InputClass no X server aplicada as configs do synaptics (touchpad)

Esse artigo visa, inicialmente, descrever a forma com que são tratados os dispositivos de entrada pelo xorg-x11-server-xorg versão 1.7.99.901-1 ou mais recente em uma distribuição Fedora 13 "Goddard". São descritos a maneira com que é construído o xorg.conf no momento da inicialização, o conceito de InputClass e a aplicação dessa na configuração do driver synaptics de touchpads.

[ Hits: 9.536 ]

Por: Caio Carrara em 09/06/2010 | Blog: http://twitter.com/droidniac


Entendendo o xorg-x11-server-xorg 1.7.99.901-1



Muitos podem estar acostumados, como eu, a se deparar com o arquivo xorg.conf localizado em /etc/X11/ para a configuração dos dispositivos de entrada e monitor. Entretanto, essa versão do X trabalha um pouquinho diferente (ao menos no Fedora 13).

Inicialmente vamos entender como o Fedora 13 (com o xorg-x11-server-xorg >= 1.7.99.901-1) trata a configuração de dispositivos de entrada. Para isso irei colocar aqui uma tradução, com mais alguns adendos da minha parte, do que podemos encontrar no wiki do Fedora (fiz algumas inserções no texto original para ficar mais compreensível):

O servidor X suporta os diretórios de configuração /etc/X11/xorg.conf.d/ e /usr/share/X11/xorg.conf.d. O localizado em /usr/ é para a configuração específica do usuário e o localizado em /etc/ fornece configurações específicas da distribuição.

Arquivos com o sufixo .conf nesses diretórios são interpretados pelo servidor X na inicialização e tratados como parte do arquivo de configuração xorg.conf "final". Arquivos no diretório /etc/X11/xorg.conf.d são analisados antes do xorg.conf final.

O servidor X trata, essencialmente, a coleção de arquivos de configuração (os arquivos que estão distribuídos nesses diretórios) como um grande arquivo com as entradas para um xorg.conf mais semelhante do que estamos acostumados.

Esse xorg.conf final é construído a partir da coleção de configurações dos .conf's em /etc/X11/xorg.conf.d/ e /usr/share/X11/xorg.conf.d/. Mas há mais um arquivo que é acessado, é esse o que irei abordar a seguir.

O xorg.conf personalizável

Além das configurações localizadas nesses diretórios supracitados, há mais um arquivo que é verificado na inicialização: o xorg.conf localizado em /etc/ (e não em /etc/X11/). Esse arquivo é o indicado para que usuários possam inserir suas "personalizações" do sistema.

Essa é uma medida plausível, pois caso o seu servidor X não carregue depois de alguma alteração, basta deletar as modificações desse único arquivo. No meu caso o /etc/xorg.conf não veio criado, para isso basta criarmos o arquivo:

# touch /etc/xorg.conf

Para que possamos fazer o touchpad trabalhar adequadamente ao nosso gosto, por exemplo, precisaremos inserir as configurações nesse arquivo que acabamos de criar, mas quais configurações? Irei aqui me limitar a falar das configurações diretamente ligadas ao toque-como-clique do touchpad, mas uma rápida visitada ao manual do synaptics (man synaptics) lhe mostrará que são muitas as configurações aplicáveis.

O que iremos adicionar ao nosso xorg.conf que criamos será uma InputClass. Uma InputClass não específica as configurações para um único dispositivo em específico, mas sim para classe de dispositivos. Um exemplo:

Section "InputClass"
   Identifier      "touchpad catchall"
   MatchIsTouchpad "on"
   Driver           "synaptics"
EndSection

Esse fragmento de configuração é uma InputClass (que deverá ser adicionada no xorg.conf que criamos) que designa o driver (synaptics) para todo touchpad presente no sistema. Essa configuração irá sobrescrever qualquer configuração presente nos diretórios /*/xorg.conf.d/.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Entendendo o xorg-x11-server-xorg 1.7.99.901-1
   2. Configurando o synaptics para trabalhar com o toque-como-clique
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Gravação de microcontroladores PIC via USB pelo terminal do Linux

Easy Peasy 1.5 Linux para Netbooks

Scanner / impressora Lexmark Series 1100 / 1185 / 1195 / 1250 / 1270

Impressora Lexmark Z600series e 1200series

Rede mista wireless/cabo com Linux/Windows em residências e pequenas empresas

  
Comentários
[1] Comentário enviado por Lisandro em 09/06/2010 - 09:26h

Parabéns pelo belo artigo!

[2] Comentário enviado por ccarrara em 09/06/2010 - 12:50h

Obrigado Lisandro!!

[3] Comentário enviado por xerxeslins em 09/06/2010 - 15:42h

Hmm alto nível, hein?


Na minha primeira avaliação que fiz no seu perfil eu disse que você era iniciante. Agora vejo que já não é mais!

Parabéns!

[4] Comentário enviado por removido em 09/06/2010 - 21:43h

CCarrara:

vc precisou configurar seu xorg.conf ou ele detectou/configurou o touchpad automaticamente???

[5] Comentário enviado por ccarrara em 09/06/2010 - 22:58h

A detecção automática (a qual não precisei mexer para funcionar depois da instalação) que foi feita disponibilizava os movimentos do ponteiro (arrastando o dedo no touch) e os cliques com os respectivos botões. Como disse no artigo, essa configuração que precisei fazer foi para que o tap (toque) no touch funcionasse como um clique, o que não ocorreu automaticamente após a instalação.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts