Permissões no Linux

Este artigo traz uma abordagem bastante completa sobre o sistema de permissões no Linux. Ele ensina, desde a teoria por trás das permissões, até os comandos usados para se manipulá-las. Tudo bastante ilustrado e exemplificado.

[ Hits: 146.665 ]

Por: José Lopes de Oliveira Jr. em 19/05/2006 | Blog: http://hakspek.blogspot.com


Checando as permissões de arquivos

A forma mais simples e mais usada para verificar as permissões de um arquivo, bem como o seu tipo, é através do comando ls. Este é um comando bastante conhecido no Linux que serve para listar arquivos dentro do sistema.

Para que se possa verificar as permissões e o tipo dos arquivos, é necessário passar alguns parâmetros para o comando ls. O primeiro parâmetro é o -l, que possibilita a visualização do tipo do arquivo, suas permissões, nome do dono, nome do grupo do dono, tamanho do arquivo e algumas outras coisas. O segundo parâmetro é o -a, e ele permite que arquivos ocultos sejam listados (no Linux, arquivos ocultos são aqueles cujos nomes se iniciam com um ponto -.-). O terceiro, e último parâmetro, -F, faz com que a notação alternativa de tipos de arquivos sejam exibidas na listagem como sufixos (aparecem ao final do nome do arquivo).

Assim sendo, basta digitar o comando abaixo para que todas as informações sobre tipo do arquivo e sobre suas permissões sejam exibidas:

$ ls -laF

A figura seguinte mostra um exemplo da saída gerada pelo comando acima.


Pode-se perceber que a listagem é feita em várias colunas. A primeira coluna da esquerda para a direita exibe o tipo de arquivo e suas permissões. Na seqüência, a segunda exibe, no caso de diretórios, a quantidade de sub-diretórios dentro dele ou 1 em caso contrário [Silva (2003)]. A terceira e a quarta exibem, respectivamente, o nome do dono e o grupo principal ao qual ele pertence. A quinta mostra o tamanho do arquivo em bytes. A sexta e a sétima exibem, respectivamente, a data e a hora da criação/última modificação do arquivo [Silva (2003)]. Por último, na oitava coluna é exibido o nome do arquivo. No caso de o arquivo ser um link, há uma nona coluna que exibe o caminho para onde ele aponta.

Observando apenas a primeira coluna, pode-se notar que, dos dez caracteres que a compõem, do segundo ao décimo, são exibidos os bits de proteção do arquivo. Os bits que estiverem ativados serão exibidos em sua notação simbólica (r, w, x) e os que estiverem desativados serão exibidos como um traço '-' -não confundir com o traço que determina se um arquivo é do tipo comum.

É interessante notar que nesta listagem, à primeira vista, não são exibidos os bits de atributos dos arquivos, apenas os bits de proteção. Entretanto, estes bits, caso estejam ativados, são exibidos na primeira coluna da listagem. Tomando em consideração apenas esta coluna e lendo-a da esquerda para a direita, no quarto caractere (o que indica a permissão de execução do arquivo para o seu dono), caso o bit setuid esteja ligado, em vez de um 'x', naquela posição será exibido um 's'. Mas dessa forma, como saber se o arquivo possui permissão de execução pelo seu dono? Simples. Caso seja exibido um 'S' maiúsculo, a permissão de execução pelo dono estará desativada. Caso esta permissão esteja ativada, será exibido um 's' minúsculo.

De forma análoga, o sétimo caractere desta coluna (o que define a permissão de execução do arquivo pelos membros do grupo do seu dono) exibe um 's' caso o bit setgid esteja ligado, seguindo a mesma lógica de maiúsculo/minúsculo.

Igualmente, no décimo e último caractere da coluna, que define a permissão de execução do arquivo pelos outros usuários do sistema, é exibido um 't' indicando se o bit sticky está ligado. Ele também segue a lógica de maiúsculo/minúsculo explicada anteriormente.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Bits de atributo
   3. Bits de proteção
   4. Notações
   5. Tipos de arquivo
   6. Checando as permissões de arquivos
   7. Exemplos
   8. Comandos de manipulação de permissões
   9. Conclusão
Outros artigos deste autor

Compilação comentada do kernel

Esquemas de particionamento e sistemas de arquivos

Instalação e configuração do J2SE

Usando temas aleatórios no GDM

Configuração manual dos ponteiros do mouse

Leitura recomendada

Backup com o Konserve

O Surgimento do Linux

Ubuntu no Samsung Chromebook com processador ARM

Conceituação de DNS

Gerenciando contas de usuários

Comentários
[1] Comentário enviado por fernoliv em 19/05/2006 - 13:57h

Ótimo artigo José!

Parabéns pela iniciativa e nível de detalhamento! Muito esclarecedor e rico em conteúdo.

Abraço, Fernando.

[2] Comentário enviado por thelinux em 19/05/2006 - 14:17h

Jose, nota 10 para você!!!

[3] Comentário enviado por eisen em 19/05/2006 - 15:32h

Ótimo artigo, muitissimo bem explicado!!Agora consegui compreender de vez o sistema de permissões!!Valew mesmo cara!!
Nota 10!!
Um forte abraço!!

[4] Comentário enviado por mesnitu em 19/05/2006 - 17:00h

Excelente.
Nota 10

[5] Comentário enviado por JuNiOx em 19/05/2006 - 18:01h

Parabéns, bem completo mesmo.
Ótimo artigo pra iniciantes que se perdem em permissões.

[6] Comentário enviado por humbhenri em 19/05/2006 - 18:30h

Gostei, prático e completo. Parabéns.

[7] Comentário enviado por pierry em 20/05/2006 - 00:20h

Bom artigo.

[8] Comentário enviado por PCMasterPB em 20/05/2006 - 18:30h

Artigo muito bem escrito. Parabéns. Té mais. ;D

[9] Comentário enviado por allanhc em 21/05/2006 - 15:45h

Excelente, parabéns.
Muito bem explicado, sem complicações nas partes tecnicas sem deixar de ser preciso.

[10] Comentário enviado por hugobcar em 22/05/2006 - 08:21h

No coments.
Nota 10 !!!

[11] Comentário enviado por dedraks em 09/06/2006 - 01:01h

Excelente artigo.
Parabéns.

[12] Comentário enviado por gsi.vinicius em 19/07/2006 - 11:06h

muito bom o artigo, parábens

[13] Comentário enviado por removido em 13/10/2006 - 09:38h

Parabéns, jlojunior...

Excelente artigo e indispensável.

:::... Viva o Linux ...:::

[14] Comentário enviado por hnrm em 23/07/2008 - 09:21h

Muito bom seu artigo, paranbéns.

[15] Comentário enviado por macedocarvalho em 27/11/2011 - 09:25h

Ajudou muito pra eu que estou começando. Obrigado

[16] Comentário enviado por striker_rafael em 15/01/2013 - 11:41h

Artigo antigo, porém, sobre um assunto que está sempre bombando no mundo Linux..
Parabéns cara, ficou muito bom mesmo o artigo..


Contribuir com comentário