Redes, Modelos de Referência, suas Camadas e seus Protocolos

Vou descrever um pouco sobre redes sobre os Modelos de Referência e suas Camadas. Vou me aprofundar mais em cima do Modelo de Referência TCP/IP, porém vou descrever brevemente sobre o Modelo de Referencia OSI. Este artigo foi criado com a junção de vários pequenos artigos que criei em meu site pessoal.

[ Hits: 76.832 ]

Por: Willians em 03/07/2010 | Blog: http://www.williansribeiro.com.br


Modelo de Referencia OSI



O Modelo de interligações OSI foi criada formalmente pela ISO para padronizar as formas de interconexões entre os computadores. É um modelo dividido em 7 camadas e é utilizado como um meio de estudo para se entender o funcionamento da rede e seus protocolos. Abaixo veremos as 7 camadas com suas definições.

Camada 1: Camada Física

É responsável por definir todas as características técnicas dos dispositivos elétricos e especificações físicas. Incluindo o layout de pinos, voltagens e especificações de cabos. Ainda nesta camada fazem parte dela os hubs, adaptadores de redes.

Suas principais funções são:
  • Estabelecer e Encerrar uma conexão com um meio de comunicação;
  • Fazem as devidas conversões da representação de dados digitais dos equipamentos e os sinais transmitidos através dos meios de comunicação;
  • Controle de Acesso ao meio;
  • Confirmação e Retransmissão de quadros;
  • Controle de Quantidade e velocidade de transmissão na rede;

Camada 2: Camada de Enlace ou Link de Dados

É responsável por fornecer meios funcionais para a transferência de dados entre os dispositivos da rede. Também detecta e corrigi possíveis erros da Camada Física. Ajeita os bits em blocos chamados quadros.

O exemplo mais conhecido desta camada é a Ethernet. Outros são 802.11 (WiFi), Frame Relay e ATM. Na família TCP/IP temos o PPP e o SLIP. Aqui operam bridges (pontes) e switches (comutadores).

Camada 3: Camada de Rede

É responsável pelo endereçamento dos pacotes, convertendo endereços lógicos em físicos, fazendo com que os pacotes cheguem corretamente ao seu destino. O principal aspecto é executar o roteamento dos pacotes entre remetente e destinatário principalmente quando existem várias rotas para chegar ao mesmo destino.

As principais funções desta camada são:
  • Encaminhamento;
  • Endereçamento;
  • Interconexão de Redes;
  • Tratamento de Erros;
  • Fragmentação de Pacotes;
  • Controle de Congestionamento;
  • Sequenciamento de Pacotes;
  • Movimenta e determina as rotas a serem deste o emissor do pacote até o seu destino;

Camada 4: Camada de Transporte

Esta camada se responsabiliza pela entrega e recebimento dos dados. Esta camada recebe os pacotes devidamente endereçados e efetua o transporte deles com segurança e confiabilidade. A camada de transporte controla a qualidade de um determinado link através de controle de fluxo, de segmentação e de controle de erros.

O protocolo de transporte pode operar em 2 modos, Orientados à conexão ou não.

No modo não orientado a conexão, o serviço de transporte não confiável. A camada de transporte somente mapeia o pedido de transmissão de dados em pacotes para a transmissão pela camada de rede. Um exemplo de um protocolo não orientado a conexão é o protocolo UDP.

No modo orientado a conexão, o serviço de transporte confiável. O transporte orientado a conexões consiste em ocultar as imperfeições do serviço de rede, de modo que os processos do usuário possam simplesmente supor a existência de um fluxo de bits livre de erros. Um exemplo de um protocolo orientado a conexão é o TCP.

Camada 5: Camada de Sessão

Esta camada é responsável pelo processo de troca de informações, ela controla os diálogos entre os dois pontos que estão comunicando entre si. Ela é responsável por iniciar, gerenciar e terminar a conexão entre os hosts.

Para se manter uma boa comunicação, esta camada tem que se preocupar com a sincronização para garantir que a sessão aberta entre os dois hosts se mantenha funcionando. Além disto esta camada fornece operações full-duplex ou half-duplex e estabelece pontos de checagem, intervalos, encerramento e procedimentos de reinício.

Camada 6: Camada de Apresentação

Esta camada cuida da tradução dos dados da camada de aplicação em dados entendíveis pelos protocolos. Ela cuida da formatação dos dados, e da representação destes, ela ainda é a camada responsável por fazer com que duas redes diferentes se comuniquem, transformando os dados no processo de comunicação.Codificação MIME, compressão de dados, encriptação de dados e outras manipulações semelhantes são feitas nesta camada para apresentar os dados como um serviço ou um protocolo.

Camada 7: Camada de Aplicação

Esta camada possibilita que o usuário possa obter informações de sua rede através de um aplicativo. Esta camada é a principal interface para o usuário interagir com o aplicativo e, deste modo, com a rede. O usuário requisita a informação através do aplicativo, e receberá as informações solicitadas através do mesmo aplicativo. Um exemplo pode ser um aplicativo cliente de emails. Outros aplicativos que podem atuar são Telnet, ftp entre outros. Então resumindo esta é a interface em que o usuário opera, para que ela possa descer após o recebimento da informação, para as camadas seguintes e receber seus devidos tratamentos.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Redes de Computadores
   2. Modelo de Referencia OSI
   3. Modelo de Referência TCP/IP
   4. Protocolo e suas camadas
   5. Protocolo e suas camadas
Outros artigos deste autor

Memórias

Funcionamento do Processador

Sistemas Operacionais, Kernel e Shell

Leitura recomendada

CoyoteLinux :: Compartilhando internet com um disquete

Integrando Apache 2 com Tomcat 5

Instalando o CMS Joomla

SpamAssassin no Sendmail usando o Procmail

Rodando aplicações nativas de Windows em Linux pela Web

  
Comentários
[1] Comentário enviado por julio_hoffimann em 04/07/2010 - 15:32h

Oi Willians,

Primeiro parabéns pelo artigo, acho redes um assunto muito interessante. Como não sou da área fiquei voando um pouco, mas consegui absorver alguns conceitos. Fica uma sugestão para um artigo mais leve que explique de maneira simples o que foi abordado neste, talvez não tenha sido seu objetivo.

Abraço!

[2] Comentário enviado por CARADEPASTEL em 04/07/2010 - 19:56h

Willians, você nem imagina como esses artigos me ajudam, obrigado willians e obrigado viva o linux, muito obrigado. NOTA 10!

[3] Comentário enviado por femars em 05/07/2010 - 09:56h

Dae Ice, que animal teu artigo cara, parabens!

Abraçao!
Xiiico.

[4] Comentário enviado por igor_rocha em 25/03/2012 - 03:20h

Muito bom....


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts