VLAN entre GNU/Linux, MikroTik e equipamentos Ubiquiti

Existem vários fatores para separar tráfegos de dados em redes locais, e a VLAN pode realizar esta tarefa de forma barata e eficiente. Será explicado o procedimento entre ativos GNU/Linux, MikroTik e equipamentos Ubiquiti.

[ Hits: 21.724 ]

Por: Marcos Dias Cardoso em 26/06/2012 | Blog: http://www.dataplanet.com.br


Introdução



Existem vários fatores para separar tráfegos de dados em redes locais (motivos não entram no escopo do artigo), e a VLAN (rede local virtual) pode realizar esta tarefa de forma barata e eficiente, será explicado como fazer entre ativos GNU/Linux, MikroTik e equipamentos Ubiquiti.

A escolha dos ativos deve-se ao fato de serem os mais utilizados em pequenos e médios provedores de Internet, uma área que tenho bastante atuação.

Existem muitos materiais sobre VLAN na Internet, mas não achei envolvendo ativos diferentes, pelo menos com esses ativos.

VLAN opera na camada 2 do modelo de referência OSI e é padronizado pela IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers), como IEEE 802.1Q.

Requisitos

Trata-se de um texto técnico, portanto, pressupõe-se que você tenha um conhecimento básico em linha de comandos GNU/Linux e redes.

Laboratório

O laboratório foi realizado com:
  • Ubuntu 12.04 Server
  • MikroTik 5,17
  • Ubiquiti bullet2

Todos os comandos no GNU/Linux são executados com o usuário root.

Com as devidas adaptações, pode funcionar em qualquer distribuição GNU/Linux, assim como os demais equipamentos.

Preparando o ambiente

Como boa prática, vamos atualizar a lista de repositórios e o sistema:

# apt-get update
# apt-get upgrade


O pacote necessário para a criação das VLAN's é o VLAN, então vamos instalá-lo:

# apt-get install vlan

Pronto, o GNU/Linux já está preparado para trabalhar com VLAN.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Procedimentos
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Solução completa para Web Server usando Apache + SSL + MOD_JK + PHP + MySQL

Modem 3G no Ubuntu Linux 8.04 - Qualquer operadora

Novo EyeOS - Sistema Operacional de Computação nas Nuvens

Manter autenticado o Velox da Telemar

Configurando o a1200i Motorola Motoming para acessar internet em seu Linux Slackware

  
Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 27/06/2012 - 08:43h

Ótimo artigo.

[ ]'s

[2] Comentário enviado por rafaelc.lopes em 03/07/2012 - 10:25h

Parabéns Marquinhos, ótimo artigo e bem usual.

[3] Comentário enviado por r4v3r em 17/10/2013 - 13:51h

Dependendo do "switch comum" utilizado, este tipo de configuração pode apresentar problemas em certas ocasiões, por exemplo, quando o pacote utilizar o tamanho máximo do frame, que pode vir a ultrapassar o tamanho máximo de 1522 bytes, segundo a norma 802.3ac. Como está sendo acrescentando 4 bytes ao frame, referente à tag da vlan, um pacote pode passar a ter até 1526 bytes, e desta maneira qualquer switch "burro" irá descartá-lo, gerando problemas bem complexos para se debugar...

[4] Comentário enviado por tomtom_lima em 01/07/2015 - 20:06h

seguinte eu montei uma rede toda com vlans e roteada com o ospf acesso tudo bacana mais meu enlace e em bridge ai de dentro das vlans nao consigo acessar mais os equipamentos do enlace alguem pode me dar uma ajuda

[5] Comentário enviado por Mori Solutions em 15/09/2015 - 20:12h

sim, tomtom_lima, add no skype que resolvemos, wimaxredes...

[6] Comentário enviado por marquinhos1875 em 15/09/2015 - 21:03h


[4] Comentário enviado por tomtom_lima em 01/07/2015 - 20:06h

seguinte eu montei uma rede toda com vlans e roteada com o ospf acesso tudo bacana mais meu enlace e em bridge ai de dentro das vlans nao consigo acessar mais os equipamentos do enlace alguem pode me dar uma ajuda


Bem parecido com meu senário, uma rede para os enlaces com o gw apontando pro mesmo servidor e ponho uma regra aceitando o forward, se vc não colocou o gateway nos enlaces é só fazer um masquerade com todos os pacotes com destino a rede dos enlaces

[7] Comentário enviado por marquinhos1875 em 15/09/2015 - 21:05h


Seria interessante que as duvidas sejam sanadas dentro da pagina, outras pessoas podem ter as mesmas duvidas

[8] Comentário enviado por Jasf em 30/04/2016 - 11:20h

Ótimo artigo !! porem um detalhe, ao salvar na memoria do equipamento Ubiquiti foi informado o comando cfgmtd -w /etc -p
da forma que foi postado o mesmo parece que salva na memoria mas quando der um reboot o mesmo não executa nada.
Consegui solucionar somente executando o comando para salvar dessa forma cfgmtd -w -p /etc/


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts