Criando USB boot para instalação do Debian

Publicado por Yuhu Huul em 14/05/2019

[ Hits: 563 ]

Blog: https://yuhuuhubreakingon.blogspot.com/

 


Criando USB boot para instalação do Debian



Para contribuir e ampliar comunidade de usuários Linux, aqui um simples código que pode ser utilizado para criar um USB boot.

A utilização de ISO híbrida é necessária. Nem todas as ISOs vêm nesse formato. O qual permite a você tratá-la de duas formas.

É importante entender que a diferença dos formatos de dados simples, uma imagem de disco ISO vai funcionar corretamente segundo a fonte de descarga e também o tipo de descarga que você realizou. Por isso recomendo fazer uma descarga via Torrent.

Logo o USB deve estar formatado em MBR, com o sistema de arquivos FAT32 e desmontado.

A formatação do pendrive, segundo seu sistema operativo, podem ser muitas. O mesmo pode não precisar de instalar programa nenhum. Os sistemas já têm sua própria ferramenta de formatação de arquivos.

O sucesso é fazer o correto, é escolher as opções às quais vão entregar em nossas mãos um sistema de arquivos limpo. Nos sistemas de software livre GNU/Linux, segundo o entorno gráfico, seja KDE, Gnome, Xfce etc., a ferramenta e suas opções tem diferenças de uso. No sistema operativo Windows, é muito mais simples devido em grande parte à utilização de desenho padrão e não posso dizer que é melhor nem mais rápido.

MBR não é o único sistema de reconhecimento padrão para formatar um disco.

O MBR é um "standard" antigo, que todos certamente conhecem e é o padrão mais comum. Computadores mais recentes suportam o esquemas GPT que é uma evolução do anterior, por isso ainda é um esquema muito utilizado nos computadores. Não suporta redundância. A tabela de partições do MBR é guardada apenas num único local.

Tabela de Partição GUID (Globally Unique IDentifiers) é um padrão para o layout da tabela de partições em um dispositivo de armazenamento físico usado em um PC desktop ou servidor, como uma unidade de disco rígido ou uma unidade de estado sólido. O Windows XP e versões anteriores do Windows, não podem (sem modificações) ler ou escrever em unidades formatadas com uma tabela de partição GUID, no entanto, Windows Vista e Windows 7 possuem esta capacidade. E você pode instalar mais das limitadas 4 partições primárias do estândar MBR.

Suporta até 128 partições primárias. As tabelas de partições são gravados no início e no final do disco para redundância. A redundância extra permite mais resiliência contra a corrupção. No caso do MBR se ficar corrompido todo o disco vai se comprometer.

Utilizar GUID vai estender a vida útil do teu disco. Não é interessante?

Em muitos casos, para realizar operações com discos, é necessário deixar a unidade desmontada, a diferença do sistema Windows, nós temos que fazer isto na maneira manual a qual não é tradicional, seja por comando de terminal ou utilizando uma ferramenta gráfica.

No meu caso, meu diretório de descargas está na carpeta media/Descargas, não no diretório $HOME e o nome do arquivo que contém a imagem ISO é: debian-live-9.8.0-i386-xfce.iso

Abra o terminal e faz o seguinte comando:

sudo dd if=/media/Descargas/debian-live-9.8.0-i386-xfce.iso of=/dev/sdb

Segundo, você pode ter mais de um HD ou um pendrive na consola, vai ser diferente de /dev/sdb. Por isso, é bom fazer uma pesquisa nos discos montados utilizando a ferramenta de discos.

Isto vai tomar um tempo, dependendo do tamanho da imagem ISO.

Sendo que o comando "dd" não mostra uma barra de avanço, é só questão de esperar.

Ao finalizar vai aparecer um mensagem parecida com a seguir:

3891776+0 registros de entrada
3891776+0 registros de saída
1992589312 bytes (2,0 GB) copiados, 926,156 s, 2,2 MB/s


Outras dicas deste autor
Nenhuma dica encontrada.
Leitura recomendada

Usando o wget

Configurando repositórios no Debian Squeeze

Criação de 1° super usuário no PostgreSQL

O básico sobre "Load average"

Linux Slackware 12.1 com Compiz-Fusion

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts