Qual é o melhor Sistema Operacional?

Nesta guerra dos Sistemas Operacionais por hegemonia absoluta, haverá um único vencedor? Permita-me lhe dizer.

[ Hits: 12.197 ]

Por: Lúcio SLV em 09/03/2012


Trocando em miúdos

Linux: Qual é 
o melhor Sistema Operacional?

Inerente à atual sociedade, é o desejo de exaltar a um nível elevado, tudo o que gira ao seu redor. E que retrata o seu grupo social: o seu time de futebol, sua religião e sua visão do que é bonito ou feio, como sendo a verdade absoluta.

Como não podia deixar de ser, isto se aplica também ao mundo dos Sistemas Operacionais de computador, e agora, dos atuais coqueluches tecnológicos: Tablets e Smartphones.

O que nos remete a algumas perguntas pertinentes: A velha rivalidade de usuários Windows e Linux, ainda faz sentido em tempos de computação nas nuvens e de telefones que podem, além de falar, navegar na Internet, entre outras coisas?

A mobilidade presente e irrevogável, trará como consequência, um desinteresse coletivo aos Desktops e Notebooks?

E o mais importante: Será que S.O. ainda deve importar na hora de adquirir um equipamento? Seja ele qual for?

Quando você se torna um usuário 100% GNU/Linux, e deixa de utilizar o sistema de Bill Gates, pode achar, num primeiro momento, que todos os seus problemas acabaram, mas será que é assim mesmo?

Digamos que você seja um Webmaster profissional. Provavelmente necessita de um Software automatizado para produzir um projeto de um site de um cliente altamente exigente.

Mas, a empresa a qual você trabalha, não utiliza Linux em seu departamento de criação. Você pediria a conta por esse motivo?

Ainda nesta linha de raciocínio, você é Contador e o seu Chefe quer uma planilha da Contabilidade cruzando as diferenças das filias nos quatro cantos do mundo e, até aí nenhum problema!

Porém, há um pequeno detalhe fundamental: A planilha tem quer ser a do Excel!

E sendo ainda mais específico. Você é um excelente publicitário, e sua campanha terá que ser desenvolvida e apresentada com as ferramenta do Macintoch, e mesmo que este sistema não seja popular ou utilizado pela maioria, você não deixaria de estudar e adquirir um computador com este sistema, se a sua área de atuação assim o exija, pois não seria razoável, prudente ou sensato.

Mas, e caso seja um Porteiro e o Síndico do Condomínio no qual trabalha, se comunica com você somente com o mensageiro instantâneo Windows Live, porque ele não abre mão dos Widgets engraçados que envia pra você todas as noites.

E, insistindo na tese, você está desempregado e é da área de T.I., porém, o empregador que o está entrevistando é de uma multinacional, deseja que você tenha bons conhecimentos de Servidores e Sistema Linux em geral, mas você é 'fera' apenas na plataforma Microsoft, e sempre torceu o nariz pra Sistemas e programas de Software Livre.

Assim sendo, será pouco provável a sua contração.

Como pode naturalmente perceber, há diferentes situações e diferentes resultados, se apenas se restringir a um único conceito e forma de ver, aprender e assimilar as coisas.

No mundo altamente globalizado e pluralizado, levantar bandeiras pode limitar as fronteiras e aberturas de novas possibilidades.

Precisamos avaliar a premissa de que, assim como não podemos serrar uma árvore com uma colher e comer com uma serra um prato de comida.

Precisamos nos adaptar às nossas necessidades, utilizando as ferramentas adequadas a cada caso.

Ser um Linuxista convicto ou um Microsoftiano de carteirinha, pode não ser o melhor dos mundos.

Precisamos estar com nossas mentes abertas para fazer as mesmas coisas, só que de um modo diferente, mas com os mesmos resultados na maioria das vezes.

O Linux, em muitos aspectos é melhor, igual ou superior ao sistema Windows, quem o utiliza e o conhece sabe disso.

Por outro lado, há também coisas no Windows que são iguais, melhor ou mesmo superior ao nosso querido pinguim.

E note que esta é justamente a graça do jogo. E no fundo, sabe quem de fato ganha com tudo isto? Você.

E sem mais delongas, o melhor Sistema Operacional é aquele que atende a todas as suas necessidades gerais, ou mesmo momentâneas, e não lhe deixa na mão seja na hora do entretenimento ou na hora do trabalho.

Embora isto não significa dizer, que você não tenha o direito de dizer que este ou aquele é o melhor do mundo, afinal, é a sua opinião. E se funciona pra você, só pode ser o melhor mesmo.

Pluralidade em tecnologia é melhor do que singularismo, pois 'cada um tece como lhe apetece', e tudo que não tem diversificação, vira anacronismo decadente!
   

Páginas do artigo
   1. Trocando em miúdos
Outros artigos deste autor

Por que mudar de sistema operacional pode ser um bom negócio?

Como a propaganda afeta você?

O Mestre, o Tecnólogo e o Aprendiz

Será este o ano do Linux?

Recupere o Grub na MBR após uma instalação do Windows

Leitura recomendada

Utilizando PICkit 2 no GNU/Linux

Dispositivo de Captura de Vídeo Somagic EasyCAP DC60/EasyCAP002 no GNU/Linux

Placa de rede wireless Encore ENUWI-G2 COM CHIP RTL8187B no Linux

Configurando Wireless LG LW2110P com chipset rtl8180 (Realtek)

Gravação de microcontroladores PIC via USB pelo terminal do Linux

Comentários
[1] Comentário enviado por aldolinux em 09/03/2012 - 11:22h

Muito boa a matéria, sistema opracional é igual a roupa que vestimos, a melhor é aquela que nos agrada e nos faz setir feliz, sem duvidas para mim o GNU/Linux é o melhor sistema operacional, não deixa desejar em nada do que eu preciso, tambem trabalho com o SÓ do Bill em algumas aplicações não tem por onde correr tenho que usar o Rwindos e me atende bem.

Para tudo na vida tem que ter um oposto, pois se não haver perde-se o sentido.

Adroaldo

[2] Comentário enviado por nandow em 09/03/2012 - 11:43h

Ótimo artigo.

Eu trabalho em ambiente misto e vejo isso todos os dias.
Tem aplicações que só funcionam bem no WIndows.. já outras no linux.

Eu continuo usando linux e me atende super bem... mas há casos que o mais pratico e rápido e usar windows.

Excelente artigo!

[3] Comentário enviado por liota em 09/03/2012 - 11:53h

Ótimo artigo, utilizo GNU/Linux em casa, e trabalho em uma empresa que a maioria dos servidores que administro são Windows, e posso dizer que para meu uso pessoal o GNU/Linux nunca me deixou na mão, mas no trabalho algumas ferramentas do Windows me facilitam em muito a vida.

[4] Comentário enviado por albfneto em 09/03/2012 - 11:59h

é isso.
o bom profissional de TI deve conhecer um pouco de tudo, deve poder usar Linux, BSD, windows... depende de onde trabalha, do que quer fazer etc...
o melhor SO é o que for melhor para o seu caso ou seu trabalho.

[5] Comentário enviado por asdf2 em 09/03/2012 - 12:25h

resumo do artigo:

Qual é o melhor Sistema Operacional?

R: o melhor Sistema Operacional é aquele que atende a todas as suas necessidades gerais...


ou seja, sem definição nenhuma.

[6] Comentário enviado por bawlaw em 09/03/2012 - 14:29h

qual é o melhor sabor de pizza?

[7] Comentário enviado por Liduario em 09/03/2012 - 22:30h

Prefiro fazer um contraponto pois, às vezes, existem diversos valores em jogo. Quem segue o software livre não o faz NECESSARIAMENTE porque acredita estar adotando a melhor solução para os PROBLEMAS IMEDIATOS, quer sejam de caráter tecnológico (solução em TI) ou de caráter social (solução para admissão em empregos etc.).

Embora softwares proprietários possam eventualmente ser a melhor solução para alguns problemas imediatos, eles fatalmente levam a um mundo pior.

Lutar pelo software livre não é ter a mente fechada, é, isso sim, abrir a mente para um futuro melhor, mesmo que, para isso, haja alguns sacrifícios no presente. O tamanho do sonho assim como dos sacrifícios é próprio de cada um...


Finalizo esse contraponto com o exemplo dos boicotes: eles são um legítimo movimento dos consumidores mas que costumam trazer prejuízos imediatos. Assim boicotar, por exemplo, tecidos ou calçados chineses pode ser uma boa ideia se abrirmos a mente para o futuro de nossa economia, mesmo que tenhamos prejuízo ao comprar equivalentes nacionais.
Mais uma vez, o tamanho dos sonhos e o tamanho dos sacrifícios são próprios de cada um...

[8] Comentário enviado por evamberto em 10/03/2012 - 10:14h

Gostei do artigo.

[9] Comentário enviado por clodoaldops em 10/03/2012 - 15:48h

"E sem mais delongas, o melhor Sistema Operacional é aquele que atende a todas as suas necessidades gerais, ou mesmo momentâneas, e não lhe deixa na mão seja na hora do entretenimento ou na hora do trabalho. "

-falou e disse!

[10] Comentário enviado por matiasalexsandro em 11/03/2012 - 17:08h

Verdade, infelizmente o CALC não ainda chega a ser totalmente compativel ao MO excel. Por mais desenvenvolvido que seja, ainda precisa-se evoliur mais em drives e suites para que mais pessoas se tornem adeptas das distribuições.

[11] Comentário enviado por tonismar em 12/03/2012 - 00:38h

Ótimo artigo!
Apenas umas observações.
Concordo que o profissional de TI não deva ficar restrito apenas uma plataforma. Quando estamos concorrendo a uma vaga de emprego um conhecimento mais amplo é ponto positivo para uma contratação. Agora quando o assunto é cliente, o que realmente importa é o resultado, o cliente não quer saber como você chegou nele desde que tenha chegado no resultado esperado. O exemplo da planilha em excel não foi um exemplo totalmente feliz. O que interessa é a informação (resultado).
Assim como uma criação publicitária, o que interessa é o resultado novamente.
Agora sem dúvida, o melhor S.O. é o que te faz te sentir bem. Na verdade pra mim o melhor SO é o que não aparece, ele tem que ser transparente. Quando lembramos que existe SO geralmente é porque ele está com algum problema. Enquanto não lembrarmos da sua existência e sim apenas utilizar os software instalados nele ele será o melhor SO.

[12] Comentário enviado por cromado em 13/03/2012 - 11:24h

Eu prefiro Linux para Servidores, pois é mais fácil de administrar, e Windows para Desktop.

[13] Comentário enviado por Veiga Santos em 04/04/2012 - 14:18h

Artigo muito interessante.

Faz mais de 3 anos que tento utilizar o Linux como OS padrão sem dual boot.
Realmente é muito complicado, pois no dia a dia (ao menos no meu) o Linux não supri totalmente as minhas necessidades.
Hoje em dia trabalho na parte da manhã com suporte técnico em uma muiltinacional fabricante de computadores e na parte da tarde trabalho com desenvolvimento web front end e design gráfico.

Estes dias tive que levar umas planilhas do trabalho para casa, lógico que esta planilhas foram feitas no MS Office, estas planilhas são cheias de formulas e ao abrir no Libre office estas formulas não foram reconhecidas e geravam alguns erros apesar da planilha abrir perfeitamente, tive que apelar para o notebook da minha esposa para usar as planilhas.

Outro caso é com o meu segundo trabalho, as vezes preciso criar algumas imagens, logos e vetores, todos sabem que a área de design é meio fraca para linux, sei que existe diversos softwares equivalentes para linux para se trabalhar com imagens, mas realmente e infelizmente ela não são capazes de de suprir as verdadeiras necessidades de um "Designer", alguns softwares chegam a ser mediocres.

O fato é que por um bom tempo o linux não vai ser um sistema ideal para um designer, mas perfeito para um usuario comum, assim como o Sitema da Apple não é um bom sistema para ser usado como servidor, mas é ótimo para quem trabalha com design.

Como disseram alguns amigos ai em cima, o sistema ideal é o que te oferece mais conforto e produtividade. Eu tento usar o linux por que gosto dele, me acostumei e confio nele também. Porem as vezes tenho que usar outro sistema. Acho isto perfeitamente normal.



Contribuir com comentário