Amule, DreaMule, Emule: todos juntos pelo mesmo arquivo!

Publicado por Evaldo Avelar Marques em 09/03/2009

[ Hits: 15.034 ]

Blog: http://evaldoavelar.blogspot.com/

 


Amule, DreaMule, Emule: todos juntos pelo mesmo arquivo!



Sei que como eu, existem pessoas que precisam usar alguma coisa no Windows nativo e às vezes precisa passar um tempo nesse sistema. O problema é quando você esta fazendo um compartilhamento de arquivos P2P e não quer parar de fazer o download. Uma solução é usar Amule, DreaMule e Emule, todos juntos!

No Windows:

Instale o Dreamule ou Emule (eu gosto mais do Dreamule por achar que tem uma performance melhor no download e mais servidores ativos).

Depois de baixar é só abrir e dar next> next >finish no instalador.

Pronto! O Emule/Dreamule está(ão) instalado(s) no Windows!

No Linux:

Instale o amule:

# vim /etc/apt/sources.list

Adicione a linha ao sources.list:

#aMule 2.1.3
deb http://amule-debian.dyndns.org/ debian/

Atualize o apt e instale:

# apt-get update
# apt-get install amule


Configurando a partição/HD do Windows:

Agora precisamos montar a partição ou o HD onde se encontra instalado o Emule/Dreamule no Windows.

Para montar partições NTFS com permissão de escrita você precisa instalar o ntfs-3g. Nesse link você encontra as informações que precisa: Como montar partições NTFS no Linux.

Dica: Sempre tenha um backup dos seus dados antes de instalar qualquer software novo. Isso evita muita dor de cabeça.

Após instalar o ntfs-3g, se quiser quiser que ele monte automaticamente no boot, pode configurar o arquivo fstab para isso:

# vim /etc/fstab

Adicione a linha:

/dev/hda1     /mnt/ntfs     ntfs-3g     rw,user,auto,umask=000   0      0

Configurando o amule:

Abra o amule (no KDE tecle Alt+F2 e no prompt digite "amule"), clique em preferências -> pastas.

Veja que ele possui 2 campos: Incoming e Temp (no Emule/Dreamule do Windows é a mesma coisa, se você quiser pode alterar esses diretórios, no meu caso deixei em D:\emule).

Incoming é onde ele salva os arquivos completos (é aqui que ficam os arquivos após o término do download) e Temp é o local onde ele salva os arquivos temporários.

Em Incoming coloque o path para o emule que está instalado no Windows. No meu caso:

/media/Dados/eMule/Incoming

e a agora o Temp:

/media/Dados/eMule/Temp

Compartilhando os arquivos que estão na partição/HD do Windows:

No mesmo local acima tem um tem uma árvore de diretórios para compartilhamento. Navegue pelos diretórios e selecione as pastas que deseja compartilhar. Basta clicar com o botão direito para selecionar subdiretórios.

Fecha e abra o amule.

O mesmo arquivo que você baixar no Windows pode continuar a baixá-lo no Linux e vice versa. Simples assim!

E viva a liberdade!

Dica:

Nesta página você encontra um tutorial detalhado sobre o emule: Super tutorial do Emule
Linux: Amule, DreaMule, Emule: Todos juntos pelo mesmo arquivo!
Outras dicas deste autor

O poder do root, esse mega super usuário

Como medir a informação?

Dropbox com dual boot

Firebird - Recuperando o tipo, nome, tamanho e descrição dos campos de uma tabela

Python 3.0: Gravando dicionários em arquivos

Leitura recomendada

Powertop - detectando o "ladrão" de energia em seu Linux

Gnome 2.2 para Debian

Instalando o aMSN 0.98b no Mandriva Linux 2008.1

Reduzindo mensagens de erro no Ubuntu 12.04

file-roller - compactador/descompactador [vídeo tutorial]

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário