro A. Faça a mesma coisa no micro B:

3. Depois, abra o Nautilus e vá em: Arquivos → Conectar ao servidor

Aqui abrirá uma caixa de diálogo que perguntará:
Servidor: Coloque o IP da outra máquina

Exemplo: Se você estiver no micro A, digite o IP do micro B. Algo tipo: 192.168.1.100. E se estiver no micro B, digite o IP do micro A.
  • Em tipo, escolha: SSH
  • Em pasta, pode deixar no: /

Depois, é só digitar o usuário (do micro que você quer acessar, tipo, no micro B há o usuário João, então, do micro A, digite, em usuário, João).

Depois é só digitar a senha do usuário, no caso, a senha do João:


Outras dicas deste autor

Como setar o Windows para iniciar antes que o Linux no GRUB2

Criando aliases úteis

Dicionário gratuito para Linux (via Wine): Caldas Aulete.

Leitura recomendada

Use o Google Hangouts diretamente no terminal

Abrindo o Xterm no IceWM em qualquer tamanho e lugar

Adicionando módulo USB ao kernel

Iniciando TeamViewer 10 automaticamente no Ubuntu 12.04 LTS

sudo: /usr/bin/sudo deve ter como dono o uid 0 e tem definido o bit setuid [Resolvido]

  

Comentários
[1] Comentário enviado por yermandu em 24/10/2012 - 11:52h

Parabéns

[2] Comentário enviado por xiloba em 24/10/2012 - 12:16h

Obrigado, Yermandu. Demorei para aprender algo que, agora, parace facílimo.

[3] Comentário enviado por hugoeustaquio em 24/10/2012 - 14:34h

Complementando... Em algumas distros o diretório do 'ifconfig' é o '/sbin/'.
Normalmente ele não está no path de usuários sem privilégio. Então se for o caso, digite pelo caminho completo o comando "/sbin/ifconfig".

Se possível (e eu gosto muito de fazer isso pelo uso de alguns outros comandos) coloquem o '/sbin' no path do seu usuário comum. Vários desses programas não dão suporte a 'alterar' dados do sistema mas recolhem informações sobre ele, o que acaba por ser útil e prático.

Acrescentando mais um tiquinho: essa dica é muito boa pra quem quer que essa troca de arquivos seja criptografada. Pra quem precisa de mais velocidade e menos segurança (trocando arquivos entre duas máquinas linux), dêem uma olhadinha no NFS. Pra quem gostou da ideia apresentada aí e precisa copiar os arquivos pra windows, instale o winscp.

observação: seu ifconfig mostrou 3 interfaces de rede porque você tem uma placa de rede física e está conectado por uma placa wireless. O "lo" é seu "loopback", que serve pra acessos tipo "localhost". Se você espetar um cabo na sua placa de rede, o ip que você precisaria utilizar seria da primeira entrada, não necessariamente o último.

Parabéns pela dica. Você escreve didaticamente (o que é mais difícil do que agrupar conhecimento), publique mais por aqui.
Abraço.

[4] Comentário enviado por xiloba em 24/10/2012 - 17:35h

Muito obrigado, Hugoeustaquio, pela preciosa contribuição aos detalhes que você mencionou. Muito obrigado, mesmo.
Eu não me lembro de ter escrito na dica a ligação entre dois sistemas operacionais Linux(hiperônimo), eu acho que escrevi, especificamente, sobre o Ubuntu.(hipônimo). Creio ter sido o moderador, que me auxiliou na postagem das imagens, quem colocou o nome Linux.
No mais, eu não detenho o conhecimento tão grande no Linux, para por exemplo, fazer o comentário sobre a placa em uma possível ligação através de um cabo. Existe o saber o quê e o saber como. Eu apenas sabia, um pouco, como fazer; sem saber muito bem o quê estou fazendo. Claro que o ideal é possuir os dois saberes, como o amigo Élgio, por exemplo. Há um artigo dele falando sobre criptografia que é algo transcendental: http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Fundamentos-da-criptografia-assimetrica/ .
Eu até tento, mas a quantidade de informação sobre qualquer assunto, na internet, é absurdamente redundante. Você encontra milhares de páginas clonadas, ou com o mesmo enfoque. Há alguns dias, eu tentei aprender um comando que mostrasse a arquitetura do meu pc- não a arquitetura do Ubuntu que uso- e, ao procurar, encontrei milhões de páginas falando para digitar uname -m . Percebe? O cara mostra como fazer algo que não era o que eu queria.
Tentarei aprender um pouco mais, para poder compartilhar com os colegas do fórum. Mais uma vez, obrigado pelas palavras de incentivo e pelo aprendizagem que você me proporcionou. Valeu.



Contribuir com comentário