Configurando o Samba - howto

Publicado por julio morais em 01/02/2011

[ Hits: 21.933 ]

 


Configurando o Samba - howto



Vi alguns posts por aí, mas me deparei com esse que foi o mais fácil e mais completo de se entender, embora seja básico, foi o suficiente para dar tudo certo.

1° Passo:

Após a instalação do seu Debian, vamos atualizar:

# aptitude update
# aptitude upgrade


Agora vamos instalar o Samba:

# apt-get install samba

Instalado o Samba, vamos configurá-lo.

Antes vamos renomear o arquivo smb.conf, ele é grande e não iremos usar todo o seu conteúdo.

Acesse o diretório:

# cd /etc/samba

Dentro do diretório /etc/samba iremos renomear o arquivo smb.conf:

# mv smb.conf smbdefault.conf

Após renomear, você terá que criar um novo arquivo smb.conf para fazer as configurações necessárias. Para criar o arquivo use o editor de texto que você se familiarizar, eu usei o vim:

# vim /etc/samba/smb.conf

Ele abrirá o arquivo em branco, copie e cole essa configuração básica a baixo, e conforme o tutorial iremos adicionar as linhas de acordo com o que for precisando, lembre que você terá que entrar várias vezes nesse arquivo smb.conf até concluir a configuração.

[global]

   netbios name =  vivaolinux
   workgroup = nome de seu dominio
   server string = samba %v
   dns proxy = no
   log file = /var/log/samba/log.%m
   max log size = 1000
   syslog = 0  
   panic action = /usr/share/samba/panic-action %d
   domain master = yes
domains logon = yes
preferred master = yes
logon path =
os level = 33
wins support = yes


[printers]

   comment = all printers
   path = /var/spool/samba
   browseable = no
   printable = yes
   guest ok = yes
   create mask = 0700


[print$]

   comment = drivers de impressora
   path = /var/lib/samba/printers
   guest ok = yes

Feito isso, vamos testar para verificar se existe algum erro até aqui.

# testparm

Ele tem que retornar as seguintes linhas:

loand smb config files from /etc/samba/smb.conf
processing section "[printers]"
loaded services file ok
server role: ROLE_DOMAIN_PDC
Caso ele retorne as linhas acima, pode continuar que está tudo ok.

2° Passo:

Agora vamos cadastrar o usuário root e a senha no Samba.

# smbpassw -a root

3° Passo:

Vamos criar conta de usuário e cadastrar no Samba. # useradd -s -m /bin/false [usuário]
# smbpasswd -a [usuário]


4° Passo:

Criaremos a conta com o nome da máquina Windows que irá ingressar no domínio e no Samba.

# useradd -d /dev/null -s /bin/false maquina$

Observe o "$", esse símbolo fará o Linux diferenciar máquina de conta de usuário no Samba.

# smbpasswd -a -m maquina

5° Passo:

Criaremos a sessão NETLOGON (esse será apenas um script para mapear a pasta de cada usuário quando ele se logar no Windows).

# vim /etc/samba/smb.conf

Adicione em [global] a linha abaixo:

logon script = netlogon.bat

Feito isso crie outra sessão, a netlogon.

[netlogon]
   Path = /varsamba/netlogon
   Browseable = no

Salve e feche o editor.

Vamos criar o diretório onde ficará o .bat.

# mkdir -p /var/samba/netlogon
# chmod 775 /var/samba/netlogon


6° Passo:

Criar o arquivo netlogon.bat e adicionar o script:

# vim /var/samba/netlogon/netlogon.bat

Irá abrir o arquivo em branco, digite a seguinte linha:

net use y: /home

LEMBRE-SE, esse arquivo poderá ser usado para várias outras coisas.

7° Passo:

Vamos criar a seção profiles:

# vim /etc/samba/smb.conf

Observe que lá em [global] temos uma linha "logon path =", adicione:

\\%Lprofilesz%U

Ficará assim:

logon path = \\%Lprofilesz%U

Criar a seção:

[profiles]
   path = /var/profile
   read only = no
   browseable = no

Salve e feche o arquivo.

8° Passo:

Criar o diretório profile e configurar a permissão.

# mkdir /var/profile
# chmod 1777 /var/profile


9° Passo:

Reiniciar o servidor Samba.

# /etc/init.d/samba restart

Retornará:
*stoping Samba daemons         [ok]
*Starting samba daemons        [ok]

Próximo tutorial será de como configurar Windows XP e colocar no domínio.

Outras dicas deste autor
Nenhuma dica encontrada.
Leitura recomendada

Desativar TurboCache no Linux

Upgrade no KDE: "Call to lnusertemp failed (temporary directories full?). Check your installation"

Ativando a SSI para um tipo de arquivo específico no Apache

Restaurando o GRUB após a instalação de outro sistema operacional

Cadastrando impressora de rede pelo CUPS via linha de comando

  

Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 02/02/2011 - 01:10h

Boa dica cara !


Abraço.

[2] Comentário enviado por nilodanx52 em 02/02/2011 - 01:38h

eu uso o gadmin-samba acho melhor... vc tem como me ajudar a eu compartilhar algumas pastas aki do ubuntu afim de que -o seven veja???

[3] Comentário enviado por sgtjesus em 12/01/2012 - 22:06h



[4] Comentário enviado por nogueira13 em 31/10/2015 - 00:51h

Prezado Julio, teu Tutorial é muito bom e fácil de seguir. Instalei o samba no Ubuntu Desktop 15.10 e antes de mexer no arquivo smb.conf dei um testparm e ele me mostrou sem erros. Daí depois de salvar uma cópia do original como sugeristes, eu alterei o smb.conf de acordo com o Tutorial. Mas quando apliquei o testparm nele, resultou duas linhas (a meu) como incorretas:

[email protected]:/etc/samba# testparm
Load smb config files from /etc/samba/smb.conf
rlimit_max: increasing rlimit_max (1024) to minimum Windows limit (16384)
Unknown parameter encountered: "domains logon"
Ignoring unknown parameter "domains logon"
Processing section "[printers]"
Processing section "[print$]"
Loaded services file OK.
Server role: ROLE_STANDALONE
Press enter to see a dump of your service definitions
[global]
netbios name = VIVAOLINUX
server string = samba %v
syslog = 0
log file = /var/log/samba/log.%m
max log size = 1000
logon path =
os level = 33
preferred master = Yes
domain master = Yes
dns proxy = No
wins support = Yes
panic action = /usr/share/samba/panic-action %d
idmap config * : backend = tdb

[printers]
comment = All Printers
path = /var/spool/samba
create mask = 0700
printable = Yes
print ok = Yes
browseable = No

[print$]
comment = drivers de impressora
path = /var/lib/samba/printers
guest ok = Yes
[email protected]:/etc/samba#

Como pode ver, ele suprimiu a linha com o comando "domains logon = yes"
Como devo proceder para evitar este erro?
Antecipadamente agradeço

Antonio Carlos



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts