Estado dos processos

Publicado por Sandro Roberto Ferrari em 24/08/2007

[ Hits: 13.521 ]

 


Estado dos processos



Quando um processo é criado, isso não significa que ele será imediatamente executado. Além disso, determinados processos podem ser temporariamente paralisados para que o processador possa executar um processo prioritário. Isso quer dizer que os processos, em certos momentos, podem estar em situações de execução diferentes. O Linux trabalha, essencialmente, com quatro tipos de situação, isto é, estados:
  • Executável: o processo pode ser executado imediatamente;
  • Dormente: o processo precisa aguardar alguma coisa para ser executado. Só depois dessa "coisa" acontecer é que ele passar para o estado executável;
  • Zumbi: o processo é considerado "morto", mas, por alguma razão, ainda existe;
  • Parado: o processo está "congelado", ou seja, não pode ser executado.

Outras dicas deste autor

VI - Como sobreviver

Backup com TAR

Estrutura de diretórios do Linux

Limpar comentários

Calculadora para modo texto

Leitura recomendada

IPwatchD - Detectar conflitos de IP em GNU/Linux

NumLock na inicialização

Compiz, conhecendo a fundo (parte 1)

Antivírus Avira no ArchLinux

Microsoft Office 2010 no openSUSE 12.2 - Instalação via Wine

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts