Informações da bateria no Acer Aspire One

Publicado por Andre (pinduvoz) em 30/04/2009

[ Hits: 11.353 ]

Blog: http://casadopinduvoz.wordpress.com/

 


Informações da bateria no Acer Aspire One



Se você quer saber a quantas anda a capacidade de carga da bateria do seu "One", use o seguinte comando no terminal:

cat /proc/acpi/battery/BAT1/info

Você receberá como resultado uma tela parecida com esta (a minha):
present:                 yes 
design capacity:         2400 mAh 
last full capacity:      1950 mAh 
battery technology:      rechargeable 
design voltage:          11100 mV 
design capacity warning: 300 mAh 
design capacity low:     78 mAh 
capacity granularity 1:  32 mAh 
capacity granularity 2:  32 mAh 
model number:            UM08A72 
serial number:           0C3A 
battery type:            LION 
OEM info:                SIMPLO 

Já se você quiser saber apenas um dado específico e já tem uma ideia da saída do comando, use o "grep". Por exemplo, para saber apenas a última carga completa:

cat /proc/acpi/battery/BAT1/info | grep last

E a resposta será:
last full capacity:      1950 mAh 

No meu caso já se percebe a perda da capacidade de carga (2400 mAh de capacidade ideal e 1950 mAh na última carga completa), decorrente do uso diário do meu "One" por mais de seis meses.

Esta dica vale para qualquer notebook com o ACPI (gerenciamento de energia) habilitado, sendo que o nome da bateria pode variar: BAT1 no "One", BAT0 (é zero) na maioria dos casos.

Outras dicas deste autor

Compartilhamentos do Windows (Samba) no Acer Aspire One

Emesene com suporte a webcam no Ubuntu 9.04

Personalizar o painel do Gnome no Ubuntu Lucid Lynx - versão 2

Dual Boot com o Mageia

Horários diferentes? A culpa é do "UTC"

Leitura recomendada

Instalar o flash player no Debian Etch (a novela)

Efeitos de sombra no Fluxbox (Zenwalk)

GNOME e KDE no CentOS 5/6

Procurando uma solução para multimídia?

Instalando o Xorg no Debian

  

Comentários
[1] Comentário enviado por pinduvoz em 04/05/2009 - 13:47h

Esqueci na dica:

a) abra o Terminal e digite:

alias bateria='cat /proc/acpi/battery/BAT1/info'

b) digite agora:

bateria

e vc verá a mesma informação obtida com o comando 'cat /proc/acpi/battery/BAT1/info'
sem precisar digitar a linha inteira.

[2] Comentário enviado por pinduvoz em 07/05/2009 - 08:46h

Mais um detalhe.

Para que a aliase fique permanente, coloque-a no arquivo .bashrc que que está na sua pasta de usuário. O meu está assim:

# .bashrc

# User specific aliases and functions

alias rm='rm -i'
alias cp='cp -i'
alias mv='mv -i'
alias bateria='cat /proc/acpi/battery/BAT1/info'

# Source global definitions
if [ -f /etc/bashrc ]; then
. /etc/bashrc
. /etc/env_setup.sh
fi

[3] Comentário enviado por felipe.facundes em 24/05/2013 - 02:08h

Este comando é valido se a sua distro tiver a pasta 'battery' em /proc/acpi, se essa não se encontrar nesta, a solução não é criar a tal pasta com o comando mkdir, com permissões de root (sudo mkdir), até mesmo porque o sistema não permite a criação de pastas neste diretório, quando iniciado, então a referida resolução para a questão é usar uma distro 'live CD', logicamente com à sua já instalada no HD, e finalmente criar a pasta 'battery' em /proc/acpi.

Bom, não é de pertinência com a questão aqui discutida neste tópico, mas a sobredita técnica de usar distro 'live CD', para criar pasta em distros já instaladas no HD, é útil até para o reconhecimento, por exemplo, da porta USB. Até mesmo, para quem usa maquina virtual, esta técnica é útil, principalmente, se a referida maquina de virtualização for o Virtual Box, pois este é falho neste ponto. O procedimento em comento, é criar simples pastas em /proc, criando as pastas subsequentes, quais sejam: /bus/usb. Ficará assim: '/proc/bus/usb'.

Agora, voltando a esse 'post', este tópico. Como criar à pasta com 'live CD', se a distro que eu instalei no HD, fora a usar: "LVM"? Bom, não vou explicar para não fugir do assunto principal e, lá vai: para aqueles que não conseguem usar o comando suprarelatado terá essa simples forma, com as seguintes alternativas:

Instalando o 'pacote' acpi, para;

Ubuntu e "Debian's afins":

su -c 'apt-get install acpi'

Fedora (o melhor na minha opinião), ou Red Hat's afins:

su -c 'yum install acpi'

E depois, finalmente, executar: "acpi" (sem as aspas, é óbvio, corolário lógico).

Mas o rol de alternativas, não param por aí. Então, instale:

su -c 'yum install powertop'

Depois, execute, como super usuário: su -c 'powertop' (o powertop é o melhor de todos, pois se auto atualiza).

Temos, outrossim, "gkrellm", adicione a opção bateria, lembrando que este é de interface gráfica (ultra leve). Há o conky, mas este é problemático, pois a distro tem que ter a pasta 'battery' em /proc/acpi.

Abraço a todos, que usam a inteligência e usam o Linux. E, afinal, fiquem espertos, há falha de segurança no gnome screesaver, o removam se não quiserem ser invadidos. Aliás, a falha é para todos os 'bobinhos' screen savers linux. Que vamos lá né, se deve é usar: openbox ou, até mesmo, fluxbox. Estes representam o Linux e não os 'windows "likes"': "Gnome e pior ainda, KDE".



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts