ePub - O MP3 dos livros

O ePub (electronic publication) é um padrão aberto reconhecido internacionalmente e com leitores disponíveis para diversos equipamentos, sendo assim, acredito na portabilidade literária junto a explosão dos visualizadores de ebook e smartphones.

[ Hits: 45.772 ]

Por: Alessandro de Oliveira Faria (A.K.A. CABELO) em 23/03/2010 | Blog: http://assuntonerd.com.br


Introdução



O ePub é um padrão internacional de formato eletrônico para e-books (http://en.wikipedia.org/wiki/EPUB) criado por um consórcio de empresas como Sony, Adobe, McGraw-Hill e outras. O IDPF (International Digital Publishing Forum) criou este fabuloso padrão que é compatível com diversos modelos de equipamento.

Na foto abaixo podemos encontrar um arquivo em ePUB visualizado em aparelhos distintos (um computador, Adobe Digital Editions, Sony Reader e um iPhone ou aparelho com Android). Muitas pessoas associam a palavra eBooks aos arquivos PDFs e criam ou apresentam uma certa barreira, compreensivelmente, pois este formato não proporciona um boa leitura pelo fato de não possuir recursos para modificar a diagramação do texto em questão.
Linux: ePub - O MP3 dos livros
Foram precisos quase 10 anos de pesquisas para criação e aprovação da indústria do livro por este padrão. Mas valeu a pena... Pois um documento elaborado em ePUB proporciona um boa leitura visual em qualquer aparelho independente do tamanho e/ou formato do visor. O mesmo apresenta recursos como redução ou aumento do corpo da fonte, tamanho da página, assim permitindo a adaptação do texto conforme as necessidades do hardware.

Para gerar um documento no formato ePub utilizaremos neste tutorial o Calibre. Embora exista outras alternativas, optei por este pacote devido a sua flexibilidade com os formatos de entrada (PDF, Word, OpenOffice, HTML e outros).

Resumido, devemos deixar bem claro que o ePub são livros digitais visualizados em PCs, smartphones, como também em e-readers. E não devemos associar estes documento a obras disponíveis em PDF, odt ou . doc ou qualquer outro formato disponível na internet. Embora estes formatos até o presente momento sejam utilizados para leitura de livros, eles carregam a fragilidade referente a limitação de leitura extensas.

Justamente em função desta limitação, o ePub nasceu oficialmente em setembro de 2007 com o seu enorme diferencial no formato: compatibilidade em diversos dispositivo, como também ser composto de um padrão aberto.

Existem programas disponíveis para diversas plataforma e hardware. A seguir uma pequena relação contendo softwares compatíveis com o formato ePub:
Linux: ePub - O MP3 dos livros
Na minha opinião o formato é tão promissor que resultou no abandono da Sony pelo seu formato proprietário de ebook para adotar o ePub, reconhecido em âmbito internacional. Com isto o ePub atinge a portabilidade literária. Aparelhos de empresas menores junto a Sony (Nook, da Barnes & Noble, o Sony Reader , o iRex Digital Reader e o iRiver Story) adotaram esta estratégia, agora só falta o leitor de e-book Amazon Kindle entrar para não perder o seu reinado.

Um ponto muito polêmico mas natural, é que o formato suporta DRM, e acredito que a Apple implementará iBookstore (talvez isto já tenha acontecido e esteja desinformado). Mesmo assim vale a pena comprar um iPad para ler os ePubs espalhados pela internet ou manuais convertidos para uso próprio.

Fonte NYTimes: http://www.nytimes.com/2009/08/13/technology/internet/13reader.html?_r=4

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Download, instalação, criação e conversão de ePub
Outros artigos deste autor

Fim da era PC: Transformando o seu celular em computador de mesa!

Conceito: Evitando acidentes com visão computacional

Como fazer um servidor de rádio virtual

Instalando leitores de impressão digital modelo Digital Persona no Linux

Como tornar-se um membro da comunidade Linux

Leitura recomendada

DVDAuthor: Como autorar DVDs no Linux

Bioinformática - Análise Filogenética com Clustalx

Bioinformática - Instalação do Mr Bayes em ambiente paralelo

MPlayer no Debian sem usar X

Rodando o Mac OS X 10 no Linux

  
Comentários
[1] Comentário enviado por gabrielsp em 23/03/2010 - 19:07h

mais um super artigo do super cabelo! =P

Disconhecia essas vantagens do ePub e que inclusive ja tem como usa-lo!

Obrigado

[2] Comentário enviado por albfneto em 24/03/2010 - 01:21h

já foi para o favoritos!
como sempre, Cabelo e seus grandes e originais artigos!

[3] Comentário enviado por yermandu em 24/03/2010 - 15:20h

Cara que massa

Ja vou criar ums books aqui.

[4] Comentário enviado por editoraplus em 24/03/2010 - 19:00h

Olá. Seria interessante citar uma das fontes desse artigo, a Editora Plus (www.editoraplus.org). A foto que reproduz o visual do ePub em três aparelhos (iPhone, Sony Reader e Adobe Digital Editions) foi produzida originalmente no site da Plus, e depois publicada no Portal Literário. O livro que aparece aberto chama-se Gente das Águas.

Nosso conteúdo é Creative Commons, logo... não esqueça de citar a fonte!

Abraço
Eduardo Melo

editor geral da Plus

[5] Comentário enviado por cabelo em 24/03/2010 - 19:38h

Ola editoraplus:

Obrigado e desculpe... pela grave falha vou pedir para o Fábio incluir como fonte de informação o respectivo link (na verdade se perdeu no copia e colar durante a edição on-line).

[6] Comentário enviado por vinipsmaker em 24/03/2010 - 22:23h

Eu tinha gostado do djvu, concorrente do pdf. Gostaria de uma API para trabalhar esses arquivos epub.

[7] Comentário enviado por ptl em 25/03/2010 - 18:02h

Cabelo, favor incluir o Maemo/Meego na lista de sistemas operacionais, por favor. Para ele existem pelo menos o EPUBReader (plugin para Firefox) e o excelente FBReader.

[8] Comentário enviado por ptl em 25/03/2010 - 18:04h

Ah, sim... Se precisar de link, aqui vai:
FBReader para Maemo 5 - http://maemo.org/downloads/product/Maemo5/fbreader/
EPUBReader para Firefox (compatível com o Maemo) - http://www.epubread.com/en/mobile/

Tá certo que você curte o Android, mas esquecer um SO tão importante acaba contribuindo pra mesma "síndrome da invisibilidade" que por muitos anos assolou o GNU/Linux. :(

[9] Comentário enviado por Lisandro em 26/03/2010 - 15:48h

Genial... Gostei pra caramba.

[10] Comentário enviado por mcnd2 em 27/03/2010 - 16:07h

Legal, não conhecia.

Vou adicionar nos favoritos para quando precisar já está em mãos.

Parabéns pelo artigo cabelo.


Contribuir com comentário