DSSI-VST: Como rodar instrumentos virtuais VST no Linux

Publicado por Henrique Gogó em 27/11/2008

[ Hits: 19.060 ]

Blog: http://henriquegogo.wordpress.com/

 


DSSI-VST: Como rodar instrumentos virtuais VST no Linux



Bem, escrevo este tutorial pois demorei um pouco a "descobrir" como realizar a compilação do DSSI-VST para Linux para rodar instrumentos virtuais VST via DSSI.

Há um tempo que migrei definitivamente do Windows para o Linux, mas sentia dificuldades para ter bons programas e instrumentos no meu novo sistema operacional. Resolvi isso com a descoberta do FluidSynth (que carrega SoundFonts) e o DSSI-VST (que carrega instrumentos VSTi). Ambos os instrumentos são carregados através do Rosegarden, que uso para seqüenciar.

O Linux SIM é um ótimo sistema para criações musicais. O Rosegarden, junto com o Ardour, forma uma dupla imbatível e com qualidade no mesmo nível de programas proprietários de edição de áudio. Falo porque já produzi CDs e trabalho com gravações. Falo porque entendo e porque utilizo o Linux para minhas gravações atuais sem medo.

Instalando pacotes

Vamos ao que interessa. No Ubuntu 8.04 instalei o DSSI-HOST-JACK, que tem a função de carregar os instrumentos DSSI.

# apt-get install dssi-host-jack

Em seguida, instalei o DSSI do FluidSynth para carregar os SoundFonts no Rosegarden:

# apt-get install fluidsynth-dssi

Agora veio a parte mais difícil: compilar o DSSI-VST (DSSI que com função de VST Host).

Para isso, instale antes o Wine e tenha certeza que ele está funcionando.

# apt-get install wine

Acesse o site dos desenvolvedores do DSSI-VST e clique em dssi-vst.

Faça o download da versão mais nova e descompacte.

VST SDK (Opcional)

Os dois parágrafos seguintes são dispensáveis, mas altamente recomendáveis.

Não precisa, mas se quiser, baixe o VST SDK Header (original da Steinberg). Crie uma subpasta "vstsdk2.4″ dentro da pasta onde foi descompactado o DSSI-VST e descompacte o VST SDK.

Se isso for feito, edite o arquivo "Makefile" da pasta do dssi-vst colocando um "#" no início da linha "CXXFLAGS = -Ivestige -Wall -fPIC" e retirando o "#" da linha "#CXXFLAGS = -I./vstsdk2.4/pluginterfaces/vst2.x -Wall -fPIC". Salve.

Resolvendo dependências e executando

Instale o header do dssi, do wine, do liblo e do ALSA:

# apt-get install dssi-dev wine-dev liblo0-dev libasound2-dev

Provavelmente você não tem o compilador gcc instalado, então instale:

# apt-get install gcc

Bem, depois de resolvidas todas as dependências, vamos compilar.

Através do terminal, acesse a pasta onde foi descompilado o DSSI-VST e digite "make". Esse processo irá compilar o programa. Se der tudo ok, digite "make install" e pronto, você terá o DSSI-VST instalado!

Para carregar algum VST você pode simplesmente digitar (no terminal):

vsthost nomedovst.dll

Para carregar através do Rosegarden, crie uma pasta chamada "vst" (tudo minúsculo) no seu diretório home/você (ex.: /home/você/vst) e salve seus VSTis lá.

Pronto! Espero ter contribuído.

Outras dicas deste autor
Nenhuma dica encontrada.
Leitura recomendada

RAID via software no Linux

Testando sua memória RAM

Instalação de arquivos .deb no Linux

Acesso negado para root no MySQL e PhpMyAdmin

O que é máscara de rede - entendendo o seu 255.255.255.0

  

Comentários
[1] Comentário enviado por rafiwskis em 19/05/2009 - 19:19h

Lindo. Show. Maravilhoso. Agora dá pra rodar meus VSTś no Kubuntu. Não imaginei que fosse tão simples. Valeu a força, cara!!!!

[2] Comentário enviado por Mr. Jean... em 24/10/2009 - 01:41h

O meu diz: Impossível achar Pacote wine-dev,
aí eu apaguei o wine-dev e instalei o resto;

Daí eu tentei usar o comando make e deu "command not found!

Meu sistema é Debian Lenny

O que será que não deu certo???

P.S.: Acabei de descobrir, não tinha instalado o make!!! Agora dei o comando "make" e deu td certo!



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts