Verificando processos com o PS

Publicado por Sandro Roberto Ferrari em 30/08/2007

[ Hits: 34.023 ]

 


Verificando processos com o PS



As opções mais importantes são os seguintes:
  • a - mostra todos os processos existentes;
  • e - exibe as variáveis de ambiente relacionadas aos processos;
  • f - exibe a árvore de execução dos processos;
  • l - exibe mais campos no resultado;
  • m - mostra a quantidade de memória ocupada por cada processo;
  • u - exibe o nome do usuário que iniciou determinado processo e a hora em que isso ocorreu;
  • x - exibe os processos que não estão associados a terminais;
  • w - se o resultado de processo não couber em uma linha, essa opção faz com que o restante seja exibido na linha seguinte.

$ ps aux

A seguir, segue a descrição dos campos mostrados anteriormente e alguns que só são mostrados com a combinação lax:
  • USER - nome do usuário dono do processo;
  • UID - número de identificação do usuário dono do processo;
  • PID - número de identificação do processo;
  • PPID - número de identificação do processo pai;
  • %CPU - porcentagem do processamento usado;
  • %MEM - porcentagem da memória usada;
  • VSZ - indica o tamanho virtual do processo;
  • RSS - sigla de Resident Set Size, indica a quantidade de memória usada (em KB);
  • TTY - indica o identificador do terminal do processo;
  • START - hora em que o processo foi iniciado;
  • COMMAND - nome do comando que executa aquele processo;
  • PRI - valor da prioridade do processo;
  • NI - valor preciso da prioridade (geralmente igual aos valores de PRI);
  • WCHAN - mostra a função do kernel onde o processo se encontra em modo suspenso;
  • STAT - indica o estado atual do processo, sendo representado por uma letra:
    R - executável;
    D - em espera no disco;
    S - Suspenso;
    T - interrompido;
    Z - Zumbi.

    Essas letras podem ser combinadas e ainda acrescidas de:

    W - processo paginado em disco;
    < - processo com prioridade maior que o convencional;
    N - processo com prioridade menor que o convencional;
    L - processo com alguns recursos bloqueados no kernel.

Outras dicas deste autor

Sempre e poderoso cat

Calculadora para modo texto

Instalação do Interbase 6 no Redhat

Sinais de processos

VI - Como sobreviver

Leitura recomendada

Rotacionar log antes de configurar o logrotate

Após instalação do Windows o Grub some?

Montando dispositivos

Como instalar o Lazarus no Fedora 27 [vídeo]

Trabalhando com o VI

  

Comentários
[1] Comentário enviado por f_Candido em 26/08/2008 - 15:45h

Excelente dica. Uma boa descrição.

Abraços

[2] Comentário enviado por Bella em 14/10/2009 - 20:33h

Excelente dica, mas como eu posso fazer para obter a porcentagem que um processo ficou no estado Dormente?

[3] Comentário enviado por VonNaturAustreVe em 07/02/2010 - 18:09h

Gosto de combinar com o kill para killar processos travados.

[]'s

[4] Comentário enviado por marcosnakamine em 31/05/2017 - 14:46h

Quem quiser saber como ordenar os resultados, segue o link:
https://unix.stackexchange.com/a/203345/173113



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts