Controlando o upload no Shaper

Publicado por Paulo Fernando em 17/06/2016

[ Hits: 2.621 ]

 


Controlando o upload no Shaper



Há um tempo (alguns anos para ser mais exato) tentei utilizar o software Shaper e percebi que ele controlava facilmente o download, mas não o upload. Depois de muito procurar cheguei a uma solução simples, que é usar uma "etiqueta" através da qual o Shaper (na verdade, o TC que é quem realmente faz o trabalho) saberá em quais pacotes atuar. Os pacotes serão marcados usando o iptables.

Exemplificando, esse é um arquivo padrão para controlar o upload no Shaper:

DEVICE=eth1,100Mbit,10Mbit
RATE=100Kbit
WEIGHT=10Kbit
PRIO=5
RULE=192.168.50.5,
RULE=192.168.50.10,
RULE=192.168.50.15,
BOUNDED=yes
ISOLATED=yes

O que você fará é trocar os "RULES" por "MARK", conforme o próximo exemplo:

DEVICE=eth1,100Mbit,10Mbit
RATE=100Kbit
WEIGHT=10Kbit
PRIO=5
MARK=0x2
BOUNDED=yes
ISOLATED=yes

E então criar uma regra do iptables para cada IP, rede ou porta a ser controlada:

iptables -I FORWARD -s 192.168.50.5 -j MARK --set-mark 0x2 # Para o IP 192.168.50.5
iptables -I FORWARD -s 192.168.50.0/24 -j MARK --set-mark 0x2 # Para a rede 192.168.50.0
iptables -I FORWARD -p tcp --dport 80 -j MARK --set-mark 0x2 # Para a porta de destino 80

Obs.: a "marca" usada no parâmetro "MARK" do arquivo do Shaper tem que ser a mesma do "--set-mark" do iptables.

É isso e até a próxima!

Outras dicas deste autor
Nenhuma dica encontrada.
Leitura recomendada

Samba 4.6.6 no Debian 8 - Instalação e Configuração

Como fixar IP estátco no Debian 8 com o serviço Connman

Squid básico em 5 linhas no Debian

Alterar o endereço MAC da interface de rede em 3 passos

Protocolo de gateway redundante VRRP, a escolha certa para interoperabilidade da sua rede Cisco

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário