Aterm pra que? Se eu tenho o RXVT!

Publicado por Luís Fernando C. Cavalheiro em 22/11/2011

[ Hits: 6.026 ]

Blog: https://github.com/lcavalheiro/

 


Aterm pra que? Se eu tenho o RXVT!



Eu vi muitas dicas aqui no VOL ensinando a colocar um terminal transparente no espaço de trabalho.

Como eu mexo muito com o terminal, mesmo durante a sessão X, acho isso muito interessante.

Os amigos aqui do VOL recomendam o Eterm ou o Aterm para a tarefa; mas eis a questão: se o Aterm é baseado no RXVT, então por que diabos eu vou me dar o trabalho de baixar um dos dois, compilar o raio do pacote e então instalá-lo?

Basta usar uma opção, que pelo menos no Slackware já está presente!

O RXVT aceita as mesmas opções do Aterm, seu filho mais famoso.

Recomendo ler o manual do RXVT para mais detalhes, mas basta rodar o comando:

rxvt -tr

Para ter um terminal 'basicão', mas transparente.

A manpage traz todas as opções que o RXVT aceita.

Felicidades!

Outras dicas deste autor

FFmpeg: criando dois ou mais arquivos de saída simultaneamente

Steam no openSUSE 13.2 64 bits sob o Xfce

Habilitando supressão de ruído no PulseAudio

Criando vídeo de teste com color bar e tom de 1 kHz usando o FFMPEG

Oracle Java em Debians-like (sem recorrer a PPAs)

Leitura recomendada

Instalando FlashPlayer

Gerenciador gráfico para o Yum

Jogando Diablo II via PlayOnLinux com áudio no OpenSUSE

Impressora compartilhada no Windows no Debian 6 Squeeze

Personalizando o OpenSuSE Linux 11 com alguns cliques

  

Comentários
[1] Comentário enviado por albfneto em 22/11/2011 - 13:37h

eu gosto muito de rxvt e de eterm.. favoritada.

[2] Comentário enviado por chimico em 22/11/2011 - 21:37h

@lcavalheiro

Voce pode deixar isso permanente adicionando a seguinte linha ao ~/.Xdefaults

Rxvt.transparent: true

logo em seguida rode o comando:
$ xrdb -merge ~/.Xdefaults

e reinicie o rxvt

Abraços

[3] Comentário enviado por chimico em 22/11/2011 - 21:43h

Ah, o Aterm não tem suporte a UTF-8, o que causa aborrecimento com os nomes dos arquivos, já o rxvt tem uma versão chamada rxvt-unicode (pelo menos no Debian), que resolve o problema.

[4] Comentário enviado por lcavalheiro em 22/11/2011 - 22:01h

Interessante... eu fiz pelo .xinitrc mesmo, largando aquela linha monstruosa de comando pra deixar como eu queria. Mas eu não sei do suporte do RXVT a unicode, já que eu uso o locale ISO8859-1. Mas acredito (acredito, veja bem), que no Slackware isso seja regido pelos lang.sh e lang.csh.

[5] Comentário enviado por Lisandro em 03/09/2012 - 07:34h

Parece coisa de Slackware...
Favoritei.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts