Instalar, configurar e navegar com softmodem no Slackware

Quando comecei a usar o Linux como desktop tive problemas com minha conexão discada, pois utilizo um softmodem - também chamado de winmodem - o qual quase não tem suporte no Linux. Googlei e rodei muito por aí, quase desisti, pois na maioria das vezes achava artigos incompletos, e os conselhos eram do tipo "compre um hard modem!".

[ Hits: 13.932 ]

Por: Luiz Fernando Postingel Quirino em 10/10/2007 | Blog: http://luizfpq.blogspot.com


Instalando dispositivo



Bom, depois de tanto buscar fui colecionando informações e a partir dessas buscas cheguei ao passo a passo aqui descrito.

Caso você não use sua eth0, mesmo tendo-a instalada, durante a instalação após configurar o mouse você escolherá sua rota padrão como loopback, senão terá que criar um script para alterá-la posteriormente (exemplificado ao longo das configurações). Ou então reconfigurar sua Default route no comando "netconfig".

Comece baixando o driver de seu modem, neste caso usei o Conexant Hsf 56:
Eu o instalei no Slackware 10.2. O driver para esse Softmodem tem uma particularidade, a limitação para atuar a 14.4Kbs, caso você queira usá-lo com 56Kbs deverá comprar uma chave. No entanto, com o lynx é possível navegar nessa velocidade sem problemas, só pra termos certeza de que está tudo funcionando.

Agora descompacte o arquivo baixado com o seguinte comando:

# tar -vzxf hsfmodem-7.60.00.09full.tar.gz

(altere o nome do arquivo conforme a versão baixada)

Agora entre na pasta criada:

# cd hsfmodem-7.60.00.09full

Depois dê o comando:

# make install

Pronto, já está instalado. Agora devemos configurar o nosso modem:

# hsfconfig

Você verá então os parâmetros de configuração do modem:

Trying to automatically build the driver modules...
(this requires a C compiler and proper kernel sources to be installed)

Where is the linux source build directory that matches your running kernel?
[/lib/modules/kernel 2.43.1/build] (Quando parar aqui apenas tecle enter)

Please enter region name for modem unit 0 [BRAZIL]: BRAZIL (QUANDO PARAR AQUI DIGITE BRAZIL EM MAIÚSCULA E COM Z)

Please enter your email address [unknown]: [email protected] (QUANDO PARAR AQUI DIGITE SEU EMAIL OU ENTÃO O QUE VOCÊ OBTEVE NO PROCESSO DE COMPRA DE LICENÇA)

The registration ID for modem unit 0 is: 4649-36EB-A785

Please enter license key [FREE]: FREE (QUANDO PARAR AQUI DIGITE FREE EM MAIÚSCULA OU ENTÃO A LICENÇA QUE VOCÊ PODE TER COMPRADO)

Normalmente estes serão os parâmetros retornados:
Current parameters: ("hsfconfig --info")

Config for modem unit 0: /dev/ttySHSF0 (AQUI ESTÁ O LOCAL DE SEU MODEM)
        Device instance: 0-PCI-127a:2014-122d:4055
        HW revision    : Basic2 2.15 Standard DAA
        HW profile name: hsfpcibasic2
        Registration ID: 4649-36EB-A785
        License owner  : [email protected]
        License key    : FREE
        License status : FREE (max 14.4kbps data only)
        Current region : BRAZIL (T.35 code: 0016)

The /dev/modem alias (symlink) points to ttySHSF0

To enable full 56K modem and FAX functionality, enter your license information
with "hsfconfig --license".

License owner and key data must EXACTLY match the information respectively
provided to and by Linuxant. Otherwise, license status will remain "FREE"!

O modem Hsf geralmente será instalado como /dev/ttySHSF0 

Agora vamos à conexão...

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Instalando dispositivo
   2. Configurando Kppp
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Análise do Seamonkey - A evolução da espécie

Vídeo e rádio no Firefox

Arch Linux - Conexão 3G VIVO com modem Nokia CS-10

Transmissão de dados via telemetria: uma opção de comunicação remota

Aplicações WEB com Prisma [Mozilla Labs]

  
Comentários
[1] Comentário enviado por mrazec em 10/10/2007 - 11:19h

Hi Brother, What's up?
Um bom artigo usei durante muito tempo discada e sei bem o que é isso, sofrer para configurar MODEM.
Principalmente da Conexant, os smartlink blzinha.
Eu passei por alguns problemas com o da Conexant por causa da versão do Kernel..

Otimo artigo não podemos esquecer que no BRASIL ainda usamos muito discada principalmente no interior.

[]'s
Razec

[2] Comentário enviado por juliofn em 10/10/2007 - 19:25h

Para quem conhece e já acha o Slackware familiar, essas configurações são bem validas, mais para que esta começando igual a vc a um tempo atrás, vai ter certas dificuldades!!

[3] Comentário enviado por marcrock em 11/10/2007 - 17:05h

Ótimo artigo!

Eu tambem uso discada ilimitada aqui com o driver da Smartlink(que aliás funciona muito bem).
Uma dica pra quem quiser se conectar pelo terminal é o Wvdial , um ótimo programa para modo texto!!!

Falow
Até +!!!!

[4] Comentário enviado por GilsonDeElt em 16/10/2007 - 10:33h

vlw, Luiz
artigo muito bom!

seria bom se ele existisse há um tempo atrás, em Dezembro, qdo instalei o Slack 11 ^^

uso modem Conexant tbm
meu PC veio com Conectiva 10, e tem o driver do modem
só que o driver é versão OEM, e não traz nem gera os módulos do kernel

aí pra ficar com net a 56 kbps baixei um driver da Conexant e usei um "gerador de chave" chamado hsfpatch
(não quero incentivar coisas ilegais, mas fiz isso por ter um driver com licença que funcionava a 56 kbps no Conectiva 10 e que não instala em nenhum outro, mas se quiser o hsfpatch e não achar na net me avisa que eu envio)



Contribuir com comentário