Instalando e Configurando o JAVA

Este artigo é um guia sem burocracia que mostra como instalar e configurar o JDK (Java Development Kit) de forma simples e rápida!

[ Hits: 110.563 ]

Por: Luiz Antonio da Silva Junior em 07/07/2003


Configurando o JAVA no Linux



A configuração do pacote J2SDK (Java Software Development Kit - ou simplesmente JDK - é o ambiente de desenvolvimento Java) é muito simples.

Primeiramente, entre no site http://java.sun.com/j2se/1.4/download.html e faça download do pacote j2sdk-<versao>.bin e depois execute-o:

$ ./j2sdk-<versao>.bin

Feito isso, irá aparecer a licença do Java. Aperte "enter" para rolar a página ou "q" para terminar. Após isso, digite "yes" para concordar com os termos da licença, e sendo assim, irá começar a descompactar os arquivos. (será criado o diretório "j2sdk").

Pronto, o Java está instalado, porém agora falta configurá-lo:

Edite o arquivo /etc/profile (como root, claro) e adicione as seguintes linhas:

JAVA_HOME:/usr/local/j2sdk<versão>
CLASSPATH=.:$CLASSPATH

No "JAVA_HOME", coloque o diretório onde foi criado o j2sdk. (no meu caso foi criado em /home/juniox/j2sdk).

Feito isso, procure pela linha PATH e adicione logo abaixo:

PATH=$JAVA_HOME/bin:$PATH

Pronto, está configurado!

abraços

JuNiOx

   

Páginas do artigo
   1. Configurando o JAVA no Linux
Outros artigos deste autor

As vulnerabilidades do IRC

Canal #Vivaolinux com bot interativo

#Vivaolinux, agora com canal IRC

Como saber se houve uma invasão

Explorando NFS mal configurado

Leitura recomendada

Utilizando tratamento de exceções em java

Máquina Virtual Java (Java Virtual Machine)

Programação orientada a objetos e o Java (Parte 6)

Montando um ambiente utilizando Tomcat + Java + MySQL (Debian)

Leitura e escrita de arquivos utilizando Java

  
Comentários
[1] Comentário enviado por JuNiOx em 08/07/2003 - 13:57h

Vou postar uma dúvida enviada por email, pois pode ser dúvida de outros:

Assunto: Java para Linux
------------------------------------------------------------

E ae, JuNiOx?

É o Apocalipse. Beleza? Seguinte. No seu artigo que fala sobre o
J2DK, vc falou que era pra colocar a linha
"PATH=$JAVA_HOME/bin:$PATH", mas eu tenho ainda uma dúvida.
Digamos que eu tenha colocado o Java no /root ou na raíz, como que
ficaria?

[]'s Apocalipse

-------------------------------------------------------------------------------
Olá, beleza ?

Bom, no PATH não vai mudar nada, pois nele você está indicando o
valor da variável $JAVA_HOME:

PATH=$JAVA_HOME/bin:$PATH

bom, se você instalou o JDK no /root, então ficou
/root/j2skd<versao> certo ?

pois bem, basta você colocar isso no $JAVA_HOME:

JAVA_HOME:/root/j2sdk<versão>

entendeu ?

abraços

[2] Comentário enviado por JuNiOx em 09/07/2003 - 01:58h

Bom gente, eu esqueci de informar um detalhe.... , dentro do próprio /etc/profile, na linha export, adicione JAVA_HOME e CLASSPATH

só isso...

abraços

[3] Comentário enviado por caldeira em 09/07/2003 - 17:16h

Olá a todos,

Achei muito bom este artigo para quem deseja programar em JAVA no Linux.

Eu baixei o jdk no formato RPM, então não precisei realizar esta configuração.

Mas eu recomendo a todos que são novatos em Linux a NÃO UTILIZAREM O RPM, e sim, seguirem estas intruções, para que possam
aprender um pouco mais como funciona o Linux.


[]'s

[4] Comentário enviado por xilaibol em 12/07/2003 - 10:07h

eu achei uma bosta ...
qq um sabe baixar o arquivo e descompactar ...

[5] Comentário enviado por JuNiOx em 12/07/2003 - 13:47h

Parabéns! Você é melhor que "qualquer um"!

[6] Comentário enviado por fabio em 12/07/2003 - 15:12h

Pois é, não são todos que nasceram bem providos de QI como você né? :)
Eu não sabia como instalar o JAVA e aprendi com o JuNi0X.

[7] Comentário enviado por E Junior em 25/07/2003 - 12:14h

Artigo muito bom. Só algumas sugestões. Seria interessante mostrar
trecho do arquivo "profile" já configurado para que o leitores saibam onde
exatamente inserir as linhas de configuração. Eu por exemplo inserir no final.
Foi informado posteriormente que seria na linha "export", entretanto encontrei varias
linhas com esse nome e "/etc/profile". Com meu Slackware 9, está acontecendo o seguinte:
Quando se loga no sistema aparece a mensagem "-bash: JAVA_HOME:
/usr/local/j2sdk1.4.2: No such file or diretory.

[8] Comentário enviado por rbn_jesus em 28/07/2003 - 11:14h

Achei seu arquivo muito bom!!!
principalmente porque estou migrando a programação para a plataforma linux. que até então utilizava win.

[9] Comentário enviado por toor em 12/09/2003 - 07:50h

Olá Juniox, muito brigado, o artigo foi util para mim,
mais fica mais claro si voce mostra para a gente as linhas
do /etc/profile. Eu inseri o que sigue:

#
# /etc/profile
.
.
.
# final do /etc/profile
export PATH=/usr/local/j2sdk1.4.2:$PATH

# Eu criei um diretorio para minhas classes
export CLASSPATH=/usr/local/j2sdk1.4.2/minhas_classes

# As manpages som _muito_ importantes
export MANPATH=$MANPATH:/usr/local/j2sdk1.4.2/man

#<EOF>



Me disculpen a ortografia, eu sou paraguayo ;) e so falo español
Ate o logo!

[10] Comentário enviado por reng.unip em 28/10/2003 - 09:54h

Gostaria de dizer ao xilaibol que seja um pouco mais cuidadoso com o que fala pois não estamos aqui para ficar lendo bobagens como o que ele escreveu e sim para fazer com que esta comunidade seja poderosa para ser-mos livres do monopólio da Microsoft.
Quanto ao artigo, eu gostaria de agradeçer ao JuNiOx pela ajuda e respeito para com os que ainda não conheciam java.
Obrigado.

[11] Comentário enviado por birilo em 04/05/2004 - 22:47h

Eu por exemplo não consegui de jeito nenhum rodar Java aqui em casa, do jeito que está escrito aqui.

Editei o /etc/profile e não aconteceu nada.
Então, coloquei as mesmas linhas no /etc/bash.bashrc e funcionou.
Alguém me diz oq eu fiz de errado?

[12] Comentário enviado por viniciusx em 09/06/2004 - 15:51h

Para que o tomcat realmente funcione seguido esse artigo, siga os seguintes passos:

* Edit the file: /usr/local/jakarta-tomcat-4.1.30/bin/catalina.sh
* At the top of the file, but after the comments, insert CATALINA_HOME=/usr/local/jakarta-tomcat-4.0.6
* After the CATALINA_HOME line insert a JAVA_HOME line:
insert: JAVA_HOME=/usr/local/jdk1.4.2
* Save the catalina.sh file

[13] Comentário enviado por 4l4n 4d0f10 em 03/10/2004 - 01:30h

Oi gostei da materia.

Sou um novo usuario de Linux e programado de Java e estou procurando o JDK para linux, utilizo o Anjuta para programar.

Gostaria de seber aonde eu posso pegar e como eu fasso para instalar

Me envie um email para q eu possa ter resposta de vc

alan_adolfo@yahoo.com.br

Obrigado pala atenção

[14] Comentário enviado por leonelpc em 23/10/2004 - 00:17h

Muito obrigado estou guardando todos essas ajudas pois amanhã dia 22/10 vou instalar o suse na minha maquina e apartir desse momento vou me tornar um usuário linux ... e se deu quizer contribuir na espanção do software livre!!

Valeu JuNiOx

[15] Comentário enviado por agnmoreira em 09/01/2005 - 20:17h

o que poderei fazer quando o sistema avisa que não tem espaco em disco suficiente para a instalação do jre (~58000kb), e existe espaço suficeiente para tal (~300000kb)

Moreira

[16] Comentário enviado por aviana em 07/03/2006 - 22:52h

{segue abaixo meu arquivo /etc/profile}
{fiz algumas tentativas e não consegui configurar o PATH}
{aonde eu coloco as informações}


# /etc/profile: This file contains system-wide defaults used by
# all Bourne (and related) shells.

# Set the values for some environment variables:
export MINICOM="-c on"
export MANPATH=/usr/local/man:/usr/man:/usr/X11R6/man
export HOSTNAME="`cat /etc/HOSTNAME`"
export LESSOPEN="|lesspipe.sh %s"
export LESS="-M"

# If the user doesn't have a .inputrc, use the one in /etc.
if [ ! -r "$HOME/.inputrc" ]; then
export INPUTRC=/etc/inputrc
fi

# Set the default system $PATH:
PATH="/usr/local/bin:/usr/bin:/bin:/usr/X11R6/bin:/usr/games"

# For root users, ensure that /usr/local/sbin, /usr/sbin, and /sbin are in
# the $PATH. Some means of connection don't add these by default (sshd comes
# to mind).
if [ "`id -u`" = "0" ]; then
echo $PATH | grep /usr/local/sbin 1> /dev/null 2> /dev/null
if [ ! $? = 0 ]; then
PATH=/usr/local/sbin:/usr/sbin:/sbin:$PATH
fi
fi

# I had problems using 'eval tset' instead of 'TERM=', but you might want to
# try it anyway. I think with the right /etc/termcap it would work great.
# eval `tset -sQ "$TERM"`
if [ "$TERM" = "" -o "$TERM" = "unknown" ]; then
TERM=linux
fi

# Set ksh93 visual editing mode:
if [ "$SHELL" = "/bin/ksh" ]; then
VISUAL=emacs
# VISUAL=gmacs
# VISUAL=vi
fi

# Set a default shell prompt:
#PS1='`hostname`:`pwd`# '
if [ "$SHELL" = "/bin/pdksh" ]; then
PS1='! $ '
elif [ "$SHELL" = "/bin/ksh" ]; then
PS1='! ${PWD/#$HOME/~}$ '
elif [ "$SHELL" = "/bin/zsh" ]; then
PS1='%n@%m:%~%# '
elif [ "$SHELL" = "/bin/ash" ]; then
PS1='$ '
else
PS1='\u@\h:\w\$ '
fi
PS2='> '
export PATH DISPLAY LESS TERM PS1 PS2

# Default umask. A umask of 022 prevents new files from being created group
# and world writable.
umask 022

# Set up the LS_COLORS and LS_OPTIONS environment variables for color ls:
if [ "$SHELL" = "/bin/zsh" ]; then
eval `dircolors -z`
elif [ "$SHELL" = "/bin/ash" ]; then
eval `dircolors -s`
else
eval `dircolors -b`
fi

# Notify user of incoming mail. This can be overridden in the user's
# local startup file (~/.bash.login or whatever, depending on the shell)
if [ -x /usr/bin/biff ]; then
biff y
fi

# Append any additional sh scripts found in /etc/profile.d/:
for profile_script in /etc/profile.d/*.sh ; do
if [ -x $profile_script ]; then
. $profile_script
fi
done
unset profile_script

# For non-root users, add the current directory to the search path:
if [ ! "`id -u`" = "0" ]; then
PATH="$PATH:."
fi


[17] Comentário enviado por diegotosco em 06/06/2006 - 01:06h

aviana,

Pode colocar as informações em qualquer lugar. Costuma-se colocá-las no final do arquivo para fins de organização.

Adicione as seguintes linhas no final do /etc/profile:

PATH="$PATH:/usr/local/j2sdk<versão>/bin"
export PATH

Porquê adicioná-las?

A variável PATH contêm todos os locais onde o sistema procura por executáveis, por exemplo, se você quisesse usar o compilador java, o "javac", e o seu caminho completo não estivesse no PATH, você teria de "procurá-lo" no sistema, usando seu endereço. Como todos os executáveis do pacote j2sdk estão na pasta bin, este é o diretório que você deve adicionar ao PATH, para quando você quiser usar um deles não ter que ficar procurando-os.
O $PATH no início da linha diz que o PATH será o /usr/local(...) especificado, e também todos os outros endereços especificados antes, como os da linha 17 do seu /etc/profile. Os dois pontos são delimitadores.
Finalmente as "alterações devem serem salvas" usando o comando "export PATH".

Espero ter ajudado, não complicado.

Falô.

[18] Comentário enviado por pollaco em 07/07/2006 - 09:42h

parabéns pelo artigo juniox!
bom mas depois de muito quebrar a cabeça tentando configurar o meu /etc/profile e sem obter sucesso algum apliquei as seguintes linhas no final do arquivo /etc/bash.bashrc:

JAVA_HOME="/usr/java/j2sdk"
CLASSPATH=.:$CLASSPATH
PATH="$PATH:$JAVA_HOME/bin"
export JAVA_HOME PATH CLASSPATH

no entanto foi necessário adicionar o caminho do path no arquivo /etc/profile
na variável path. ficou assim:
PATH="/usr/local/sbin:/usr/local/bin:/usr/sbin:/usr/bin:/sbin:/bin:/usr/bin/X11:$JAVA_HOME/bin"

fiz isso no Debian.
Espero que isso possa ajudar mais linuxers.
abraços!


[19] Comentário enviado por swordfish em 16/07/2006 - 20:16h

fala kra....
to precisando d uma ajuda muito importante sua.....
tah tdo explicado ai mas eh asssim
no meu profile tah assim o esquema das variaveis....então preciso q vc me ajuda onde encaixo elas...........por exemplo.....tenhu duas PATH qual das duas q eu add essa outra aki...e enbaixo ou do lado....
e o restante q tu explica pra colocar embaixo......tem q ser antes ou deport das export??
desculpa mas so um poko burro no linux...mas ficarei bom
uauhauhauhauhauh

# /etc/profile: system-wide .profile file for the Bourne shell (sh(1))
# and Bourne compatible shells (bash(1), ksh(1), ash(1), ...).

if [ "`id -u`" -eq 0 ]; then
PATH="/usr/local/sbin:/usr/local/bin:/usr/sbin:/usr/bin:/sbin:/bin:/usr/bin/X11"
else
PATH="/usr/local/bin:/usr/bin:/bin:/usr/bin/X11:/usr/games"
fi

if [ "$PS1" ]; then
if [ "$BASH" ]; then
PS1='\u@\h:\w\$ '
else
if [ "`id -u`" -eq 0 ]; then
PS1='# '
else
PS1='$ '
fi
fi
fi

export PATH

umask 022

[20] Comentário enviado por gilbertogo em 20/11/2006 - 10:19h

Olha só como esta o meu profile, onde eu coloco as linhas antes do PATH?

# /etc/profile: system-wide .profile file for the Bourne shell (sh(1))
# and Bourne compatible shells (bash(1), ksh(1), ash(1), ...).

if [ "$PS1" ]; then
if [ "$BASH" ]; then
PS1='\u@\h:\w\$ '
if [ -f /etc/bash.bashrc ]; then
. /etc/bash.bashrc
fi
else
if [ "`id -u`" -eq 0 ]; then
PS1='# '
else
PS1='$ '
fi
fi
fi

umask 022

[21] Comentário enviado por jmarcelo em 28/08/2007 - 14:07h

Oh, duvida cruel,
JuNiOx, primeiro lugar parabens pela dica(Show de Bola), outra coisa...
Fica assim mesmo o diretorio /etc/profile. Assim! Tô usando o Debian 4.0 Etch. OK! Valew!!!

# /etc/profile: system-wide .profile file for the Bourne shell (sh(1))
# and Bourne compatible shells (bash(1), ksh(1), ash(1), ...).

if [ "`id -u`" -eq 0 ]; then
PATH="/usr/local/sbin:/usr/local/bin:/usr/sbin:/usr/bin:/sbin:/bin"
else
PATH="/usr/local/bin:/usr/bin:/bin:/usr/games"
fi

if [ "$PS1" ]; then
if [ "$BASH" ]; then
PS1='\u@\h:\w\$ '
else
if [ "`id -u`" -eq 0 ]; then
PS1='# '
else
PS1='$ '
fi
fi
fi

export PATH

umask 022

JAVA_HOME:/home/marcelo/j2sdk1.4.2_15
CLASSPATH=.:$CLASSPATH
PATH=$JAVA_HOME/bin:$PATH
export JAVA_HOME CLASSPATH


[22] Comentário enviado por anderson.jorge em 04/05/2008 - 23:13h

Ola Pessoal, sou quadrado no Linux meu primeiro dia é hj, e o que aprendi ate agora foi lendo nos foruns, mas essa parte do #/etc/profile juro por Deus que to perdidinho.. ja instalei o java mas egora o que faço no meu aqui e aonde coloco os linhas de comando?
Desculpem a ignorancia mas para aprender tem que perguntar né...
Segue o meu profile, uso o kurumin 7.0
# /etc/profile
umask 022
PATH="/sbin:/bin:/usr/sbin:/usr/bin:/usr/X11R6/bin:/usr/local/sbin:/usr/local/bin:/usr/games"
export PATH
# Set LOCALE
if [ -f /etc/sysconfig/i18n ]; then
. /etc/sysconfig/i18n
[ -n "$LANG" ] || LANG="de_DE"
export LANG
[ -n "$LC_CTYPE" ] && export LC_CTYPE || unset LC_CTYPE
[ -n "$LC_COLLATE" ] && export LC_COLLATE || unset LC_COLLATE
[ -n "$LC_MESSAGES" ] && export LC_MESSAGES || unset LC_MESSAGES
[ -n "$LC_NUMERIC" ] && export LC_NUMERIC || unset LC_NUMERIC
[ -n "$LC_MONETARY" ] && export LC_MONETARY || unset LC_MONETARY
[ -n "$LC_TIME" ] && export LC_TIME || unset LC_TIME
[ -n "$LC_ALL" ] && export LC_ALL || unset LC_ALL
[ -n "$LANGUAGE" ] && export LANGUAGE || unset LANGUAGE
[ -n "$LINGUAS" ] && export LINGUAS || unset LINGUAS
[ -n "$_XKB_CHARSET" ] && export _XKB_CHARSET || unset _XKB_CHARSET

if [ -n "$SYSFONTACM" ]; then
case $SYSFONTACM in
iso01*|iso02*|iso15*|koi*|latin2-ucw*)
if [ "$TERM" = "linux" ]; then
if ls -l /proc/$$/fd/0 2>/dev/null | grep -- '-> /dev/tty[0-9]*$' >/dev/null 2>&1; then
echo -n -e '{COMENTARIO}33(K' > /proc/$$/fd/0
fi
fi
;;
esac
fi
unset SYSFONTACM
fi
# END LOCALE
# enable bash completion in interactive shells
[ "$PS1" -a -f /etc/bash_completion ] && . /etc/bash_completion
PS1="\u@\h:\w\\$ "
alias which="type -path"
alias where="type -all"
alias ll="ls -l --color=auto"
alias rm="rm -i"
alias mv="mv -i"
alias cp="cp -i"
alias la="ls -la --color=auto"
alias ls="ls --color=auto"

[23] Comentário enviado por dragao5 em 07/01/2009 - 09:33h

(RESOLVIDO) Tchê, seguinte, fiz como vc indicou no seu tutorial, porém ao pedir a versão do Java me é exibida a mesagem de que meu Java é 1.4.2; deixo lembrado que instalei os pacotes jdk1.6.0_11 e jre1.6.0_11, onde a versão exivida deveria ser 1.6.0, sabe o que pode ter acontecido de errado? Faltou no Red Hat Enterprise Server 5, definir a prioridade de uso do Java => http://www.linuxquestions.org/questions/fedora-35/java-in-fc6-517133/

[24] Comentário enviado por eduleones em 13/02/2009 - 14:00h

Bom Artigo!!! Me ajudou bastante.

[25] Comentário enviado por P3PO em 25/05/2009 - 05:43h

Instalando JAVA no Firefox (IceWeasel)

Para instalar o Java IceWeasel, dentro do GNU/Linux, siga os seguintes passo:
* Faça o dowload do JAVA JRE, modalidade "arquivos de extração automática"
http://java.com/pt_BR/download/linux_manual.jsp

* altere a permissão de execução do arquivo baixado para 775, para poder executá-lo
ex: chmod 755 jre-6u13-linux-i586
ou execute-o da seguinte forma #bash jre-6u13-linux-i586
"Substitua versão pela versão do aquivo baixado"

* Pressione a barra de espaço até chegar no fim do contrato. do final digite yes + ENTER
O arquivo será descomprimido e será gerado o diretório jre1.6.0_13

*Mova o diretório criado para /usr/lib com o comando
mv jre1.6.0_13 /usr/lib

*Estabeleça um link simbólico da seguinte forma:
#ln -s /usr/lib/jre1.6.0_13/plugin/i386/ns7/libjavaplugin_oji.so /usr/lib/iceweasel/plugins

"É importante entender a situação: o plugin do java não pode ser compilado para dentro do diretório do plugin do IceWeasel (Mozila Firefox) porque, para funcionar, ele (o plugin do java) necessita está ligado a outros elementos que se encontram em /usr/lib porque, analisando a FHS (http://www.pathname.com/fhs), essa parece ser a melhor opção.

Abra o IceWeacel e teste a navegação com o JAVA.
www.java.com click em verificar sua instalação.

Obs: Os procedimentos acima foram executados no Debian.
espero ter ajudado.

[26] Comentário enviado por fisicorj em 14/09/2009 - 10:28h

Bom artigo. foi fácil seguir os passos.

[27] Comentário enviado por k2 em 03/03/2010 - 15:52h

Segue os procedimentos acima com a versão mais recente do JDK.

http://guerrilhalinux.blogspot.com/2010/03/t.html


Valeu!


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor HostGator.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Viva o Android

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts