Ensinando seu servidor a ler emails e liberar acesso SSH

Esta solução baseia-se em um programa que recebe emails via console e os armazena em forma de arquivos de texto, um programa que envia emails via console e um script shell que trata os emails com base em algumas instruções pré-estabelecidas, sendo executado a cada 5 minutos.

[ Hits: 42.580 ]

Por: Kernel Panic em 14/11/2007 | Blog: http://nooooooooooooooo.com


Configurando o servidor para receber emails (Getmail)



Instalação

Passo 1: Baixando

$ wget http://pyropus.ca/software/getmail/old-versions/getmail-4.7.6.tar.gz

Passo 2: Descompactando

$ tar -vxzf getmail-4.7.6.tar.gz

Passo3: Instalando o programa

Pode ser feito como usuário comum:

$ python setup.py build

Deve ser feito como root:

# python setup.py install

2.b. Configuração

Passo 1: Criando o ambiente

$ mkdir -m 700 ~/.getmail
$ touch ~/.getmail/getmailrc
$ mkdir -p ~/.getmail/{cur,new,tmp}


Passo 2: Configurando o "getmailrc"

$ vim ~/.getmail/getmailrc

[options]
verbose = 0
delete = true
message_log = ~/.getmail/log
message_log_syslog = true

[destination]
type = Maildir
path = ~/.getmail/

[retriever]
type = SimplePOP3Retriever
server = pop.provedor.com.br
username = usuário
password = senha

Explicando as configurações do getmailrc:

[options] #<-- define as opções gerais.
verbose = 0 #<-- o programa não emitira avisos
delete = true #<-- as mensagens serão baixadas do servidor de email
message_log = ~/.getmail/log #<-- irá gerar informações de log
message_log_syslog = true #<-- Também ira gerar informações de log para o syslog (pura paranóia minha) @:P

[destination] #<-- define como serão entregue os e-mail baixados
type = Maildir #<-- forma de entrega do e-mail
path = ~/.getmail/ #<-- caminho onde ficarão os emails

[retriever] #<--define os parâmetros para receber os e-mails
type = SimplePOP3Retriever #<-- tipo de servidor de e-mail (POP3 simples)
server = pop.provedor.com.br #<-- o provedor de e-mail
username = usuário #<-- usuário de e-mail
password = senha #<-- senha do e-mail

2.c. Testando o "getmailrc"

Primeiro, mande alguns e-mails de teste para o e-mail do servidor e depois execute o getmail.

$ getmail

Se tudo deu certo, cada e-mail recebido será armazenado na pasta ~/getmail/new, conforme segue:

$ cd ~/.getmail/new
$ ls -l

-rw------- 1 teste users 2163 2007-10-25 11:49 1193314402.M991323P8523Q0R2c29d22e5e4625a3.teste
-rw------- 1 teste users 3123 2007-10-25 12:01 1193320910.M811470X8533Q0Rdd762e921fca3721.teste

Dica: Você pode acompanhar pelo log (tail -f ~/.getmail/log).

Pronto, seu servidor agora já esta recebendo e-mails.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Apresentação
   2. Configurando o servidor para receber emails (Getmail)
   3. Configurando o servidor para enviar emails (Email 2.5)
   4. Configurando o servidor para "LER" os emails
   5. Finalizando
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Firewall e NAT em FreeBSD com controle de banda e redirecionamento de portas e IPs

IPset - Bloqueie milhares de IPs com o iptables

Criando um firewall simples e compartilhando a conexão usando o IPtables

Utilizando a ferramenta Iptstate

Script de firewall e análise de log

  
Comentários
[1] Comentário enviado por thiagop em 14/11/2007 - 08:58h

Gostei da sua solução :)

Só fiquei preocupado em dar os direitos a todos os usuários a rodar o iptables no /etc/sudoers... mas dá-se um jeito ;)


Abraços e parabéns!

[2] Comentário enviado por kpanic em 14/11/2007 - 09:49h

Saudações...

Concordo com você, eu avaliei desta forma também, entretanto a idéia é rodar estas rotinas como um usuário específico e atribuir apenas a este usuário poder utilizar o iptables através do comando sudo sem que precise passar a senha do root.
Exemplo [ /etc/sudoers ]:

gasper ALL = NOPASSWD: /usr/sbin/iptables

Nesse exemplo somente o usuário gasper tem a permissão e apenas para executar o comando iptables sem que lhe seja solicitado senha.
Esse "ALL" confunde um pouco. =]

Abraços

Kernel Panic

[3] Comentário enviado por thiagop em 14/11/2007 - 09:51h

Epa, comi bola hahaha valeu pelo lembrete!

E agora acho que ninugém mais se confunde ;)

[4] Comentário enviado por dedraks em 14/11/2007 - 10:25h

Muito legal o seu tutorial.
Eu gostaria de dar umas dicas:

1) Seria bom enviar os emails de forma criptografada ao invés de texto plano.
2) Melhor, enviar os emails usando chaves criptográficas. Aí o servidor só aceitaria emails que vierem de fontes seguras.
3) Colocar no script de logout do bash, o comando pra fechar a porta 22 novamente. Desso modo, ao se desconectar do servidor, a porta é fechada automaticamente.

[5] Comentário enviado por elgio em 14/11/2007 - 10:53h

Bastante criativo

[6] Comentário enviado por elgio em 14/11/2007 - 10:58h

A, esqueci, porque mesmo que a solução por telepatia foi abandonada?
:-D

[7] Comentário enviado por y2h4ck em 14/11/2007 - 11:17h

Rapaz, sem querer desmerecer seu artigo mas vc dizia no começo
"queria uma forma segura e confiável de acessar o firewall"

Onde diabos vc acha que :
- Mandar emails para um firewall para liberar acesso é seguro
- Adicionar iptables no SUDOERS é seguro ?????


Rapaz, coisa de loco isso ... segurança -1 :P
A soluçao é bacana para vc aprender a fazer umas coisas bacanas,
mas nunca implementem um trosso desse em ambiente de produção !!

Quer uma forma segura e confiável de acesar o firewall ? Acesse via VPN :) com criptografia.
ehehe

[8] Comentário enviado por volcom em 14/11/2007 - 11:22h

Muiiiiiiiiiiiiiiito Bom!!!

Cara, impressionante heheheh, gostei muito mesmo e vou testar assim que possível :D

Abraço e Parabéns

[9] Comentário enviado por elgio em 14/11/2007 - 11:27h

y2h4ck: hehehehe
Eu não quiz ser tão direto ao ponto como tu, mas não posso deixar de registrar que fecho contigo no teu comentário!

[10] Comentário enviado por kpanic em 14/11/2007 - 14:08h

Saudações...

Agradeço a todos pelos comentários e sugestões.
Algumas reações considero normais para a maioria do administradores que assim como eu acreditam que: "A paranóia é nossa amiga".
Muito mais do que somente uma receita de bolo, a intenção foi passar a idéia de uma máquina linux realizando instruções recebidas por email.
Quanto a aspectos de segurança, é um debate tão amplo que não cabe tratar aqui, já que a proposta do artigo nunca não foi esta, entretanto prefiro crer que todo servidor é seguro, exceto os mal administrados.
Uma resposta genérica seria: Sim, existem muitas formas de melhorar e tornar isso mais seguro.
Cabe a cada um conhecer seu ambiente e decidir a te que ponto isso pode ou não ser implementado.

PS: Quer uma forma de deixar seu firewall seguro? tire os cabos de rede.
(não vale usar tempest) ;)

Abraços

Kernel Panic

[11] Comentário enviado por y2h4ck em 14/11/2007 - 15:00h

"entretanto prefiro crer que todo servidor é seguro, exceto os mal administrados."

Infelizmente ehueh até o dos bons administradores é inseguro =]

[12] Comentário enviado por eduka em 14/11/2007 - 16:06h

É uma idéia muito boa, mesmo.

Independentemente das questões acima citadas sobre segurança relativas a sudo ou criptografia dos emails, o que vale mesmo é o fato de a porta 22 não ficar disponível o tempo todo, ou seja, a questão é manter segurança por "default"

Creio que o mecanismo proposto é legal, pois é uma forma criativa e controlada de fazer uma abertura (vejam que somente os scripts no servidor é que tem a inteligência de fazer ou não fazer a abertura ).

Kernel Panic: esta idéia de ler email é legal, hein? Já fiz implementações de interpretar emails, mas sempre sendo eu um servidor SMTP (ex. qmail, procmail ), mas sua idéia é que o servidor é client de uma conta externa. Ótimo! parabéns...

[13] Comentário enviado por jalexandre em 06/03/2008 - 16:04h

Kernel Panic, a idéia a sem duvida nenhuma bem criativa, ponto para você.

Porém, se você fizer isso em lugares que seguem a BS7799, é bem provavél que tu seja mandado embora.

Uma forma interessante de fazer isso seria uma implementação de VPN + PortKnocking.

Parabéns pela criatividade. Sem dúvida, eu irei utilizar este método para algumas coisas que divertidas, como robozinhos de manutenção. =)

[ ] 's

[14] Comentário enviado por joaorubens em 01/03/2013 - 13:10h

da uma olhada no meu post e me fala se esqueci alguma coisa.
http://www.vivaolinux.com.br/topico/vivaolinux/Como-enviar-email-via-SSH

[15] Comentário enviado por GIRLinux em 19/03/2013 - 18:09h

Ola quando tento enviar um email me da o erro
Fatal smtp error 530 5.7.0 must issue a STARTTLS COMMAND FIRST

Conta : hotmail
Porta smtp

smtp_server = 'smtp.live.com'
smtp_port = '587'


Contribuir com comentário