Fim da era PC: Transformando o seu celular em computador de mesa!

O sistema operacional convergente tornou-se realidade com excelente desempenho em celulares Android. O projeto MaruOS (um verdadeiro Linux de bolso) promete o que muitos não conseguiram concluir até agora, tornar um celular um Desktop de mesa.

[ Hits: 36.888 ]

Por: Alessandro de Oliveira Faria (A.K.A. CABELO) em 04/07/2016 | Blog: http://assuntonerd.com.br


Desbloqueio do aparelho Nexus 5



ATENÇÃO: antes de iniciar deixo claro que o leitor deste post é responsável por qualquer problema que venha a acontecer com o seu aparelho, sendo de sua inteira responsabilidade e risco a utilização das instruções a seguir.

A instalação começa com o desbloqueio do seu equipamento, plugue o cabo USB, habilite o modo desenvolvedor no seu Android, então com os binários adb e fastboot instalados, execute os comandos conforme mencionado a seguir.

Utilize o comando adb para reiniciar o equipamento:

# adb reboot bootloader

Agora no bootloader, utilize o comando "fastboot devices" para verificar se tudo está funcionando corretamente. Seguidamente use o comando "fastboot oem unlock" para debloquear o equipamento e finalmente o comando "fastboot reboot-bootloader" para reiniciar o sistema.

ATENÇÃO: durante o desbloqueio devemos confirmar o termo no device.

# fastboot devices
XXXXXXXXXXXXXXXX     fastboot

# fastboot oem unlock
...
(bootloader) erasing userdata...
(bootloader) erasing userdata done
(bootloader) erasing cache...
(bootloader) erasing cache done
(bootloader) unlocking...
(bootloader) Bootloader is unlocked now.
OKAY [ 90.093s]
finished. total time: 90.093s


# fastboot reboot-bootloader

Pronto, nesta etapa o seu equipamento está desbloqueado. Agora podemos dar continuidade para a instalação do gerenciador de boot.
Linux: Fim da era PC: Transformando o seu celular em computador de mesa!
Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução: MaruOS - O Linux de bolso
   2. Desbloqueio do aparelho Nexus 5
   3. Download e instalação do MaruOS
Outros artigos deste autor

KDE-Edu e Gcompris: Software Livre a serviço da educação

Festival: O sintetizador de voz para Linux

WebCDWrite: O incrível serviço de gravação de CD-R sob demanda via HTTP

Inserindo o recurso de LIXEIRA nos compartilhamentos Samba

Testamos: Visual Basic 8 .NET no Linux. Vejam o resultado!

Leitura recomendada

Utilize qualquer Tablet/Smartphone como monitor estendido sem fio no GNU/Linux

Root no Samsung Galaxy S3 usando GNU/Linux

Criando máquina virtual Linux no Android + servidor de arquivos

Como instalar Firefox OS junto ao Android com gerenciador de boot

Substituindo a partição Recovery do Android via ADB

  
Comentários
[1] Comentário enviado por Lisandro em 04/07/2016 - 21:04h

Muito massa. Valeu Cabelo.

[2] Comentário enviado por izaias em 05/07/2016 - 01:48h

Cedo ou tarde isso vai acontecer mesmo.
Só espero que os smarts não fiquem pesados. :)

Com relação à Canonical não ter conseguido a proeza, não foi desacertos no projeto, foi falta de verba mesmo.
Não conseguiram arrecadar o suficiente nem com a promessa de dar um modelo aos doares. Na verdade não acreditaram na ideia.

E esse é o futuro. A era do Desktops fez sua história.

Cabelo, como sempre pioneiro em nos mostrar as novas tecnologias.

[3] Comentário enviado por bilufe em 05/07/2016 - 12:37h


[2] Comentário enviado por izaias em 05/07/2016 - 01:48h

Cedo ou tarde isso vai acontecer mesmo.
Só espero que os smarts não fiquem pesados. :)

Com relação à Canonical não ter conseguido a proeza, não foi desacertos no projeto, foi falta de verba mesmo.
Não conseguiram arrecadar o suficiente nem com a promessa de dar um modelo aos doares. Na verdade não acreditaram na ideia.

E esse é o futuro. A era do Desktops fez sua história.

Cabelo, como sempre pioneiro em nos mostrar as novas tecnologias.



O Ubuntu já passou dessa fase.
https://tecnoblog.net/91919/canonical-ubuntu-android/
Repare que essa notícia é de quatro anos atrás.

Ou seja, o que o MaruOS faz, o Ubuntu fazia a algum tempo atrás. Hoje não faz mais, pois esse propósito foi abandonado em favor da verdadeira convergência.

A convergência oferecida pelo Ubuntu será:
- Para desenvolvedores: escreva uma vez o aplicativo e ele irá rodar no desktop, smartphone, tablet, servidores e na internet das coisas.
- Para usuários: use o mesmo sistema e os mesmos aplicativos (sim, os mesmos, nada de app reescrito) no desktop, smartphone, tablet, servidores e na internet das coisas.

O que vemos no MaruOS é a possibilidade de rodar aplicações Linux feitas para processadores ARM ao plugar um monitor externo, mas não se trata das mesmas aplicações que você roda no smartphone: são outros aplicativos.

Ainda é cedo para dizer que o Ubuntu não conseguiu, pois temos quatro modelos de smartphones e um modelo de tablet disponíveis (em outras partes do mundo) rodando o Ubuntu Touch. Além de existirem imagens do Ubuntu Touch para diversos aparelhos e desktops. E, por outro lado, quantos dispositivos estão a rodar o MaruOS? Acho que vocês sabem a resposta.

[4] Comentário enviado por izaias em 05/07/2016 - 12:58h

Bilufe, o artigo não referencia a verdadeira convergência como a conhecemos, apenas mostra um caminho para usarmos o poder de processamento dos smartphones num monitor conectado via HDMI.

E isso não é convergência, é adptação.

[5] Comentário enviado por cabelo em 05/07/2016 - 13:02h

Pessoal,

Não tenho objetivo de comparar, elogiar ou criticar um ou outro projeto. Entretanto vou falar baseado em laboratorio, e não baseado em artigos Testei o Ubuntu Touch em quase todas as imagens disponíveis (Nexus 4, Nexus 5, Nexus 7 e Nexus 10).

O que me chamou a atenção foi o desempenho que passa de longe comparado não somente ao Ubuntu Touch e sim comparado a qualquer sistema operacional
que ja instalei no Nexus 5 até o próprio Lollipop. Acredito que isto deve-se ao Android muito enxuto do MaruOS.

Claro que a Canonical tem os seus motivos (seja de planejamento ou estratégico/financeiro). Mas o fato que é o resultado final esta ai, estão incluindo os fontes do
MaruOS no git, e na minha humilde opinião deve servir de base para outros projetos ou até mesmo para a Canonical.

[6] Comentário enviado por izaias em 05/07/2016 - 13:22h

Não conhecia esse MarusOS.

-> http://maruos.com/#/
-> http://tinyurl.com/z6kmy2e

[7] Comentário enviado por cabelo em 05/07/2016 - 13:30h

Izaias você tem razão,talvez não fui claro no termo convergência. A convergência neste caso é paralelizada, ou seja 3 processadores foram para o Android e 1 para MaruOS.

[8] Comentário enviado por marceloatie em 05/07/2016 - 16:47h

Melhor que isso, só se desse pra escolher a distribuição!
Parabéns Cabelo!

[9] Comentário enviado por rotaviano em 05/07/2016 - 18:14h

Sensacionalllllll Parabens pelo Tutorial...vou testar e posto aqui pra geral. Vlw abraço ;) VOLForever !!!!

[10] Comentário enviado por rotaviano em 05/07/2016 - 18:21h

Seria bom,MARUOS, fazer uma parceria com o Chromecast...ae sim sem FIO e sem dúvidas o Google abriria a porteira. A concorrencia não iria querer ficar pra trás. ;)

[11] Comentário enviado por clodoaldops em 06/07/2016 - 13:06h

Espero que seja possível também em smartfones que não sejam top de linha
Porque os preços por aqui são poribitivos


[12] Comentário enviado por nandosilva em 06/07/2016 - 17:26h

Excelente artigo, favoritado.

[13] Comentário enviado por bruno5646 em 07/07/2016 - 10:21h

Sera que da pra fazer isso no Galaxy gran prime duos?

android 5.1.1 lollipop
1GB RAM
processador quad core ARM cortex-a7 @ 1,30GHz

[14] Comentário enviado por sandromilgrau em 07/07/2016 - 13:47h

Sera que da pra fazer isso num taablet da positivo Ypy "single core"?

Ele tambem tem saida hdmi

[15] Comentário enviado por albfneto em 09/07/2016 - 21:07h

Muito bom , Favoritado. o Cabelo sempre fazendo fantásticos artigos,
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Albfneto,
Ribeirão Preto, S.P., Brasil.
Usuário Linux, Linux Counter: #479903.
Distros Favoritas: [i] Sabayon, Gentoo, OpenSUSE, Mageia e OpenMandriva[/i].

[16] Comentário enviado por arismar em 11/07/2016 - 22:36h

Faltou mostrar que o celular continua ativo enquanto roda o Linux.

[17] Comentário enviado por rpk em 25/07/2016 - 12:54h

É bem interessante. O problema é que são dois sistemas distintos e você não pode usar um app (do android) de um em outro (no linux). O continuum da Microsoft corrige isso, já que o app do celular é o mesmo do "modo PC".

[18] Comentário enviado por izaias em 25/07/2016 - 13:56h


[17] Comentário enviado por raphok em 25/07/2016 - 12:54h

É bem interessante. O problema é que são dois sistemas distintos e você não pode usar um app (do android) de um em outro (no linux). O continuum da Microsoft corrige isso, já que o app do celular é o mesmo do "modo PC".


De fato.
Com relação a esta forma de convergência, a MS está mais adiantada que o Android.

[19] Comentário enviado por Rhind em 22/11/2016 - 15:53h

Pessoal ao executar o TWRP_multirom_hammerhead_20150630.img tenho o erro abaixo.

Alguém sabe como resolver?
ode:
foxite@pc$ sudo fastboot flash recovery boot.img
sending 'recovery' (19144 KB)...
OKAY [ 0.629s]
writing 'recovery'...
FAILED (remote: partition table doesn't exist)
finished. total time: 0.633s


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts