OpeniBoot - Seu iPhone com Linux!

OpeniBoot, revolução ou mais uma tentativa? OpeniBoot é o dual boot Linux que é a promessa para amantes do iPhone e já mostra que pode ser uma alternativa. Neste artigo demonstro como o instalar em seu iPhone usando a plataforma OpenSuSE, editando alguns comandos e aproveitando os comandos originais da plataforma Ubuntu.

[ Hits: 38.309 ]

Por: Estevão Ferreira Maia em 05/05/2009


Introdução



Para quem gosta de Linux, um pequeno aparelho que tenha um processador, uma memória e algum dispositivo de comunicação é motivo para instalar Linux nele. Bom, para o iPhone não é diferente, depois de muitos testes o projeto iPhoneLinux fez uma versão que roda na arquitetura do iPhone, portanto ainda sem suporte a:
  • Wireless
  • Touchscreen
  • Som
  • Accelerometer
  • Baseband (Banda para rede de celulares)

Em Outubro de 2007, Steve Jobs anunciou a SDK no iPhone para desenvolvimento e essa foi a "brecha" para estudar o SO do iPhone.

Caso alguém queria estudar assim como eu, esta aí o link para download:
Bom, vamos lá!

Pré-requisitos

Básicos:
  • Ter um iPhone (2G), iPhone 3G ou um iPod 1G (o 2G iPod não funciona);
  • Ter a versão 2.x + ter suporte IMG3 (o iPhonelinux-demo tem os arquivos IMG3);
  • O iPhone tem que ser Pwned: Pwnage vem junto com o jailbreak da 2.x +, isto se você usou Pwnage Tool, QuickPwn ou xPwn.

Bibliotecas:

Faça o download das libs de sua distro pelo gerenciador de software respectivo:
  • libpthread
  • libncurses
  • libusb
  • libreadline

Vamos lá!

A partir daqui eu aconselho que seja feito por pessoas com um grau de conhecimento Linux. Os passos a seguir serão por sua conta e risco, qualquer dano ao seu aparelho, há como reverter, mas que isto seja feito com atenção para não haver erros.

Instalação

1. Coloque o iPhone em RECOVERY MODE.

Desligue-o, segurando o botão sleep (de cima) até aparecer a tela de "Slide to Power Off".

Desconecte do iTunes, se já não tenha feito.

Segure o botão Home (de baixo) e conecte o cabo USB no iPhone, sem soltar o botão Home.
Linux: OpeniBoot - Seu iPhone com Linux !
A tela do iPhone ficará com uma imagem de um cabo USB conectando ao iTunes.
Linux: OpeniBoot - Seu iPhone com Linux !
2. OpeniBoot:

Vale lembrar que se algum erro ocorrer você terá que dar um restore via DFU. Você não perde suas músicas, apps nem vídeos usando esse tutorial, se seguir corretamente, é claro. O processo funciona em qualquer firmware, portanto que seja mais novo que o 2.0.

Baixe o arquivo iPhoneLinux:

wget http://www.simonjoelrichards.co.uk/uploads/iphonelinux-demo.tar.gz

Descompacte:

tar -zxvf iphonelinux-demo.tar.gz

Execute os comandos a seguir com muita atenção:

sudo ./loadibec openiboot-2g.img3

Ou -3g, -ipod, dependendo de seu iphone ou ipod.

Ao executar este comando aparecerá uma tela como essa em seu iphone:
Linux: OpeniBoot - Seu iPhone com Linux !
A tela do seu aparelho ficará branca e, logo depois, aparecerá a imagem de seleção do sistema (iPhone OS e OpeniBoot Console).

No terminal do Linux digite:

sudo ./oibc

No iPhone/iPod, aperte o de Sleep/Power (de cima) para alternar para a segunda opção e selecione o OpeniBoot Console usando o botão Home.

Pronto! Você estará logado no OpeniBoot Console.

Agora você deve fazer um backup da memória NOR do seu iPhone/iPod para segurança!

Execute os comandos abaixo, sendo que para cada um executado espere que haja confirmação do console:

nor_read 0x09000000 0x0 1048576

Este comando lê a memoria NOR do aparelho e armazena no endereço 1048576.

norbackup.dump:1048576

Com esse comando criará um arquivo no seu diretório chamando norbackup.dump.

Não perca esse arquivo por nada, nada mesmo! Salve ele num pendrive ou algo parecido, não perca esse arquivo!!!

É esse arquivo que pode salvar o iPhone/iPod caso haja algum erro. Certifique que ele está em seu diretório e prossiga.

install

Agora instalará o OpeniBoot como seu bootloader principal, espere a confirmação com a mensagem "Done with Installation!".

reboot

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Dando boot no iPhone
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Atualizando o Slackware 9.1 para o kernel 2.6.5

Tornando o kernel do OpenBSD enxuto

KernelCheck - Instalando o kernel mais recente em distros Debian-like e outras

Compilando o kernel no Conectiva Linux 10

Kernel-BALA

  
Comentários
[1] Comentário enviado por Hunz em 05/05/2009 - 18:47h

Apenas por curiosidade, este artigo não quebra e/ou fere alguma patente e/ou propriedade intelectual da Apple ao "propagar" a "pwnagem" do iPhone?

Creio eu que o iPhone não vem bloqueado por acaso...

Att,
Thiago.

[2] Comentário enviado por caarlos0 em 05/05/2009 - 19:27h

e será que é possível voltar para o SO padrão do iPhone caso dê algum problema??

[3] Comentário enviado por cabelo em 05/05/2009 - 20:03h

Show de Bola... eu vi o aparelho do Estevão com o linux no ar...

[4] Comentário enviado por gesousa em 05/05/2009 - 22:31h

Hunz, a lei de propriedade intelectual não foi quebrada, pois vc está instalando outro sistema num equipamento seu, o que ocorre é a perda da garantia, pois vc infringe um ação que não é coberta pelo termos de garantia da apple, há ainda no Estados Unidos, vários processos contra a apple e AT&T contra o contrato de venda casada que é proibido por lei... Tanto que Apple não tomou nenhuma ação judicial contra o DEV-TEAM que criou o pwnage e quebrou a proteção.

Ainda mais interessantes, é que segundo pesquisas no lançamento do Iphone, o recorde de 10 milhões de iphone só foi conseguido devido ao desbloqueio, pois estimava que dos 10 milhões somente 4 milhões tinham ativado a conta no AT&T, então duvido que a apple vai apertar contra este mercado, se ainda é lucrativo a ela.

A Outra questão se diz a patente intelectual, pois o kernel em si do iphone é do darwin, que o freebsd modificado pela apple, ele se encontra sobre a lincença do Freesbd, portanto é livre para ser modificado, somente o ambiente gráfico e os binários possuem copyright, então há uma área meio nebulosa do que pode ou não pode ser feito ao SO da apple.

Caarlos0 o processo para voltar o sistema SO de volta a o original é igual no caso de pwanagem, basta mandar restaurar o sistema pelo itunes, que ele faz flash da memória com o fimerware original.

O único erro seria se o telefone trava-se como ocorreu com a atualização do firmware 3.0 beta test, onde era necessário o cadastro como desenvolvedor para terminar a instalação, o que ocorria é que não dava para entrar no modo de emergência nem mesmo depois que a bateria fosse esgotado o sistema ficava em loop tentando conectar no site da apple...

[5] Comentário enviado por _eXagon em 05/05/2009 - 23:44h

Obrigado a todos pelos comentarios , cabelo ( meu chefe... rsrs e grande amigo ) , e gesousa perfeito ponto de vista !!

Bom Caarlos0 para complementar o artigo além de ter o DualBoot p/ os sistemas , vc pode remover o boot , com o seguintes comandos :

1. Inicie openiboot console
2. sudo ./oibc
3. uninstall
4. reboot

Obrigado

[6] Comentário enviado por hunz em 06/05/2009 - 08:48h

Então, desbloquear ("pwnar") o iPhone é legal?

O contrário é dito neste pronunciamento da Apple:
http://www.copyright.gov/1201/2008/responses/apple-inc-31.pdf

Página 2:
"Apple is opposed to the proposed Class #1 exemption because it will destroy the technological protection of Apple’s key copyrighted computer programs in the iPhone™ device itself and of copyrighted content owned by Apple that plays on the iPhone, resulting in copyright infringement, potential damage to the device and other potential harmful physical effects, adverse effects on the functioning of the device, and breach of contract."

Onde "Class #1" se refere a "pwnagem" do iPhone.

Att,
Thiago.

[7] Comentário enviado por albertguedes em 06/05/2009 - 14:07h

Queria mesmo é comprar um celular que fosse openhardware, mas já é um começo.

Valeu pelo artigo Estevão.

[8] Comentário enviado por carlos.oliveira em 17/02/2010 - 20:27h

Ô louco, meu. O cara é fera. Muito bom o artigo. Parabéns. No que eu puder ser útil, Carlos Oliveira www.divulgacao.com.br


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts