Backup Database MySQL Automatizado

Backup em shell script automatizado para banco mysql. Essencial para quem tem muitas databases para fazer backup. ---Script-Backup-Database-MySQL --Th14go-- Script para backup de várias databases MySQL do mesmo servidor, contém informações em todo seu escopo, o backup é executado utilizando o mysqldumb do próprio MySQL, após ocorrer o backup de todas as databases, é iniciado o processo de compactação. É gerado LOG de backup e compactação para auditoria de execução do script posteriormente, fique a vontade em dar dicas e melhorar o script. Editar variáveis: #Variáveis para SQL dos BCK #Variáveis do MySQL# #Databases# git clone https://github.com/Th14go/script-bck-mysql ./script-bck-mysql Rotina de Backup - Crontab $ crontab -e (inicia tarefa com o agendador de tarefas crontab, em "root") 00 19 * * * /bck-bases-mysql.sh #Backup será executado todos os dias as 19:00hr Para garantir reinicie o serviço do crontab: # service crontab restart

Por: Thiago Henrique Lopes


Backup Database Firebird

Backup de Database Firebird, utilizando o gbak e shell script. Criamos o script para backup de banco e compactação e remoção de arquivos antigos, após utilize o cron para agendar seus backups conforme sua necessidade. O backup e log é feito em máquina remota, utilizando o protocolo rsync para transferência. Se não sabes como utilizar o backup remoto, procure sobre como editar o FSTAB aqui mesmo na comunidade Viva o Linux.

Por: Thiago Henrique Lopes


Backup Incremental com Rsync

Backup utilizando a ferramenta de linha de comando rsync. O rsync utiliza o protocolo remote-update, o que aumenta assustadoramente sua velocidade e diminui a quantidade de dados transferidos, pois são trocados entre os servidores somente as diferenças entre dois grupos de arquivos. Existem dois métodos para executar o backup rsync, uma forma segura no destino no fstab ou inseguro, apresentarei as duas formas. Dependências: # apt - get install cifs - utils --- para suporte ao cifs Verificar suporte montagem cifs: # cat /proc/filesystems | grep cifs nodev cifs (resultado se tiver suporte) Criar diretório: # mkdir /mnt/backup Editar FSTAB: # nano /etc/fstab Forma insegura: //10.9.1.100/backup /mnt/backup cifs username=user,password=senha,user,dir_mode=0777,file_mode=0777 0 0 Desta forma fica visível no fstab sua senha do computador da rede de destino do backup; Forma segura: # cd / # nano .pwdrsync.txt username=usuario password=suasenha chmod 600 .pwdrsync.txt //10.9.1.100/backup /mnt/backup cifs credentials=/.pwdrsync.txt,user,dir_mode=0777,file_mode=0777 0 0 Para confirmar se deu tudo certo, montar as unidades: # mount -a -> montar todas unidades.. Deverá aparecer a unidade montada com o destino remoto. Execução do script, lembrando de alterar as variáveis!

Por: Thiago Henrique Lopes


Backup com a ferramenta tar

Cria backups utilizando a ferramenta tar, que usado para armazenar vários arquivos em um único, preservando informações como datas e permissões. Este script também remove backups antigos criados pelo mesmo, de acordo com o valor definido na variável "time_until_old_backups_are_deleted=3" em dias. O nome dos arquivos a serem feito o backup deve ser especificado na variável $FILES e a variável $BACKUP_DIR é necessária para informar qual o diretório raiz onde todos os arquivos($FILES) estão.

Por: Perfil removido


Backup incremental com rsync

O programa rsync é um utilitário de cópia muito utilizado para fazer backups, ele aceita diversos parâmetros como uso de chaves, manipulação de parâmetros, cópias diferenciais e incrementais. Abaixo vou deixar um pequeno bashscripts de backup incremental. Frisando que no backup incremental o local que recebe a cópia completa sempre fica atualizada e o que é mudado é adicionado na pasta de "incrementais". Exemplo: ANTES DO RSYNC Origem: /DADOS/word.doc 13 kb Destino: /BKPFULL/DADOS/word.doc 13 kb DEPOIS DO RSYNC COM MUDANÇA NA ORIGEM NO DIA 01/01/2022 Origem: /DADOS/word.doc 124 kb Destino: /BKPFULL/DADOS/word.doc 124kb /BKP_INCR/01-01-2022/DADOS/word.doc 13 kb

Por: Eduardo Antonio Marcial Marques


Restauração de backup Firebird a partir de um arquivo .7Z contendo um GBK

Saudações a todos! Script para restauração de backup Firebird a partir de um arquivo .7Z contendo um arquivo GBK que irá gerar um arquivo FDB. Sistema CentOS 7 32 Bits (sim, existem CentOS 7 32 bits) com Firebird 2.56 versão SuperServer. Autor: AgOfEarth, submetido ao Viva o Linux - https://www.vivaolinux.com.br/ em 24 de julho de 2018. Continuando o artigo: http://www.vivaolinux.com.br/script/Backup-compactacao-verificacao-e-transferencia-de-arquivos/ Vamos, no CentOS 7 32 bits, através do Firebird Superserver, restaurar o backup de uma base de dados salva num local específico no Firebird SuperServer e novamente tudo será registrado em um LOG que fica na máquina e também enviado por email. Pré-requisitos: - CentOS 7 32 bits (espero publicar em breve um artigo de como instalar o desconhecido CentOS 32bits. Deve funcionar no 64 bits normalmente, mas não testei, faça-o por sua conta e risco) - Firebird SuperServer (no CentOS 32 bits não é automática a instalação, já que o 32 bits não possui os repositórios padrões e isso também será abordado no artigo de instalação do sistema 32 bits) - 7zip - mail - Samba Ressalvas: 1) Usei este script por muito tempo e nunca tive nenhum problema e tentei cercar algumas eventuais mensagens de erro/alertas do Firebird, mesmo assim use-o por sua conta e risco, se der algum problema não tenho culpa não ;-) ! Claro nunca se deve testar na base de produção antes de ter certeza do que está fazendo. 2) Lembre-se de adicionar o script ao seu crontab. No meu caso usei, como root o comando "crontab -e". Ao tentar editar o /etc/crontab não deu certo, mas não procurei entender o porquê.No terminal, como root, digite "crontab -e" e insira algo do tipo: 00 22 * * MON-SAT /root/vivaobackup.sh Neste caso, todos os dias às 22 horas em ponto (00) de todos os dias (*) de todos os meses (*) de segunda (MON) a sábado (SAT) executo o script que está no /root/. 3) Este script funciona "em série" com o script citado acima, portanto o horário que deve constar no crontab deve levar em conta que todo o processo do outro script esteja terminado, caso contrário haverá erro devido ao fato do back-up não existir ou ainda de estar em uso pelo outro script! 4) Gostaria de agradecer a todos de todas as comunidade de onde tirei alguma informação e se não cito uma bibliografia em particular, deve-se ao fato de que estou criando este tipo de script a bastante tempo antigamente para o CENTOS 6.5 e desta vez apenas atualizei o script. Abraços a todos.

Por: G. Magalhaes






Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts