Instalando o xfburn no Vector Linux 6.0

Publicado por Perfil removido em 09/07/2010

[ Hits: 5.301 ]

 


Instalando o xfburn no Vector Linux 6.0



Esta dica é para utilizar-se o software de gravação de CD xfburn numa gravação simples no Vector Linux, tais como CD de áudio e/ou de dados, limpar CD-RW, gravar ISO.

Abra um terminal e execute os seguintes comandos.

Baixando a libisofs:

wget -c http://slackbuilds.org/slackbuilds/12.2/libraries/libisofs.tar.gz
tar -zxf libisofs.tar.gz
$ cd libisofs
$ wget -c
http://files.libburnia-project.org/releases/libisofs-0.6.12.tar.gz
cd ..

Baixando a libburn:

wget -c http://slackbuilds.org/slackbuilds/12.2/libraries/libburn.tar.gz
tar -zxf libburn.tar.gz
$ cd libburn
$ wget -c
http://files.libburnia-project.org/releases/libburn-0.6.2.pl00.tar.gz
cd ..

Baixando o xfburn:

wget -c http://slackbuilds.org/slackbuilds/12.2/system/xfburn.tar.gz
tar -zxf xfburn.tar.gz
$ cd xfburn
$ wget -c
http://goodies.xfce.org/releases/xfburn/xfburn-0.4.1.tar.bz2
cd ..

Logue-se como root e execute os comandos abaixo, pela ordem:

# cd libisofs
# sh libisofs.SlackBuild
# installpkg /tmp/libisofs-0.6.12-i486-1_SBo.tgz
# cd ..
# cd libburn
# sh libburn.SlackBuild
# installpkg /tmp/libburn-0.6.2-i486-1_SBo.tgz
# cd ..
# cd xfburn
# sh xfburn.SlackBuild
# installpkg /tmp/xfburn-0.4.1-i486-1_SBo.tgz


Obs.: Não esqueça de salvar uma cópia dos pacotes gerados no diretório /tmp para uma pasta de sua preferência. Após isso, delete os pacotes que estão no diretório temporário:

# rm -rf /tmp/*.tgz
Linux: Instalando o xfburn no Vector Linux 6.0
:::... Viva o Linux ...:::

Outras dicas deste autor

Criando LVM (Logical Volume Manager)

Login automático no SSH com chave criptográfica mais segura

Instalando o Gizmo no Slackware

[ResuLinux] Configurando suporte a Bluetooth

Driver Wireless RTL8191SEvA no Debian

Leitura recomendada

Lançado BRLix 2.0 Basic

Barra Social estática no GIMP [vídeo]

Instalando Skype e Spotify no Fedora 28

Terminal Guake

Gnomebaker - Aplicativo para gravação de CDs e DVDs à altura do k3b

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário