Gerar par de chaves com o GnuPG em 11 passos

Esse artigo foi desenvolvido com o intuito de ajudar algumas pessoas que ainda não possuem seu par de chaves pública/privada e também para aqueles que pretendem colaborar com as traduções do Ubuntu Linux, https://launchpad.net/, utilizando o Rosetta, e futuramente fazer parte do Ubuntu Portuguese Brazilian Translator Team, onde é necessário assinar o código de conduta utilizando as chaves GPG.

[ Hits: 57.202 ]

Por: Emerson Soares em 03/04/2006


Instalando o gnuPG e gerando seu par de chaves



$ sudo apt-get install gnupg

Após instalar o gnupg, execute o comando gpg para criar o diretório ~/.gnupg, que armazenará as chaves pública e privada.

$ gpg

4. Gerando suas chaves gnupg

Mas antes, algumas informações devem ser levadas em consideração:

4.1. A chave criptográfica - Selecione DSA e ELGamal (default), a não ser que tenha necessidades específicas.

4.2. O tamanho da chave - 1024 bits traz uma boa combinação de proteção/velocidade, mas você pode ter também uma chave de 2048 bits. 4.3. A validade da chave - 0 a chave não expira. Um número positivo tem o valor de dias, que pode ser seguido das letras w (semanas), m (meses) ou y (anos). A minha por exemplo, é valida por "5y".

** Após o prazo definido, a chave será considerada inválida.

4.4. O nome de usuário - Nome para identificar a chave

4.5. O e-mail - E-mail do dono da chave

4.6. O comentário - Uma descrição sobre a chave do usuário.

4.7. A confirmação - Tecle "O" para confirmar os dados ou uma das outras letras para modificar os dados de sua chave.

4.8. A "Frase Senha" - Senha que irá identificá-lo(a) como proprietário da chave privada. É chamada de "Frase Senha" pois pode conter espaços e não há limite de caracteres. Para alterá-la posteriormente.

4.9. E a confirmação, aguarde a geração da chave pública/privada.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Antes de começar, vamos preparar um disquete para guardar suas chaves.
   2. Instalando o gnuPG e gerando seu par de chaves
   3. Vamos então ver como isso funciona na prática
   4. Enviando sua chave para um keyserver e fazendo alterações
   5. Assinando arquivos e extraindo sua chave pública do chaveiro
   6. Mudando sua "Frase Senha" e escolhendo seu keyserver.
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Bootando CDROM com o grub / lilo

Portal de autenticação wireless (HotSpot)

Instalando Bind9 + chroot no Debian

Mantendo seu Slackware atualizado com o slackcurrent

Vault: SSH com OneTimePassword

  
Comentários
[1] Comentário enviado por mbmaciel em 04/04/2006 - 23:35h

Olá cyb3rm4n,

Já faz um tempo estou querendo entrar para o time de tradutores.

Dá uma força lá! ;)
Abraços

link: https://launchpad.net/people/mbmaciel

[2] Comentário enviado por removido em 07/04/2006 - 12:43h

Grande Emerson,

Muito bom o artigo.

Abraço!!!

[3] Comentário enviado por fernandofat em 12/04/2006 - 15:31h

cyb3rm4n, esta chave serve para assinar sites que utilizam conexão segura (SSL)?

[]'s

Fernando

[4] Comentário enviado por rogeriojlle em 23/01/2007 - 11:44h

gerei as minhas chaves usando o seahorse no ubuntu edgy, agora eu consigo criptografar com o menu de contexto do gnome, gerando um arquivo .pgp que pelo meu entendimento é o arquivo criptografado

qual é o procedimento se por acaso eu receber um arquivo .pgp de alguém? o gnome não asociou nenhum programa a esse tipo de extensão e não como "descriptografar"

[5] Comentário enviado por andregondim em 06/07/2007 - 22:17h

Muito bom o artigo, mas tem como modificar o comentário da chave? Achei como editar a senha, mas não o comentário. =/

Abraços,
André Gondim
http://andregondim.eti.br/

[6] Comentário enviado por celsopimentel em 11/12/2008 - 19:37h

E ai [cyb3rm4n] como vai tchê, eu pesquisando na net informação sobre GnuPGP e quem eu acho, artigo do grande Emerson Soares. Parabéns ótimo artigo.

[7] Comentário enviado por ldsjj em 14/01/2016 - 17:18h

Quase dez anos depois e o artigo ainda continua ajudando...


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts