ePub - O MP3 dos livros

O ePub (electronic publication) é um padrão aberto reconhecido internacionalmente e com leitores disponíveis para diversos equipamentos, sendo assim, acredito na portabilidade literária junto a explosão dos visualizadores de ebook e smartphones.

[ Hits: 38.659 ]

Por: Alessandro de Oliveira Faria (A.K.A. CABELO) em 23/03/2010 | Blog: http://assuntonerd.com.br


Introdução



O ePub é um padrão internacional de formato eletrônico para e-books (http://en.wikipedia.org/wiki/EPUB) criado por um consórcio de empresas como Sony, Adobe, McGraw-Hill e outras. O IDPF (International Digital Publishing Forum) criou este fabuloso padrão que é compatível com diversos modelos de equipamento.

Na foto abaixo podemos encontrar um arquivo em ePUB visualizado em aparelhos distintos (um computador, Adobe Digital Editions, Sony Reader e um iPhone ou aparelho com Android). Muitas pessoas associam a palavra eBooks aos arquivos PDFs e criam ou apresentam uma certa barreira, compreensivelmente, pois este formato não proporciona um boa leitura pelo fato de não possuir recursos para modificar a diagramação do texto em questão.
Linux: ePub - O MP3 dos livros
Foram precisos quase 10 anos de pesquisas para criação e aprovação da indústria do livro por este padrão. Mas valeu a pena... Pois um documento elaborado em ePUB proporciona um boa leitura visual em qualquer aparelho independente do tamanho e/ou formato do visor. O mesmo apresenta recursos como redução ou aumento do corpo da fonte, tamanho da página, assim permitindo a adaptação do texto conforme as necessidades do hardware.

Para gerar um documento no formato ePub utilizaremos neste tutorial o Calibre. Embora exista outras alternativas, optei por este pacote devido a sua flexibilidade com os formatos de entrada (PDF, Word, OpenOffice, HTML e outros).

Resumido, devemos deixar bem claro que o ePub são livros digitais visualizados em PCs, smartphones, como também em e-readers. E não devemos associar estes documento a obras disponíveis em PDF, odt ou . doc ou qualquer outro formato disponível na internet. Embora estes formatos até o presente momento sejam utilizados para leitura de livros, eles carregam a fragilidade referente a limitação de leitura extensas.

Justamente em função desta limitação, o ePub nasceu oficialmente em setembro de 2007 com o seu enorme diferencial no formato: compatibilidade em diversos dispositivo, como também ser composto de um padrão aberto.

Existem programas disponíveis para diversas plataforma e hardware. A seguir uma pequena relação contendo softwares compatíveis com o formato ePub:
Linux: ePub - O MP3 dos livros
Na minha opinião o formato é tão promissor que resultou no abandono da Sony pelo seu formato proprietário de ebook para adotar o ePub, reconhecido em âmbito internacional. Com isto o ePub atinge a portabilidade literária. Aparelhos de empresas menores junto a Sony (Nook, da Barnes & Noble, o Sony Reader , o iRex Digital Reader e o iRiver Story) adotaram esta estratégia, agora só falta o leitor de e-book Amazon Kindle entrar para não perder o seu reinado.

Um ponto muito polêmico mas natural, é que o formato suporta DRM, e acredito que a Apple implementará iBookstore (talvez isto já tenha acontecido e esteja desinformado). Mesmo assim vale a pena comprar um iPad para ler os ePubs espalhados pela internet ou manuais convertidos para uso próprio.

Fonte NYTimes: http://www.nytimes.com/2009/08/13/technology/internet/13reader.html?_r=4

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Download, instalação, criação e conversão de ePub
Outros artigos deste autor

Como fazer o seu servidor Linux enviar avisos em seu celular Claro sem custo

fprint: Biometria livre, completa e total!

Testamos: Visual Basic 8 .NET no Linux. Vejam o resultado!

Interface Gráfica e Ambiente Integrado p/ Free Pascal

Brasil apimenta a guerra do software livre

Leitura recomendada

LAMP no Fedora 17

Compilando facilmente com o apt-build

Stoq (Sistema de Automação Comercial) - Instalação e configuração no Ubuntu e derivados

Lançamento do GFP Open (Gerenciador Financeiro Pessoal) versão 0.0.1.2

Bluefish - um poderoso editor para web designers

  
Comentários
[1] Comentário enviado por gabrielsp em 23/03/2010 - 19:07h

mais um super artigo do super cabelo! =P

Disconhecia essas vantagens do ePub e que inclusive ja tem como usa-lo!

Obrigado

[2] Comentário enviado por albfneto em 24/03/2010 - 01:21h

já foi para o favoritos!
como sempre, Cabelo e seus grandes e originais artigos!

[3] Comentário enviado por yermandu em 24/03/2010 - 15:20h

Cara que massa

Ja vou criar ums books aqui.

[4] Comentário enviado por editoraplus em 24/03/2010 - 19:00h

Olá. Seria interessante citar uma das fontes desse artigo, a Editora Plus (www.editoraplus.org). A foto que reproduz o visual do ePub em três aparelhos (iPhone, Sony Reader e Adobe Digital Editions) foi produzida originalmente no site da Plus, e depois publicada no Portal Literário. O livro que aparece aberto chama-se Gente das Águas.

Nosso conteúdo é Creative Commons, logo... não esqueça de citar a fonte!

Abraço
Eduardo Melo

editor geral da Plus

[5] Comentário enviado por cabelo em 24/03/2010 - 19:38h

Ola editoraplus:

Obrigado e desculpe... pela grave falha vou pedir para o Fábio incluir como fonte de informação o respectivo link (na verdade se perdeu no copia e colar durante a edição on-line).

[6] Comentário enviado por vinipsmaker em 24/03/2010 - 22:23h

Eu tinha gostado do djvu, concorrente do pdf. Gostaria de uma API para trabalhar esses arquivos epub.

[7] Comentário enviado por ptl em 25/03/2010 - 18:02h

Cabelo, favor incluir o Maemo/Meego na lista de sistemas operacionais, por favor. Para ele existem pelo menos o EPUBReader (plugin para Firefox) e o excelente FBReader.

[8] Comentário enviado por ptl em 25/03/2010 - 18:04h

Ah, sim... Se precisar de link, aqui vai:
FBReader para Maemo 5 - http://maemo.org/downloads/product/Maemo5/fbreader/
EPUBReader para Firefox (compatível com o Maemo) - http://www.epubread.com/en/mobile/

Tá certo que você curte o Android, mas esquecer um SO tão importante acaba contribuindo pra mesma "síndrome da invisibilidade" que por muitos anos assolou o GNU/Linux. :(

[9] Comentário enviado por Lisandro em 26/03/2010 - 15:48h

Genial... Gostei pra caramba.

[10] Comentário enviado por mcnd2 em 27/03/2010 - 16:07h

Legal, não conhecia.

Vou adicionar nos favoritos para quando precisar já está em mãos.

Parabéns pelo artigo cabelo.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor HostGator.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Viva o Android

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts