Linux slogan
Visite também: BR-Linux.org · Dicas-L · Doode · NoticiasLinux · SoftwareLivre.org · UnderLinux



» Screenshot
Linux: Abrindo Terminal com Hotkeys
Por aurium
» Login
Login:
Senha:

Se você ainda não possui uma conta, clique aqui.

Esqueci minha senha



Artigo

Configurando uma placa de rede no Linux
Linux user
jrtecnico89
20/06/2006
Você é novo no Linux? Aqui você encontra todas as informações para configurar a sua placa de rede nesse fabuloso sistema operacional.
Por: Juscelino Mendes Ferreira de Aquino
[ Hits: 99213 ]
Conceito: 10.0   2 voto(s)2 voto(s)2 voto(s)2 voto(s)2 voto(s) + quero dar nota ao artigo

Introdução

Olá, para vocês verem que o Linux não é um bicho de sete cabeças, estou aqui como um iniciante, com pouco mais de uma mês de uso do sistema, escrevendo um artigo.

Vou mostrar como configurar uma placa de rede no Linux, lembrando que isso vale para o Red Hat, mas acredito que sirva também para outras distribuições.
  1. Identifique, marca e modelo de sua placa;
  2. Verifique se o seu sistema operacional esta funcionando corretamente;
  3. Instale a placa no equipamento.

Feito isso, mãos a obra.

Ligue o equipamento, com certeza o Kudzu já irá detectar o novo hardware, ignore-o, descobri que a graça de trabalhar com o Linux é saber fazer as coisas na mão, conhecer para que serve cada arquivo de configuração.

Após a carga do sistema, vamos verificar se o mesmo identificou a placa. Digite o comando:

$ lspci

Este comando listará todos os hardwares (PCI) identificados pelo sistema.

No caso estou utilizando uma placa Realtek 8139, o sistema listou as informações abaixo:

00:0b.0 Ethernet controller: Realtek Semiconductor Co., Ltd. RTL-8139/8139C/8139C+ (rev 10)

Tudo Ok com a placa, agora VAMOS as configurações.

Digite o seguinte comando:

# echo "alias eth1 8139too" >> /etc/modules.conf

Este comando irá incluir as informações ("alias eth1 8139too") na última linha do arquivo modules.conf, com isso você estará incluindo um apelido para a placa de rede e a associando ao módulo correspondente a sua placa. Caso o modelo da mesma seja diferente, você utilizará o nome de outro módulo, conforme modelo da placa.

Ex: Se você estivesse utilizando uma placa da VIA, você carregaria o módulo via-rhine.

Bom, já criamos o alias, agora devemos criar o arquivo com as configurações da placa, vamos lá.

Digite:

# touch /etc/sysconfig/network-scripts/ifcfg-eth1

Você acabou de criar o arquivo no diretório network-scripts, esse diretório é verificado quando o serviço network é carregado.

Agora vamos editar o arquivo criado:

# vi /etc/sysconfig/network-scripts/ifcfg-eth1

Copie ou digite as informações no arquivo:

# define a interface, no caso eth1
DEVICE=eth1

# define se a interface será inicializada no Boot do sistema operacional
ONBOOT=yes

# Define de o endereçamento será estático ou dinâmico
BOOTPROTO=static

# Define o endereço IP da interface
IPADDR=0.0.0.0

# Define a mascara de sub-rede
NETMASK=0.0.0.0

# Define a interface ou endereço de Gateway
GATEWAY=eth1

# Define o endereço DNS primário
DNS1=0.0.0.0

# Define o endereço DNS secundário
DNS2=0.0.0.0

OBS: Defina as endereços conforme sua rede.

Feito isso,
  1. Pressione ESC
  2. Shift + :
  3. Digite: wq (para salvar e fechar o arquivo)

Digite:

# service network restart

Caso ele responda com OK, sua interface já estará ativa, para confirmar, digite:

$ ifconfig eth1

Se tudo correu bem ele mostrará as informações de configuração da placa, por exemplo:

eth1  Encapsulamento do Link: Ethernet  Endereço de HW 00:C0:26:F0:01:BF
      inet end.: 10.0.0.151  Bcast:10.255.255.255  Masc:255.0.0.0
      UP BROADCASTRUNNING MULTICAST  MTU:1500  Métrica:1
      RX packets:8506 errors:0 dropped:0 overruns:0 frame:0
      TX packets:9201 errors:0 dropped:0 overruns:2 carrier:0
      colisões:0 txqueuelen:100
      RX bytes:4277039 (4.0 Mb)  TX bytes:6060326 (5.7 Mb)
      IRQ:11 Endereço de E/S:0xff00
Efetue mais um teste:

Pingue um endereço que esteja ativo na sua rede para testar a comunicação do protocolo.

$ ping 0.0.0.0

Onde 0.0.0.0 é um endereço ativo de sua rede, ele deve trazer a seguinte resposta.

# ping 10.0.0.149
PING 10.0.0.149 (10.0.0.149) 56(84) bytes of data.
64 bytes from 10.0.0.149: icmp_seq=1 ttl=128 time=0.460 ms
64 bytes from 10.0.0.149: icmp_seq=2 ttl=128 time=0.308 ms
64 bytes from 10.0.0.149: icmp_seq=3 ttl=128 time=0.409 ms
64 bytes from 10.0.0.149: icmp_seq=4 ttl=128 time=0.349 ms

E pronto!!! Sua placa de rede estará pronta para o uso.

Qualquer dúvida estou a disposição....

Abraços

Juscelino Aquino.

   




Páginas do artigo
   1. Introdução

Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.

Leitura recomendada

Comentários
[1] Comentário enviado por thelinux em 20/06/2006 - 08:34h:

Bom tutorial. Parabéns!


[2] Comentário enviado por flipe em 20/06/2006 - 08:37h:

legal o artigo.

valeu!


[3] Comentário enviado por anderson_souza em 21/06/2006 - 10:08h:

Tudo bem o artigo é bom e útil.

Mas numa parte dele você menciona configurações do RedHat, mas a configuração manual serve mais para distros sem auto detecção, no RedHat já tem o kudzu, com uma única palavra você resolve o problema, então para quê fazer manualmente.

De qual quer forma artigo, repito que o artigo é bom.


[4] Comentário enviado por xantecler em 21/06/2006 - 17:45h:

Realmente o artigo é bom..

Mas qdo detectada, hoje em dias as placas sao autoconfiguradas, facilmente.

Abraços


[5] Comentário enviado por Thalysson S em 31/07/2007 - 12:17h:

apesar de ñ ser novo no linux, mais o seu artigo é muito bom.
Parabéns


[6] Comentário enviado por deupau em 11/11/2009 - 16:33h:

Ficou bom, porém para quem está começando a mexer com Linux há 1 mês e fala que não é bicho de 7 cabeças, hehehe :-), ficou engraçado, pois em 1 mês não dá para você explorar o sistema a ponto de dizer uma coisa dessas, ainda mais em 2006 que as coisas não eram tão facilitadas no Linux que nem hoje.
Muitas coisas que são difíceis, as vezes você nunca ouviu falar ou nunca precisou configurar.
Tirando a "piadinha", hehehe, o artigo ficou bom, me ajudou aqui.


[7] Comentário enviado por AntonioDoce em 27/11/2012 - 14:01h:

Oi Juscelino Aquino,tento liberar internet no linux , tenho o XP e o Ubuntu na máquina , com antena via rádio . Placa Mãe:
Gigabyte GA-945 GZm-S2
ID 07/18/2007-1945-6A79TGORC-00. O técnico do provedor sempre diz que tenho que colocar o nano , porque o linux não reconhece o barramento, eu tenho dúvidas e preciso de ajuda de quem realmente conhece o Linux e gosta como eu. Vale lembrar que tenho muitas dúvidas sobre o linux.
Abraço aos companheiros do Linux.





Contribuir com comentário


  
Para executar esta ação você precisa estar logado no site, caso contrário, tudo o que for digitado será perdido.
Responsável pelo site: Fábio Berbert de Paula - Conteúdo distribuído sob licença GNU FDL
Site hospedado por:

Viva o Linux

A maior comunidade Linux da América Latina! Artigos, dicas, tutoriais, fórum, scripts e muito mais. Ideal para quem busca auto-ajuda em Linux.