Linux slogan
Visite também: BR-Linux.org · Dicas-L · Doode · NoticiasLinux · SoftwareLivre.org · UnderLinux



» Screenshot
Linux: Ubuntu Remix - r00t oh rly?
Por bigua
» Login
Login:
Senha:

Se você ainda não possui uma conta, clique aqui.

Esqueci minha senha



Artigo

Qual distribuição Linux devo escolher?
Linux user
raulgrangeiro
28/07/2010
Neste artigo vamos ver quais as principais distribuições Linux que existem e as principais características de cada uma delas, para assim você poder escolher a que melhor se encaixa às suas necessidades.
Por: Raul Lopes S. Grangeiro
[ Hits: 52524 ]
Conceito: 9.8   6 voto(s)6 voto(s)6 voto(s)6 voto(s)6 voto(s) + quero dar nota ao artigo

Debian, BrDesktop, BRLix, Damn Slamm Linux

Introdução

Uma distribuição Linux é um pacote com uma versão atual do kernel, junto com um grande número de programas, um instalador e várias configurações. As distribuições variam porque cada uma delas tem uma finalidade, por exemplo, existem distribuições que vem com muitos programas multimídia, justamente para quem mexe com multimídia, outras já vem com muitos programas de gerenciamento de redes, para quem mexe com redes no seu trabalho. Sempre existe uma distribuição que se encaixa no seu perfil, para encontrá-la você só precisa conhecê-la.

As distribuições:

Debian GNU/Linux

Debian é simultaneamente o nome de uma distribuição não comercial livre (gratuita e de código fonte aberto) de GNU/Linux (amplamente utilizada) e de um grupo de voluntários que o mantêm à volta do mundo. Uma vez que o Debian se baseia fortemente no projeto GNU, é usualmente chamado Debian GNU/Linux. O Debian é especialmente conhecido pelo seu sistema de gestão de pacotes, chamado APT, que permite: atualizações relativamente fáceis a partir de versões realmente antigas; instalações quase sem esforço de novos pacotes e remoções limpas dos pacotes antigos.

Atualmente o Debian Stable, se encontra na versão 5.0, codinome "Lenny". O Debian Stable procura sempre manter os pacotes mais estáveis, assim, ele mantém o Gnome 2.22 e o KDE 3.5 por padrão. O grande fato dele conter pacotes mais antigos, garantindo a estabilidade, é o grande foco para servidores.

O projeto Debian é mantido por doações através da organização sem fins lucrativos Software in the Public Interest (SPI).

O nome Debian vem dos nomes dos seus fundadores, Ian Murdock e de sua ex-mulher, Debra. A palavra "Debian" é pronunciada em português como "Débian".

Várias distribuições comerciais baseiam-se (ou basearam-se) no Debian, incluindo: Linspire (antigo Lindows), Xandros, Knoppix, Kurumin, BrDesktop e Ubuntu.

Está atualmente a decorrer trabalho para portar o Debian para outros núcleos livres para além do Linux, incluindo o Hurd e o BSD. Para já, no entanto, ainda é muito mais preciso descrever o Debian como uma "Distribuição Linux", sem mais qualificações.

Mais informações: http://pt.wikipedia.org/wiki/Debian
Site oficial: http://www.debian.org/

BrDesktop

O BrDesktop é um sistema operacional, que substitui o antigo Debian-BR-CDD; baseado em uma distribuição Debian GNU/Linux, ele usará a interface gráfica Gnome, mantendo assim um bom sistema, com uma aparência simples e eficaz.

Para torná-lo mais simples e agradável, foram tomadas algumas medidas um pouco radicais, a começar pela revisão do nome da distribuição. Além do nome, algumas modificações importantes estão sendo pensadas para este novo projeto. Uma delas é seu ciclo de desenvolvimento. O BrDesktop oferecerá um ciclo de desenvolvimento mais adequado para usuários, baseando-se sempre na suite testing do Debian, onde encontramos versões mais atuais dos softwares e muitas melhorias ainda não lançadas oficialmente pelo projeto Debian. Além disso, o projeto lançará uma versão estável sempre que o Debian lançar sua versão stable.

Por ser um sistema operacional livre desenvolvido com foco em usuários brasileiros de Desktops. O BrDesktop é segue os princípios de Debian Pure Blends. Isso significa que todos os componentes do BrDesktop estão oficialmente presentes no Debian e assim seguem os mesmos padrões de qualidade que o Debian GNU/Linux oferece.

A diferença do BrDesktop está na seleção, idioma e pré-configuração dos programas; na instalação simplificada; na opção de rodar o sistema em modo Live; na estética gráfica; no suporte adicional, e mais importante: na participação da comunidade brasileira em todas essas decisões.

Entre as correções e melhorias para esta atualização, estão:
  • Descrição dos pacotes totalmente reformuladas
  • Novo tema de ícone padrão utilizado: gnome-icon-theme-nuovo
  • Utilizado o gthumb no lugar do f-spot como visualizador de imagens padrão
  • Removidos uma série de pacotes obsoletos que faziam parte do brdesktop-common e -gnome
  • Adicionado o network-manager-gnome, totem-xine e totem-mozilla no brdesktop-gnome
  • Adicionado o xchat-gnome no lugar do xchat
  • Adicionado o wireless-tools para o brdesktop-common
  • Adicionado o listen no lugar do banshee como software padrão para áudio

Mais informações: http://pt.wikipedia.org/wiki/BrDesktop
Site oficial: http://brdesktop.org/cdd/wiki/WikiStart

BRLix

O BRLix é a continuação do famoso Famelix GNU/Linux, conhecido Internacionalmente por sua aparência e similaridade com o sistema operacional Windows. Isto está fundamentado pelos mais de 12 Milhões de Downloads no site da incubadora Código Livre (http://codigolivre.org.br).

O BRLix é uma distribuição GNU/Linux (sob licença GNU-GPL - General Public Licence), que tem como principais compromissos fornecer uma opção em software livre de um sistema operacional amigável e seguro, contribuir para a inclusão digital e para a redução da pirataria de software. O BRLIX em conjunto com outros aplicativos também em software livre possibilita a oferta de soluções eficazes, amigáveis e seguras, que não exigem dos usuários conhecimentos técnicos profundos de informática e possibilita o aproveitamento de seus conhecimentos e experiências com os sistemas operacionais líderes de mercado e programas proprietários, pela similaridade de interface e uso.

É uma distribuição Linux baseada no Debian com interface KDE e pode ser instalado no computador ou usado direto do CD.

Mais informações: http://pt.wikipedia.org/wiki/BRLix
Site oficial: http://brlix.com/site/

Damn Small Linux (DSL)

Damn Small Linux, também conhecida como DSL, é uma distribuição linux baseada em Debian. É conhecida por ser muito pequena: o iso da última versão estável - 4.1 - tem menos de 50 MB, cabendo em um CD do tipo business card. A distribuição também é muito leve: segundo o seu website, ela é capaz de rodar em um sistema 486DX com 16 MB de memória RAM.

DSL pode ser executada a partir de um CD (live CD) - inclusive um CD do tipo business card - sem instalação no disco rígido. É possível ter um sistema funcional em um computador sem disco rígido. Ela também pode ser executada a partir de um pendrive. Pode ser instalada no disco rígido.

A distribuição também inclui capacidades que facilitam a customização e instalação de extensões, inclusive com a adição de novos programas a um sistema rodando a partir de um live CD.

Em 30 de dezembro de 2006, a distribuição está em 8° lugar no ranking de visitas do site Distrowatch.

Segundo o seu website, DSL possui:
  • XMMS (player de MP3, música de CD, e MPEG)
  • Cliente FTP
  • Navegador web Dillo
  • Navegador web Mozilla Firefox
  • Planilha eletrônica
  • Cliente de e-mail e notícias Sylpheed
  • Processador de texto (Ted)
  • Três editores de texto - Beaver, Vim, e Nano (clone do Pico)
  • Edição e exibição de imagens (XPaint, e xzgv)
  • Visualizador de PDF Xpdf
  • Gerenciador de arquivos emelFM
  • Cliente de AIM, ICQ e IRC Naim
  • VNCviwer
  • Rdesktop
  • Cliente e servidor SSH/SCP
  • Cliente DHCP
  • PPP, PPPoE (ADSL)
  • Servidor web
  • Calculadora
  • Algum suporte a impressoras
  • NFS
  • Gerenciadores de janela FluxBox e JWM
  • Jogos
  • Ferramentas de monitoração do sistema
  • Uma grande variedade de ferramentas de linha de comando
  • Suporte a USB e pcmcia
  • Algum suporte wireless

Mais informações: http://pt.wikipedia.org/wiki/Damn_Small_Linux
Site oficial: http://www.damnsmalllinux.org/

    Próxima página >>




Páginas do artigo

Outros artigos deste autor

Leitura recomendada

Comentários
[1] Comentário enviado por corvolino em 28/07/2010 - 17:25h:

cadê o archlinux? ;(


[2] Comentário enviado por removido em 28/07/2010 - 17:37h:

Parabéns pelo artigo.
E, que atire a primeira pedra quem não foi ler sobre sua distro favorita antes de ler sobre as outras...
hehe :)


[3] Comentário enviado por raulgrangeiro em 28/07/2010 - 17:42h:

Desculpa corvolino, esqueci mesmo. Peço mil desculpas. Mas como eu havia dito na conclusão, há muitas outras distros.

Por favor não me levem a mal se esqueci de alguma distro, é que são muitas, e para a gente se lembrar de cada uma é difícil.


[4] Comentário enviado por izaias em 28/07/2010 - 17:52h:

Faltaram algumas, é verdade. Mas a falta não tirou o propósito do artigo.
Chovem tópicos sobre qual distro usar, recomenda-se uma ou outra.
Com seu artigo, temos um link direto para dispor muitas informações a esses que precisam de um caminho para começar.

Você utilizou linguagem clara e objetiva, não foi desnecessariamente prolixo (apesar de ser ubuntero, falou muito pouco de nossa distro preferida, heim Raul!). Mas é isso, gostei de seu primeiro artigo.

Parabéns!


[5] Comentário enviado por claudiojoliveira em 28/07/2010 - 18:46h:

Cadê o Salix OS?
Esta distro está na versão 13.1 e é baseada no Slackware também, tem como gerenciador gráfico o Xfce e trata-se de uma ótima distribuição, com slapt-get, openoffice, wicd, tudo já incluso. O gerenciador de arquivos é o thunar, muito rápido e leve.
Abraços....


[6] Comentário enviado por lemuelroberto em 28/07/2010 - 18:50h:

Gostei muito do seu artigo. Parabéns!!!

Foi o que faltava pra eu testar o Gentoo Linux. Vô deixar de preguiça e instalar logo! ;)



[7] Comentário enviado por claudiojoliveira em 28/07/2010 - 18:50h:

Pode crer Leandro Toledo, já fui no Slackware de cara! kkkkk
Parabéns pelo artigo Raul Grangeiro.
Abraços!


[8] Comentário enviado por initrd em 28/07/2010 - 19:04h:

Mt bom o artigo, fui logo directo ao slackware :)
tb gostava de ver algo sobre zenwalk , mas se fosse sobre todas as distros lolol.....


[9] Comentário enviado por Teixeira em 28/07/2010 - 19:52h:

Estão faltando MUITAS distros (se formos levar em conta a Distrowatch, é claro).
Mas isso não desmerece de forma nenhuma o artigo, a meu ver o mais abrangente sobre o assunto, com bastante informação e sem encher linguiça.
Parabéns!


[10] Comentário enviado por removido em 28/07/2010 - 21:33h:

Raul Grangeiro,

Considere as críticas/questionamentos/elogios como algo positivo, o que você fez aqui foi grandioso, dado o quase infinito número de distribuições. Esquecer essa ou aquela distribuição é aceitável, e isso não diminuirá o "valor" das mesmas.

Envie um email pro Fale Conosco e peça que insiram a parte referente a distro esquecida, isso se você achar necessário.

Com a adição das distros esquecidas, seu artigo bem que poderia fazer parte desse campo: http://www.vivaolinux.com.br/download-linux

Parabéns!


[11] Comentário enviado por albfneto em 28/07/2010 - 21:35h:

Beleza de artigo! Favoritado.
Uma grande expansão do meu artigo sobre o assunto:

http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Linux-pode-ser-usado-por-todo-mundo-Escolhendo-o-seu-primeiro-Li...

Uma curiosidade, as versões novas do Sabayon estão atualizadas, são 5.3. Os dados estão já na Wikipedia Português, no verbete do Sabayon Linux, qie por coincidência, sou eu o autor do verbete! rsrsrrsrsrsrs

O Guaranix é um antigo projeto experimental de um Gentoo like:

http://guaranix.codigolivre.org.br/dokuwiki/doku.php

Que eu saiba, foi interrompido em 2006, ou caminha a passos muito lentos.

Claro que faltariam Distros, não dá para cobrir tudo Salix, Arch,VidaLinux, Vector, BLueWhite, Librix (um outro gentoo like brasileiro, o antigo Tutoo da Unicamp) e até Ututo.

Ututo é um Gentoo like da Argentina, importante por ser uma distro antiga, um dos primeiros Gentoo like e por ser (como GNewSense o é) uma distro totalmente livre, sem nada proprietário.
O Ututo é pouco usado no Brasil, mas é tão importante que até Richard Stallman usou ela!


[12] Comentário enviado por aline.abreu em 29/07/2010 - 08:29h:

Olá, bem completo o seu artigo. :)
Parabéns


[13] Comentário enviado por claupers em 29/07/2010 - 10:10h:

Raul, parabéns pelo artigo e disponibilidade em escreve-lo e publicar na comunidade. Foi através dele que conheci muitas distros que nem sabia da existência. Gostei bastante da BRLix, uma boa distribuição para instalar em computadores de usuários habituados ao uso do W. Dessa forma a transição é mais fácil. Sem falar que é customizado para o Brasil.

Valeu.


[14] Comentário enviado por hellsdragon em 29/07/2010 - 11:56h:

Olá, eu recomendo o Debian Lenny (gnome), pois além de ser fácil e ter uma interface amigável, tem alguns recursos que acho fantásticos, como o proxy squid.

Att.

H'D


[15] Comentário enviado por JoseRenan em 29/07/2010 - 17:48h:

legal carinha tem muitas distros ae quem nem ouvi dizer. Não li totalmente o artigo mas se tiver alguma curiosidade sobre alguma distribuição já sei onde encontrar as primeiras informações


[16] Comentário enviado por danilo21 em 01/08/2010 - 18:56h:

Bem legal. Só deu um fora: Cadê o ArchLinux???Distribuição que aparece eventualmente entre as melhores com quase 10 anos de existencia. Na listagem temos até distribuições "menos importantes" e menos famosas.


[17] Comentário enviado por rweu em 01/08/2010 - 19:54h:

Boa noite a todos,

Faltando vão estar um monte delas, até mesmo porque, cada um que vier a ler o artigo de nosso amigo, trará sua experiência própria, uns mais "cascudos", outros ainda "calça branca".
Mas a falta de várias delas ( posso cita aqui algumas muito boas tipo sidux e Epidemic, oriundas do Debian) em nada invalida a iniciativa, e acho mesmo que o raulgrangeiro, deveria fazer o parteII , parte III e assim por diante.

Boa sorte a todos!!


[18] Comentário enviado por raulgrangeiro em 02/08/2010 - 15:10h:

É gente, mandei um e-mail pro pessoal do VOL pedindo pra eles adicionarem algumas outras distros que faltaram, mas até agora eles não me responderam. Se for da vontade de Deus escreverei a parte 2 desse artigo, levando em consideração que este falta algumas distros importantes, mas de qualquer forma o que não falta é distro para descrever.

Até mais pessoal! Deus abençõe a vida de cada um de vocês!



Contribuir com comentário


  
Para executar esta ação você precisa estar logado no site, caso contrário, tudo o que for digitado será perdido.
Responsável pelo site: Fábio Berbert de Paula - Conteúdo distribuído sob licença GNU FDL
Site hospedado por:

Viva o Linux

A maior comunidade Linux da América Latina! Artigos, dicas, tutoriais, fórum, scripts e muito mais. Ideal para quem busca auto-ajuda em Linux.