Linux slogan
Visite também: BR-Linux.org · Dicas-L · SoftwareLivre.org · UnderLinux

Linux banner
Linux banner
Linux banner
Linux banner


» Screenshot
Linux: LUTO!
Por Räfael


Artigo

Teste de vulnerabilidades com OpenVAS 3.0
Linux user
firebits
18/03/2010
A nova versão do ótimo scanner de vulnerabilidades, OpenVAS 3.0, já está disponível. Ainda não há ports para árvores de várias distros como Debian, Ubuntu e outras, mas há o código-fonte, do qual qualquer distro pode aceitar a compilação. No processo de Pentesting, uma das etapas é "teste de vulnerabilidades", para na sequência "teste de ataques", por exemplo com o Metaspolit Framework.
Por: Mauro Risonho de Paula Assumpção A.K.A firebits
[ Hits: 29945 ]
Conceito: 10.0   1 voto(s)1 voto(s)1 voto(s)1 voto(s)1 voto(s) + quero dar nota ao artigo

Teste de vulnerabilidades com OpenVAS 3.0

A nova versão do ótimo scanner de vulnerabilidades, OpenVAS 3.0, já está disponível. Ainda não há ports para árvores de várias distros como Debian, Ubuntu e outras, mas há o código-fonte, do qual qualquer distro pode aceitar a compilação. No processo de Pentesting, uma das etapas é "teste de vulnerabilidades", para na sequência "teste de ataques", por exemplo com o Metaspolit Framework.

Esta é mais um artigo sobre OpenVAS. Como todo mundo sabe, há o projeto Backtrack Brasil, onde você também pode achar este artigo com mais detalhes ainda. Vou me concentrar no Ubuntu 9.10, pois está aqui no nosso Pentesting LAB em uma máquina virtual, para testarmos, mas a técnica é similar nas outras distros. Não testamos em outras distros ainda e até convido os membros do Viva o Linux e Backtrack Brasil a fazerem isso. Aqueles que gostariam de aproveitar OpenVAS 3 podem esperar as seguintes novas funcionalidades:
  • A nova arquitetura interna dos módulos
  • NVT Meta informação que está livre de limites de tamanho arbitrário
  • Suporte a IPv6
  • suporte a clientes WMI
  • Suporta próximas extensões opcionais:
    * OpenVAS Manager para armazenar e organizar exames em um servidor central em um Banco de dados SQL
    * OpenVAS Administrador de Usuário, Feed-e Configurações de Gestão
    * Greenbone Segurança Assistent para uma versão web-based Vulnerability Management

Você pode ler mais sobre ele no site oficial OpenVAS, que é www.openvas.org. Agora, vamos para as coisas boas.

As instruções a seguir são para fazer o OpenVAS 3 funcionar no Ubuntu 9.10.

Pré-requisitos

Primeiro precisamos instalar todos os pacotes dependentes:

$ sudo apt-get install build-essencial libgnutls libpcap0.8-dev-dev bison libglib2.0-dev libgpgme11 libssl-dev-dev cmake

Depois de ter instalado os pacotes, precisamos fazer o download dos arquivos necessários para OpenVAS. Os links abaixo podem ser ultrapassados devido a constante atualização, logo certifique-se de obter a versão mais recente.

$ cd /tmp
$ wget
http://wald.intevation.org/frs/download.php/706/openvas-libraries-3.0.3.tar.gz
$ wget http://wald.intevation.org/frs/download.php/696/openvas-scanner-3.0.1.tar.gz

Agora que baixamos os arquivos necessários, devemos compilar e instalar os pacotes na seguinte ordem:

1. openvas-libraries
2. openvas-scanner

Instalar OpenVAS Libraries (bibliotecas do OpenVAS)

Comece por descompactar openvas-libraries e depois compile/instale:

$ tar -xvf openvas-libraries-3.0.3.tar.gz
$ cd openvas-libraries-3.0.3/
$ sudo ./configure
$ sudo make
$ sudo make install


Se tudo correr bem aqui, então você deve receber uma mensagem dizendo que o openvas-libraries foi instalado. Se por algum motivo você receber uma mensagem dizendo que gpgme não foi instalado, tente o seguinte:

$ sudo apt-get install libgpgme11-dev

Instalar OpenVAS Scanner

Em seguida descompacte o openvas-scanner e depois compile/instale:

$ cd ..
$ tar -xvf openvas-scanner-3.0.1.tar.gz
$ cd openvas-scanner-3.0.1/
$ sudo ./configure
$ sudo make
$ sudo make install


As bibliotecas do OpenVAS e o scanner devem agora ser instaladas.

Temos que nos certificar de que o /usr/local/bin e /usr/local/sbin estão em nosso PATH. Podemos fazer isso digitando:

$ echo ${PATH}

Na saída do comando acima você deve ver /usr/local/bin e /usr/local/sbin em algum lugar. Senão você terá que adicionar as entradas para a variável PATH do ambiente manualmente, veja neste link:
Se a sua variável PATH do ambiente está correta e funcionando, então você pode construir os links para as novas bibliotecas:

$ sudo ldconfig

Gerar um Certificado

Agora estamos prontos para gerar um certificado para o nosso OpenVAS Server e certifique-se de adicionar valores relevantes para a sua localização.

$ sudo openvas-mkcert

Siga as instruções na tela e insira as informações apropriadas quando solicitado.

Criar um usuário

Agora precisamos adicionar um usuário:

$ sudo openvas-adduser

Digite um nome de usuário e escolha o seu método de autenticação (escolha "pass" para autenticar com uma senha). Aperte Ctrl-D quando lhe for pedido sobre as regras se você não quer que as restrições de scanning.

Agora tudo o que precisamos é da instalação do OpenVAS scanner. O próximo passo é sincronizar o servidor com a atualizações de plugins de vulnerabilidade do NVT. O NVT (Network Vulnerability Test) feed é uma lista de arquivos que contém plugins de vulnerabilidades, que serão transferidos para o servidor do OpenVAS. Eu recomendaria que você executar o comando openvas-nvt-sync em intervalos regulares para garantir que seus arquivos estão atualizados pelo NVT ou adicionar no cron, para ser atualizado automaticamente.

$ sudo openvas-nvt-sync

NOTA: A primeira vez que você executar este comando pode demorar um pouco para baixar todas as NVT's. Então tome um café e coma um sanduíche, beba um pouco de água, alguma cerveja e alguns pacote de amendoins ... ou seja, o que for de comer/beber, porque vai demorar!

Uma vez feito, você pode iniciar o daemon servidor OpenVAS:

$ sudo openvassd

Poderá demorar alguns minutos para carregar todos os plugins. Uma ótima oportunidade para fazer algum exercício e queimar a cerveja e pacote de amendoim que você bebeu e comeu antes do download dos plugins.

Se tudo correr conforme o planejado, agora você tem uma versão do servidor OpenVAS, que durante este artigo, está na versão 3. O próximo passo no processo é a configuração de um cliente para se conectar ao servidor OpenVAS. Você pode optar por fazer isso em um computador diferente, mas você pode facilmente instalá-lo no mesmo computador.

    Próxima página >>




Páginas do artigo
   1. Teste de vulnerabilidades com OpenVAS 3.0
   2. Instalar o cliente do OpenVAS (OpenVAS Client)

Outros artigos deste autor

Leitura recomendada

Comentários
[1] Comentário enviado por c0cac00l em 05/04/2010 - 23:38h:

Muito bom!, obrigado!


[2] Comentário enviado por COTONETEBA em 18/02/2013 - 11:06h:

Acho que deveriam ter mais pessoas como você com o conhecimento afim de passar, pois é difícil hoje encontrar isso! Parabéns, graças ao seu post consegui instalar e rodar o OpenVAS e estou satisfeito com o funcionamento, só que tenho um problema, gostaria de fazer um agendamento mensal dos meus scanners e não tenho idéia de como fazer, acredito que é criando uma linha de comando e colocando ela no Crontab. Não sei como fazer essa linha de comando para executar o scanner corretamente. Você poderia me ajudar com essa dúvida?

Grato pela atenção,
Eduardo Portela


[3] Comentário enviado por VandersonDiniz em 10/10/2013 - 22:41h:

Eduardo, chegando aqui meio atrasado, vou te apresentar alguns bons livros:
BackTrack Cookbook
Hacking Exposed (Web,Wireless...)
Advanced Penetration Testing
Backtrack 5 Wireless Penetration Testing
...
Há mais alguns, mas estes representam um bom início.
Você pode baixá-los pelo it-ebooks.



Contribuir com comentário


  
Para executar esta ação você precisa estar logado no site, caso contrário, tudo o que for digitado será perdido.
Responsável pelo site: Fábio Berbert de Paula - Conteúdo distribuído sob licença GNU FDL
Site hospedado por:

Viva o Linux

A maior comunidade Linux da América Latina! Artigos, dicas, tutoriais, fórum, scripts e muito mais. Ideal para quem busca auto-ajuda em Linux.