Configurando o sudo no Insigne Linux

Publicado por Aline em 17/05/2010

[ Hits: 6.221 ]

 


Configurando o sudo no Insigne Linux



Vejo muitas pessoas usando o sudo e recomendando seu uso. Em algumas distros, como o Insigne Linux, ele vem desabilitado para o usuário padrão. Para facilitar a vida do usuário iniciante, montei esse passo-a-passo explicativo de como habilitá-lo naquela distribuição.

O que é sudo

O comando "sudo", segundo a Wikipédia, é uma abreviação de "Super User DO", ou seja, "fazendo como super usuário" (1)(2). Ele dá ao usuário comum poderes de administrador, fazendo com que possa instalar programas, e executar algumas configurações, entre outras coisas.

Fiz um arquivo sudoers para o Insigne, que pode ser baixado nesse link: http://www.alineabreu.com/sudoers

Basta clicar com o botão direito do mouse sobre o link e selecionar "SALVAR LINK COMO", na área de trabalho de seu computador. Depois do arquivo salvo, aperte as teclas alt+f2 do teclado e digite: gksu gnome-terminal + [ENTER]. Será solicitada a senha de administrador e no Insigne, por padrão, é a palavra "insigne". Digite e clique em OK.

Será aberto o terminal. Digite as seguintes linhas (sem o simbolo #, que representa que o comando deve ser executado como administrador). Ele irá criar um backup do sudoers atual:

# mv /etc/sudoers /etc/sudoers.backup

Esse comando irá apagar o sudoers atual:

# rm -rf /etc/sudoers

Esse comando irá copiar o arquivo que foi baixado para o lugar o antigo sudoers:

# cp /home/insigne/Desktop/sudoers /etc/sudoers

Aqui está sendo usado o usuário "insigne" (/home/insigne). Se estiver logado como outro usuário, troque insigne pelo nome respectivo. No meu caso, tenho também um usuário com o nome "aline". Se tivesse logado como "aline", substituiria a localização do arquivo "sudoers" para "/home/aline/Desktop/sudoers".

# cp /home/aline/Desktop/sudoers /etc/sudoers

Esse comando irá alterar as permissões do arquivo para somente leitura:

# chmod 440 /etc/sudoers

Esse comando irá alterar o dono do arquivo para o usuário root:

# chown root:root /etc/sudoers

Agora vamos entender o arquivo sudoers que estamos colocando no lugar do antigo:

# /etc/sudoers
#
# This file MUST be edited with the 'visudo' command as root.
#
# See the man page for details on how to write a sudoers file. #

Defaults env_reset

# Host alias specification User alias specification
User_Alias ADMINS = insigne

# Cmnd alias specification

# User privilege specification
ADMINS LOCAL=NOPASSWD: /usr/sbin/iptables
root ALL=(ALL) ALL ADMINS ALL=(ALL) NOPASSWD: ALL

As linhas que estão com o simbolo "#" (tralha ou "jogo da velha") são apenas comentários e não fazem nada na configuração.

A linha "User_Alias ADMINS = insigne" indica quais usuários são administradores. Aqui está o usuário "insigne" e podem ser adicionados outros ou trocado o usuário "insigne" por outro. Por exemplo, essa linha poderia ser alterada para:

User_Alias ADMINS = aline

Caso eu quisesse usar o sudo no usuário "aline" do meu computador.

A linha "root ALL=(ALL) ALL ADMINS ALL=(ALL) NOPASSWD: ALL" dá ao usuário "root", e aos usuários do grupo ADMINS, todos os poderes no sudo, que pode ser usado sem a senha de root.

Outras linhas podem ser adicionadas, por exemplo:

1) "User_Alias USERS=aline //" - para adicionar o usuário "Aline"

2) "USERS ALL=(ALL)" - que poderá usar o sudo, desde que coloque a senha de administrador:

O sudo ainda tem diversas outras configurações. Essas são as principais para habilitá-lo.
Divirtam-se.

Referências:

(1) http://pt.wikipedia.org/wiki/Sudo
(2) http://www.alineabreu.com

Outras dicas deste autor

Internet Giro da Embratel

Dual Boot Insigne Momentum + Windows 7

Curso básico de Insigne Linux, gratuito e online

Tem um xis vermelho no aMSN...

K9Copy no Insigne Momentum 5.0

Leitura recomendada

Applet de volume de som no Ubuntu 10.04

Instalando Edubuntu em um computador com NVIDIA ou ATI

Gnome 3 no Ubuntu

Fazendo backup de arquivos .conf

Modificando encoding de UTF-8 para ISO-8859-1 (Debian e derivados)

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário