Linux slogan
Visite também: BR-Linux.org · Dicas-L · SoftwareLivre.org · UnderLinux



» Screenshot


Artigo

Instalando o Ubuntu no pendrive
Linux user
removido
15/07/2010
Nesse artigo irei mostrar como instalar o Ubuntu no pendrive para poder rodá-lo em qualquer máquina como Live CD e ainda deixar um espaço para poder continuar usando o seu pendrive para levar os seus arquivos do dia-a-dia.
Por: Perfil removido
[ Hits: 72065 ]
Conceito: 10.0   3 voto(s)3 voto(s)3 voto(s)3 voto(s)3 voto(s) + quero dar nota ao artigo

Requisitos e criação das partições

Requisitos mínimos:
  • 700MB de espaço para o Live CD
  • 1GB de espaço para o arquivo persistente

Usarei o meu pendrive de 2GB para instalar o Ubuntu e ainda deixarei um pequeno espaço para armazenar os meus arquivos do dia-a-dia.

Criando as partições

Dependendo de cada máquina, o dispositivo do pendrive poderá ser diferente. Usarei como exemplo o dispositivo /dev/sdx (sda, sdb ou sdc).

Desmonte as partições do pendrive que estiverem montadas e crie as partições:

# umount /dev/sdx1
# fdisk /dev/sdx


No fdisk, digite o "d" e o número da partição a ser excluída (se tiver apenas uma partição, digite apenas o d).

Primeiro crie a partição que irá usar para armazenar os arquivos do dia-a-dia:
  1. d para excluir a partição existente
  2. n para criar uma nova partição
  3. p para torná-la primária
  4. 1 para ser a primeira partição primária
  5. Aceite o padrão ou tipo 1 para iniciar do primeiro cilindro
  6. +100M para torná-lo 100MB
  7. t para alterar o tipo de partição
  8. 6 configurá-lo para FAT16

Agora, crie a partição que irá instalar o Ubuntu:
  1. n para criar novamente uma nova partição
  2. p para torná-la primária
  3. 4 para torná-la a quarta partição primária
  4. Aceite o padrão digitando Enter
  5. Aceite o padrão para usar todos espaço disponível
  6. t para alterar o tipo de partição
  7. 4 para escolher a quarta partição
  8. c configurá-lo para W95 FAT32 (LBA)
  9. a para mudar a partição ativa para boot
  10. 4 para escolher a quarta partição
  11. w para gravar as alterações no pendrive USB

    Próxima página >>




Páginas do artigo
   1. Requisitos e criação das partições
   2. Formatação e cópia de arquivos
   3. Configurando o Syslinux
   4. Criação do arquivo persistente

Outros artigos deste autor

Leitura recomendada

Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 15/07/2010 - 15:51h:


Muito bom artigo, simples e direto.

Assim que meu pendrive de 64GB chegar, vou testar por esse método.

Uma pergunta: funciona da mesma forma que com o Unetbootin?


[2] Comentário enviado por juaor em 15/07/2010 - 16:04h:

Parabéns pelo artigo.

É possível substituir o pendrive pelo cartão de memória do celular?

Grato.


[3] Comentário enviado por eltondhiego em 15/07/2010 - 18:18h:

qual a diferença de fazer isso pelo seu artigo e fazer utilizando o próprio software do ubuntu "Criador de disco USB inicializável"?


[4] Comentário enviado por L!N5X em 15/07/2010 - 18:30h:

Bom artigo, mas usuários do ubuntu 10 já conseguem fazer isso de forma automatizada.

Criar Disco USB inicializavél.

Serve tanto como liveusb e para instalar fisicamente.


[5] Comentário enviado por removido em 15/07/2010 - 18:54h:

Pois é, mas pra quem quer continuar usando o seu pendrive pra carregar arquivos (doc,jpg,etc..) e quando vai plugar em máquinas com "ruindows", ao inves de mostrar só os arquivos necessários, aparece todos os arquivos do liveusb e é só deixar nas mãos de um inexperiente que pode apagar qualquer arquivo importante pra não funcionar mais o liveusb.

E também, cada um tem o seu gosto.


[6] Comentário enviado por izaias em 15/07/2010 - 19:12h:

Excelente artigo!
A documentação para o Ubuntu cresce a passos largos.

Parabéns!!!



[7] Comentário enviado por L!N5X em 16/07/2010 - 00:13h:

calma, calma cesarasilva, eu só quis deixar a dica para que outros usuários ñ atentos ou "preguiçosos" soube do recurso que já disponibilizado pelo sistema.

Eu mesmo tenho um pendrive criado pelo processo automatizado e não tenho problema em perder os dados contido nele, pois sei muito bem como fazer este processo.

o elógio pelo artigo continua.

é isso ai continue aprendendo


[8] Comentário enviado por deusdara em 16/07/2010 - 09:20h:

Olá edps

O pendrive de 64 GiB e superiores vem formatado no sistema de arquivo exfat ou fat64 que não é compatível ainda com o GNU/LInux.

Se alguém souber como contornar este problema gostaria de conhecer.

Abraços

Deusdará


[9] Comentário enviado por removido em 16/07/2010 - 11:49h:

A amigo Deusdará,

obrigado por sua informação, já havia notado que o pendrive não era reconhecido (ou melhor, era reconhecido mas não formatava), achei que era defeito por ser "Made in Uruguaiana", aí pedi pro boy da empresa trocar pra mim, mas ainda não o recebi.

Segundo informações desse site: http://blogdodito.com.br/como-formatar-um-pen-drive-que-esta-em-modo-somente-leitura/ é possível formatar esse pendrive usando um aplicativo nativo do M$Windows: http://www.itaustinweb.com/windows/HP-USB-Disk-Storage-Format-Tool-SP27608.html

Download: http://www.itaustinweb.com/windows/SP27608.exe

O pendrive é esse aqui: http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-138441822-pen-drive-64-gb-kingston-data-traveler-frete-gratis...

Assim que o receber e se não funcionar, tentarei por esse método.

Obrigado.


[10] Comentário enviado por removido em 16/07/2010 - 13:17h:

utilize o Gparted, com ele você consegue criar partições de 64 GB com o FAT32.


[11] Comentário enviado por removido em 16/07/2010 - 14:00h:

cesarasilva,

já tentei pelo Gparted também, também no M$, pelo terminal e por aí vai, acho que deve ser defeito de importação "via paraguai". O outro que foi comprado por uma colega funcionou normal, mas só foi testado no WinXP.

um abraço.


[12] Comentário enviado por removido em 16/07/2010 - 15:32h:

edps, faz o seguinte.

ao invés de criar uma partição de 64 GB, crie duas partição, uma de 800 MB somente pra instalar LiveUSB e outra de 63 GB ou o que tive restante para criar a partição persistente. Ai ao invés de criar o arquivo persistente, você vai criar a partição Ext3 ou Reiser com o Rótulo "casper-rw":

# mkfs.ext3 -L casper-rw /dev/sdx4 #a partição do LiveUSB você irá mudar pra 3ª partição mudando pra /dev/sdx3


[13] Comentário enviado por TcarayLove em 18/07/2010 - 20:39h:

LOL


[14] Comentário enviado por eulen em 19/07/2010 - 11:09h:

Colegas aproveitando o tópico, gostaria de saber como carregar boot via usb num pc que não tem, na bios, esta opção de boot. Tenho um notebook Philco PHN 11053 que só me deixa a opção de boot via rede e pelo HD.
Há outra opção que não seja atualizar bios? Como devo proceder?


[15] Comentário enviado por andernet em 10/11/2011 - 18:04h:

Boa tarde, sou um pouco leigo, gostaria de saber se o sistema vai funcionar como se estivesse instalado no HD, ou, semelhante quando rodamos o cd apenas para testar?
Obrigado.


[16] Comentário enviado por removido em 05/12/2011 - 23:05h:

A diferença é que no LiveCD tudo o que é modificado ou salvo no sistema é perdido após desligar, no LiveUSB não.


[17] Comentário enviado por kvlad em 10/02/2012 - 21:03h:

Eulen, seguinte, reinicie o seu Philco com o pen drive (ja com o sistema) conectado e aperte f10
aparecerá a opção de bootar pelo pen drive
valeu


[18] Comentário enviado por angkor em 24/05/2013 - 11:12h:

Será que é possível instalar em um cartão microSD?


[19] Comentário enviado por ndicati em 30/07/2013 - 13:04h:


[16] Comentário enviado por cesarasilva em 05/12/2011 - 23:05h:

A diferença é que no LiveCD tudo o que é modificado ou salvo no sistema é perdido após desligar, no LiveUSB não.


Boa tarde pessoal,

segui os passos desse artigo, porém, quando instalo um pacote ou modifico um item na área de trabalho as alterações não são salvas.

Alguma sugestão?

Obs.: Utilizei a imagem do Ubuntu 13.04 64 bits, download feito no site: http://www.ubuntu-br.org/

Abraços.



Contribuir com comentário


  
Para executar esta ação você precisa estar logado no site, caso contrário, tudo o que for digitado será perdido.
Responsável pelo site: Fábio Berbert de Paula - Conteúdo distribuído sob licença GNU FDL
Site hospedado por:

Viva o Linux

A maior comunidade Linux da América Latina! Artigos, dicas, tutoriais, fórum, scripts e muito mais. Ideal para quem busca auto-ajuda em Linux.