Métodos para descobrir modelo da placa-mãe no Linux

Publicado por Xerxes Lins em 08/04/2009

[ Hits: 102.542 ]

Blog: https://voidlinux.org/

 


Métodos para descobrir modelo da placa-mãe no Linux



Uma dúvida comum dos usuários iniciantes de Linux: como ver o modelo da minha placa-mãe?

Método 1: dmidecode

Procure por "dmidecode" em seus repositórios e instale-o, e se não o encontrar, acesse:
Use o comando:

# dmidecode | more

Surgirão várias informações, vá teclando ENTER até achar a sessão "Base Board Information", ela contém as informações da sua placa-mãe.
Linux: Métodos para descobrir modelo da placa-mãe no Linux
"Manufacturer" é o fabricante e "Product Name" é o modelo. Para sair, tecle a letra "q".

Método 2: hardinfo

Procure por "hardinfo" nos seus repositórios, se não encontrar acesse:
Instale o aplicativo HardInfo. Execute-o e procure por Device -> DMI.
Linux: Métodos para descobrir modelo da placa-mãe no Linux
Observe em Board, à esquerda, as informações da sua placa-mãe. "Name" é o modelo e "Vendor" é o fabricante.

Método 3: lshw

Procure por "lshw" em seus repositórios, se não o encontrar acesse:
Instale o aplicativo lshw. Use o comando:

# lshw -class system
Linux: Métodos para descobrir modelo da placa-mãe no Linux
"Product" é o modelo e "Vendor" é o fabricante.

Espero que essa dica isso seja útil para alguém.

Outras dicas deste autor

Conheça as novidades do Gnome 3.20

Extensões do Gnome-shell no Ubuntu pelo navegador

Melhor maneira de instalar Gnome no Slackware

Instalação do Fedy no Fedora (alternativa ao easyLife)

FFmpeg no Linux Mint 17.x (Rosa)

Leitura recomendada

Compilaçao do kernel 2.6.32.1 no Debian Squeeze

Zabbix 2. 2.3 no Debian Wheezy 7.0.5 - Instalação e configuração

Fedora 6 e Squid 2.6.x transparente

Conheça o Fedora Labs e o Fedora Spins

Xoom no Ubuntu - Montando a Media interna

  

Comentários
[1] Comentário enviado por arauto_ em 08/04/2009 - 19:29h

Muito interessante você ter postado estes comandos. O primeiro comando eu nunca tinha ouvido falar, aproveitei então, e fui logo procurá-lo na minha distribuição. Que bom, ele já vem no slackware!!!

[2] Comentário enviado por xerxeslins em 08/04/2009 - 21:12h

=]

O bom do Slackware é que ele vem com um monte de coisas legais na instalação full

[3] Comentário enviado por jborda em 09/04/2009 - 09:00h

Cara, muito bom...gostei mesmo(do primeiro comando)...

Aqui na empresa no servidor Red Hat EL4, já vem por padrão...

Gostei muito e já até decorei <b>dmidecode</b> hehehe

[4] Comentário enviado por removido em 09/04/2009 - 12:58h

Muito interessante !!!!!!! mostrou todos os detalhes inclusive. o dmidecode veio por padrão no openSUSE 11.1

[5] Comentário enviado por dbahiaz em 09/04/2009 - 19:08h

Gostei, deu pra ver tudo mesmo do bios

[6] Comentário enviado por sandromt em 13/04/2009 - 10:41h

Muito bom esse primeiro comando "dmidecode", ele mostra tudo que tem na placa-mãe, excelente, valeu!!

[7] Comentário enviado por pools em 15/07/2009 - 14:13h

Muito boa dica!
No ubuntu o lshw e o dmidecode já vêm instalados por default.


Até mais!

[8] Comentário enviado por ricardoperera em 16/01/2010 - 13:13h

Parabéns, muito boa a dica e é muit útil também =D !! Até mais!

[9] Comentário enviado por agnaldo-marinho em 31/01/2011 - 11:24h

Boa Dica!
Nunca havia usado o "demidecode", muito bom mesmo.. valeu!

[10] Comentário enviado por removido em 07/09/2011 - 23:06h

Muito bom. Usava sudo lshw | grep product

[11] Comentário enviado por resolvemicro em 26/07/2016 - 09:32h

Parabéns, muito boa a ajuda e a dica.
www.resolvemicro.com.br

[12] Comentário enviado por marco_sistemas em 20/07/2018 - 22:25h

Ajudou muito, obrigado.



Contribuir com comentário