Carregando o "config" para recompilar o kernel

Publicado por Perfil removido em 18/01/2007

[ Hits: 8.701 ]

 


Carregando o "config" para recompilar o kernel



No diretório /boot existe um arquivo personalizado facilmente identificável, que pode estar linkado para um "config" genérico, a fim de facilitar a vida da gente...e dos desenvolvedores da distro também! ;-)

O config é usado na hora de recompilar o kernel, como um guia do que deve ser construído na árvore do kernel ou ficar esperando como um módulo bem comportado láááá em /lib/modules...

Por exemplo: no Mandriva 2005, existe o config-2.6.11-6mdk; no meu Slackware 11, o config-generic-2.6.18 (dos últimos pacotes pré-compilados para esta distro) e um config-generic-2.6.19.1 do último kernel genérico que instalei (este, salvo por mim). Abra seu /boot e veja como está armazenado o seu.

Além deste arquivo no diretório /boot, existe um arquivo oculto ".config" em /usr/src/seu_kernel que é usado para a compilação do kernel propriamente dito.

Fazer as opções pelo xconfig, menuconfig ou qualquer_coisa_config nada mais é do que fazer a alteração do ".config", um simples arquivo-texto oculto armazenado em /usr/src/seu_kernel:


Resumindo:

1) em /boot há um "config" com as opções necessárias para todas as arquiteturas/dispositivos de hardware, para manter uma compatibilidade com todos os PCs possíveis;

2) em /usr/src/seu_kernel há um ".config" com as opções para seu PC, que pode ser igual ao anterior ou não se você fez alterações (mesmo que não tenha compilado o kernel);

Está difícil de entender??? Acho que não!!! ;-))

Usando o xconfig

Eu sempre usei o "make xconfig" por achá-lo muito mais prático. É uma interface gráfica que trás muitas comodidades ao usuário. Veja:


Atente-se para os botões no canto superior esquerdo:


Pode-se:

a) navegar nos itens de trás-para-frente (seta azul redonda);


b) navegar para carregar um arquivo "config" qualquer:


c) salvar as alterações em /usr/src/seu_kernel/.config (desenho do disquete):


d) escolher o tipo de visualização da árvore.


Observações ao se fuçar nos "config" da vida:
  • faça sempre um becape do /usr/src/seu_kernel/.config (.config_old);
  • faça sempre um becape do /boot/qualquer_nome.config;
  • após terminar todo o trabalho de escolha do que deve ou não entrar no kernel, salve como /boot/qualquer_OUTRO_nome.config usando o passo "b)" anterior;
  • se fizer craca, apenas renomeie /usr/src/seu_kernel/.config_old para .config e recomece.

Prontinho! Mais uma dica espertíssima para os amantes da grande aventura de fuçar aonde não se deve... ;-)

Um grande abraço e até a próxima.

Outras dicas deste autor

Plymouth funcionando corretamente com as placas Intel

Não foi possível inicializar o componente de segurança do navegador

Instalando o editor Kompozer

Iceweasel - Versão atual no CrunchBang

Ubuntu: the root filesystem on /dev/xxx requires a manual fsck [Resolvido]

Leitura recomendada

Wireless com broadcom 4318 no Slackware com notebook Gateway 7510GX

Mini CD bootáveis com KDE

Kernel Liquorix 3.19.3 - acelere o Ubuntu, Debian e Linux Mint

Como suspender/hibernar o computador via linha de comando

Fazendo o kernel reconhecer memória acima de 4GB no Debian

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts