Deepin Linux - A nova queridinha do momento

Publicado por Xerxes Lins em 11/05/2017

[ Hits: 9.127 ]

Blog: https://voidlinux.org/

 


Deepin Linux - A nova queridinha do momento



Download da distro em:
Essa dica é para dizer o que achei da distro Deepin 15.4.

O que mais chamou minha atenção foi o seu visual, bem suave e fluído. Acredito que Deepin tenha superado a distribuição Elementary OS no quesito beleza e fluidez. Outro ponto forte, é o menu de configuração lateral, que concentra de forma fácil tudo o que é necessário e fornece informações, como previsão do tempo.
Linux: Deepin Linux a nova queridinha do momento
O painel de aplicativos pode ser configurado em tamanho, lugar e modo (fashion, tipo MacOS ou Eficiente, tipo Windows).

Outro detalhe, são os programas padrões: navegador é o Chrome, e a distro já vem com Steam, OpenJDK e plugin Icedtea. Um diferencial, é que a Deepin vem com CrossOver, uma ferramenta para executar programas Windows. Normalmente, é um programa pago. Talvez a equipe Deepin tenha feito algum acordo com a Codeweavers para disponibilizar o programa junto com a distribuição.
Linux: Deepin Linux a nova queridinha do momento
O pacote Office padrão é o WPS, e não o Libreoffice. Claro que o Libreoffice pode ser instalado, porém, o usuário terá que baixar o Libreoffice, o idioma do mesmo e a compatibilidade com tema GTK para deixá-lo bonito.

O sistema padrão, após iniciar, sem abrir aplicativos além do terminal, consome quase 800MB de memória RAM. Algo dentro do normal, creio. Lembra o Gnome Shell, em termos de consumo, com uma diferença: os efeitos são muito melhores e fazem o Gnome Shell parecer travado em comparação.

Há também atalhos para os quatro cantos da tela:
  • Ao levar o mouse para o canto superior esquerdo, abre-se um Dash com todos os aplicativos;
  • Para o canto inferior esquerdo, são exibidas todas as janelas abertas;
  • No canto superior direito, tem-se a opção de encerrar aplicativos em primeiro plano;
  • E no canto inferior direito, o painel de configurações.

Atalhos também existem, como:
  • Super+d (exibir área de trabalho);
  • Super+s (painel com todas as áreas de trabalho e janelas);
  • Super+e (abrir arquivos);
  • Super+w (exibir janelas);
  • Super+a (exibir janelas de todas as áreas).

Há muitos atalhos que podem ser vistos e configurados no painel lateral.

Dois pontos ruins que percebi: após a instalação, o teclado ficou em inglês e eu precisei ir até as configurações para alterar para português do Brasil. E a instalação pelo pendrive, não funcionou. Tive que queimar um DVD.

Se eu tivesse que dar uma nota, eu daria 9.5 para essa distro. Levando em conta que a proposta é uma distro bonita, com um ambiente gostoso de usar. Sem falar que, por ter base em Debian, programas não faltarão.

Por fim, deixo dois vídeos que mostram bem o seu ambiente Deepin em ação:
Abraço!

Outras dicas deste autor

Gerenciar serviços facilmente no Xubuntu

The Chakra Project

Delver - Jogo de RPG em primeira pessoa

Como abrir arquivos .swp

Botão "logout" na barra de ferramentas LXDE

Leitura recomendada

Nano - com Syntaxe Highlighting

Arquivos .wmv com erro no Mplayer (undefined symbol: faacDecOpen)

VLC 2.0 no Debian Squeeze

Musica no Android

Otimizar o mascaramento NAT

  

Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 11/05/2017 - 20:42h

Realmente é uma refisefuqui elegante.

[2] Comentário enviado por SamsonBurke em 12/05/2017 - 13:31h

E como anda a velocidade do repositorio Chines?
_________________________________________________________O que sera que acontece com os pacotes de arroz que sao furados por ratos no supermercado?

[3] Comentário enviado por xerxeslins em 12/05/2017 - 13:47h


[2] Comentário enviado por SamsonBurke em 12/05/2017 - 13:31h

E como anda a velocidade do repositorio Chines?
_________________________________________________________O que sera que acontece com os pacotes de arroz que sao furados por ratos no supermercado?


Boa. Quer dizer, não tive nenhum problema até agora.

O source.list só tem isto:

## Generated by deepin-installer-reborn
deb [by-hash=force] http://packages.deepin.com/deepin panda main contrib non-free
#deb-src http://packages.deepin.com/deepin panda main contrib non-free

Mas no diretório ".d" tem o repositório do spotify, que já vem com ele, e do Opera porque eu instalei.

[4] Comentário enviado por Fellype em 12/05/2017 - 16:01h

Parece legal a distro. Já faz tempo que não uso nada além do Slackware...

[5] Comentário enviado por homemsemnome em 12/05/2017 - 18:03h

Espero que essa interface gráfica chavosa chegue aos repositórios oficiais do Debian um dia.

[6] Comentário enviado por Deel em 16/05/2017 - 20:20h

Estou utilizando o ambiente gráfico no Arch e pra o dia a dia e muito bom, lindo e muito fluido, claro que neste caso não fica com a central de programas e o crossover se eu instalar e pago, mas ainda assim da pra ter uma ideia, tenho o deepin instalado em um notebook e claro nele tudo roda com muito mais fluidez ainda, só não utilizo por padrão porque dependo muito do repositório Arch e do AUR por sua praticidade, tirando isso seria uma distribuição que eu utilizaria no dia a dia...

[7] Comentário enviado por clodoaldops em 17/05/2017 - 07:22h

Não gostei de duas coisas:
1-não tem opção live... vc tem que instalar para testar
2-não é baseado no debian estável

**********************************************
Meu Blog
http://dicaslinuxmint.blogspot.com.br/

[8] Comentário enviado por removido em 17/05/2017 - 10:22h

Realmente os chineses estão de parabéns. Além de bom gosto, o Deepin proporciona um modo bem prazeroso de usar o desktop, o ambiente é bastante responsivo e os efeitos fluem sem "engasgar". Mas, tem uma coisa que me incomoda bastante atualmente no Linux, que é esse visual gtk-3, estilo Gnome, quebra totalmente a homogeneidade do ambiente, alguns aplicativos ficam com visual antigo "normal" e outros com visual Gnome. Apesar desse novo visual gtk-3 ficar lindo em alguns aplicativos padrões do Gnome, fica muito "K H DO" em outros. :(

Por causa dessas inconsistências, tenho "tentado" usar mais o KDE atualmente, que apresenta um visual bastante homogêneo e padronizado. Só o que me incomoda são aquelas bordas, e barra de rolagem, muito largas das janelas (um desperdício de espaço para quem tem monitor pequeno), nunca estou satisfeito... kkkk! Outra vantagem do KDE 5 é que, além de bonito, está incrivelmente leve, iniciando com apenas 400 MB :o

"Dois pontos ruins que percebi: após a instalação, o teclado ficou em inglês e eu precisei ir até as configurações para alterar para português do Brasil. E a instalação pelo pendrive, não funcionou. Tive que queimar um DVD. "

Aqui não tive esses problemas. Aliás, até o processo de instalação é lindo, uau!!! Só não uso ele como padrão porque prefiro DE's mais leves que consomem pouca RAM.

[9] Comentário enviado por xerxeslins em 17/05/2017 - 11:22h


[7] Comentário enviado por clodoaldops em 17/05/2017 - 07:22h

Não gostei de duas coisas:
1-não tem opção live... vc tem que instalar para testar
2-não é baseado no debian estável

**********************************************
Meu Blog
http://dicaslinuxmint.blogspot.com.br/


Verdade!

Mas quanto a ser baseado em Debian Instável, pelo menos para mim, não significa que o sistema seja mais quebradiço que Fedora ou Arch. O nome "instável" passa uma ideia de ser algo pior do que realmente é. Quando eu usava Debian eu preferia usar testing ou sid.

Lembrei de um texto:
https://raphaelhertzog.com/2010/12/20/5-reasons-why-debian-unstable-does-not-deserve-its-name/

[10] Comentário enviado por xerxeslins em 17/05/2017 - 11:25h


[8] Comentário enviado por PauloHAC em 17/05/2017 - 10:22h

Realmente os chineses estão de parabéns. Além de bom gosto, o Deepin proporciona um modo bem prazeroso de usar o desktop, o ambiente é bastante responsivo e os efeitos fluem sem "engasgar". Mas, tem uma coisa que me incomoda bastante atualmente no Linux, que é esse visual gtk-3, estilo Gnome, quebra totalmente a homogeneidade do ambiente, alguns aplicativos ficam com visual antigo "normal" e outros com visual Gnome. Apesar desse novo visual gtk-3 ficar lindo em alguns aplicativos padrões do Gnome, fica muito "K H DO" em outros. :(

Por causa dessas inconsistências, tenho "tentado" usar mais o KDE atualmente, que apresenta um visual bastante homogêneo e padronizado. Só o que me incomoda são aquelas bordas, e barra de rolagem, muito largas das janelas (um desperdício de espaço para quem tem monitor pequeno), nunca estou satisfeito... kkkk! Outra vantagem do KDE 5 é que, além de bonito, está incrivelmente leve, iniciando com apenas 400 MB :o

"Dois pontos ruins que percebi: após a instalação, o teclado ficou em inglês e eu precisei ir até as configurações para alterar para português do Brasil. E a instalação pelo pendrive, não funcionou. Tive que queimar um DVD. "

Aqui não tive esses problemas. Aliás, até o processo de instalação é lindo, uau!!! Só não uso ele como padrão porque prefiro DE's mais leves que consomem pouca RAM.


Interessante!

Eu tbm me incomodo com essas inconsistências visuais, mas hoje tolero mais. Lembro de um tempo em que o Fedora tinha acabado de ser lançado com o Gnome 3. A diferença dos apps era bem grande. Tipo, o Firefox tinha o tema do gnome 2 antigão e alguns apps novos estavam com o tema novo! Uma mistura absurda. Infelizmente tem coisa que não tem solução.. a gente pode aplicar um remendo aqui e outro ali, mas são só remendos imperfeitos...

[11] Comentário enviado por edifrancl em 29/12/2017 - 09:30h

Sera que 4 gb de ram roda ele tranquilo? O Mint 18.3 cinnamon com o chrome aberto com 5 janelas esta puxando quase 3 gb! Estou com vontade de usar essa versao pra ver como ela se comporta! O q vcs acham?

[12] Comentário enviado por Pstefani em 27/08/2018 - 15:29h

Estou tendo um problema recorrente na placa de rede com o Deepin. Mesmo instalando as atualizações, funciona por um tempo, mas depois começa a dar o mesmo problema -Não conecta na rede. Mais alguém com esse mesmo erro?



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts