Squid - Como ver sites quebrados

Publicado por Phillip Vieira em 10/04/2012

[ Hits: 5.203 ]

 


Squid - Como ver sites quebrados



Bom, em várias ajudas no fórum aqui do VOL, vi que tem muitas pessoas com dúvidas quanto a sites 'quebrados' quando utilizam o Squid.

Isto ocorre porque muitos dos sites buscam suas imagens, vídeos ou qualquer outro conteúdo de outros sites.

Sendo assim, você precisa liberar estes conteúdos também. Para isto, devemos liberar o site em questão (óóóó) e também, o site do conteúdo.

Um simples comando basta:

# tail -f /var/log/squid3/access.log | grep host_de_origem | grep DENIED

Onde 'host_de_origem', significa o IP de sua estação local.

Ou seja, o 'tail' (que mostra as 10 últimas linhas de um arquivo) combinado com o parâmetro '-f', que faz o 'tail' acompanhar cada linha acrescentada ao arquivo, lê todos os Logs em tempo real do arquivo de Log do Squid (no caso, o "access.log").

O comando 'grep', serve para filtrar o que você busca, neste caso, o site que aparece quebrado, e o que mais estiver sendo bloqueado.

Lembre-se, o segundo comando 'grep' deve conter o 'DENIED' em maiúsculas, pois no Log do Squid, é assim que ele se apresenta, ou então, você pode inserir o parâmetro '-i' para que ele não faça distinção de maiúsculas ou minúsculas.

Vale lembrar que, quando realizar este procedimento, acesse apenas o site que você quer descobrir, evite outros sites para evitar a poluição visual.

E claro, após descobrir, libere o site de onde vem o(s) conteúdo(s) e teste.

Outras dicas deste autor

Debian - Criando seu próprio Sources.List

Desligando o Linux com mensagem personalizada

Ferramentas para o dia a dia

Complementando os comandos com [TAB]

Qual é o meu hardware?

Leitura recomendada

Epidemic tem instalação facílima em pendrive e permite salvar informações, configurações e aplicativos sem burocracia

Criando live-USB Mageia 5.1 para Dual-Boot (UEFI) em partições GPT

Instalando WPS Office 2016 no Linux Mint 18

Vídeo aula: Trabalhando no Inkscape

Alterando a velocidade de sua placa de rede

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário