VPN: IPSec vs SSL

Nesse artigo irei explicar, fazer comparações e mostrar qual é a melhor solução entre duas dessas tecnologias usadas para prover acesso seguro ao túnel VPN - o IPSec e o SSL.

[ Hits: 81.419 ]

Por: Wagner M Queiroz em 14/07/2009


IPSec



O mecanismo de segurança IPSec é um protocolo padrão de camada 3 do modelo OSI (Open System Interconection) que foi projetado pelo IETF (Internet Engineering Task Force). Primeiramente esse protocolo foi desenvolvido para o Internet Protocol version 6 (IPv6) e a partir da alta demanda o IPSec foi adaptado para o Internet Protocol version 4 (IPv4).

Esse mecanismo de segurança oferece transferência segura de informações fim a fim através de rede IP pública ou privada. Essencialmente, ele pega pacotes IP privados, realiza funções de segurança de dados como criptografia, autenticação e integridade, e então encapsula esses pacotes protegidos em outros pacotes IP para serem transmitidos. Esse processo é conhecido como tunelamento (figura 3). As funções de gerenciamento de chaves também fazem parte das funções do IPSec.[1][11]
Linux: VPN: IPSec vs SSL
[11]
Características: [19]
  • Tunelamento: Authentication Header (AH) ou Encapsulating Security Payload (ESP);
  • Encriptação: 56-bit DES, 112- or 168-bit 3DES, 128-, 192- or 256-bit AES, ou nenhum;
  • Autenticação: login e senha, login e token + pin ou o certificado digital.

Apesar de ser um protocolo flexível, ele acaba se tornando complexo. Para que duas entidades se conectem via IPSec, é preciso que ambos os lados aceitem o mesmo padrão de política de segurança, chamada de Security Association (SA), onde deve ser configurado em ambos os gateways VPN.

Um único túnel IPSec protege todas as comunicações entre ambos os equipamentos de cada ponta sem ligação com o tipo de trafego (TCP, UDP, SNMP) ou aplicação (correio eletrônico, FTP, HTTP). Os túneis podem ser estabelecidos de LAN para LAN, host para LAN e host para host. Um gateway IPSec garante a segurança das aplicações da LAN. Um único usuário usando IPSec é chamado de host.

Pelo fato de o IPSec operar na camada de rede, usuários ganham acesso a todos os recursos da LAN da corporação como se eles estivessem fisicamente na empresa conectados a ela. Já existem soluções que alguns fabricantes dispõem em seus equipamentos que provêem túneis VPN via IPSec. [1][10]
Linux: VPN: IPSec vs SSL
[12]
IPSec VPN gateways são usualmente implementados em firewalls para se ter o controle de permissão ou negação de acesso de um determinado host.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Resumo
   2. VPN
   3. IPSec
   4. SSL
   5. As vantagens e desvantagens
   6. Conclusão
Outros artigos deste autor

Implementando um kernel GNU/Linux mais seguro

Leitura recomendada

Servidor para centralização de logs - Fedora 7

Implementação de um sistema de arquivos criptografado transparente ao usuário

Bom escudo não teme espada: o módulo pam_cracklib

Desligamento automático seletivo com apcupsd

Vault: SSH com OneTimePassword

  
Comentários
[1] Comentário enviado por andersoncw em 15/07/2009 - 08:41h

Olá Wagner, muito bom o seu artigo. Parabéns por ir direto ao assunto.
Só tem um detalhe, o pdf do artigo original (http://www.nortelnetworks.com/solutions/ip_vpn/collateral/nn102260-110802.pdf) não está mais disponível.

[2] Comentário enviado por rogerio_gentil em 28/07/2009 - 17:22h

Excelente artigo. Estava estudando sobre VPN para uma implementação e encontrei este artigo. Muito bem argumentado, estruturado e com referências, coisas que muitos não fazem por aqui. É uma pena que alguns links já estejam quebrados (error 404).

Parabéns!

[3] Comentário enviado por wmqueiroz em 28/07/2009 - 23:41h

Obrigado pelos elogios. Realmente alguns dos links não estão mais ativos. Eu fiz esse artigo no começo do ano passado.
Segue link para baixar o artigo feito pela Nortel.

http://rapidshare.com/files/261218060/ipsec_x_ssl_nortel.pdf.html

[4] Comentário enviado por dailson em 29/07/2009 - 16:57h

Parabéns Queiroz

Excelente artigo e com alto nível técnico.

[5] Comentário enviado por fernandoborges em 05/06/2010 - 20:44h

Meus sinceros parabéns pelo excelente nível do artigo!!!

[6] Comentário enviado por marimbeta em 01/09/2010 - 12:00h

Apenas uma ressalva: quando você diz "encriptação RC4 de 40 e 128 bit (...) não é uma encriptação fraca" é preciso atentar para o que Tanenbaum diz em seu livro de Redes (4a edição). É citado que SSL com RC4 é uma escolha instável, pois o algoritmo do RC4 gera algumas chaves fracas. Ou seja, soluções implementadas sobre o RC4 apresentarão vulnerabilidades. Em outra situação, no livro, é mostrado como o protocolo WEP é facilmente quebrado (chave de 128 quebrada em uma semana), pois o RC4 apresenta deficiências criptográficas.

[7] Comentário enviado por marimbeta em 01/09/2010 - 12:07h

Ah, também há um adendo: o IPsec pode operar como você falou: "encapsula esses pacotes protegidos em outros pacotes IP para serem transmitidos.". É o chamado modo de túnel do IPsec. Vale também dizer que o IPsec apresenta outro modo de operação: o modo de transporte, onde a mensagem é protegida mas os endereços IP do cabeçalho não são.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts