Squid 3 - Instalação no Debian/Ubuntu

Este documento descreve uma série de procedimentos detalhados, utilizados para efetuar a instalação do serviço de proxy cache Squid em computador rodando o sistema operacional Debian ou Ubuntu.

[ Hits: 45.051 ]

Por: Bruno Ricci, CISSP, PMP, CCNP, CBCP em 21/07/2014 | Blog: https://techexpert.tips/


Squid 3



Introdução

Este documento descreve uma série de procedimentos detalhados, utilizados para efetuar a instalação do serviço de proxy cache Squid em um computador rodando o sistema operacional Debian ou Ubuntu.

Vale ressaltar, que este artigo faz parte de uma série sobre o Squid e, por isso, todo o material foi dividido em etapas. Logo, é extremamente recomendável que o leitor verifique se possui em mãos a versão atual do mesmo.

Premissas

Este documento, considera que o leitor possua uma instalação nova e funcional do sistema operacional Debian ou Ubuntu.

Este documento, considera que o computador utilizado pelo leitor, possui acesso à Internet.

Instalação

Etapa 01 - Hora certa:

Siga os passos apresentado no vídeo tutorial disponibilizado abaixo, para que seu sistema se mantenha com a hora correta:

Isso fará com que seus relatórios de acessos e logs, sempre tenham o horário correto.


Etapa 02 - Instalação dos pré-requisitos:

Instale os compiladores básicos do sistema, necessários para o prosseguimento da instalação:

# apt-get install build-essential


Etapa 03 - Instalação do Squid 3:

Crie um grupo e um usuário que serão os donos do processo:

# groupadd squid
# useradd -g squid -s /dev/null squid

Efetue o download do pacote Squid e o descompacte através do comando abaixo:

# mkdir /downloads
# cd /downloads
# wget http://www.squid-cache.org/Versions/v3/3.4/squid-3.4.6.tar.gz
# tar -zxvf squid-3.4.6.tar.gz

Acesse o diretório do pacote, compile e instale o Squid através dos comandos abaixo:

# cd squid-3.4.6
# ./configure --enable-default-err-language=Portuguese
# make
# make install

Edite o arquivo de configuração squid.conf que se encontra no diretório /usr/local/squid/etc:

# vi /usr/local/squid/etc/squid.conf

Segue abaixo um arquivo squid.conf totalmente funcional:

http_port 3128
coredump_dir /usr/local/squid/var/cache/squid
cache_dir ufs /usr/local/squid/var/cache/squid 100 16 256
access_log daemon:/usr/local/squid/var/logs/access.log squid
cache_effective_user squid
acl REDE_INTERNA src 192.168.0.0/24
http_access allow REDE_INTERNA
http_access deny all

No arquivo acima, especificamos que apenas a rede interna 192.168.0.0/24, tem o acesso à Internet através do proxy Squid liberado. Logo, altere essa diretiva para a sua rede desejada.

No arquivo acima, especificamos através da diretiva cache_dir, que apenas 100 MB sejam utilizados para cache. Logo, altere essa diretiva para a quantidade de cache em megas que se deseja efetuar.

Ao terminar a edição do arquivo de configuração, crie o diretório onde serão armazenados o cache e os logs, através dos comandos abaixo:

# mkdir /usr/local/squid/var/cache
# mkdir /usr/local/squid/var/logs
# chown squid.squid /usr/local/squid/ -R
# /usr/local/squid/sbin/squid -z

Inicie o proxy em modo debug, para verificar se o mesmo está iniciando corretamente através do comando abaixo:

# /usr/local/squid/sbin/squid -d10

Caso não sejam apresentados erros, seu proxy foi instalado com sucesso.


Etapa 04 - Administração do Squid 3

Utilize o comando abaixo para paralisar o serviço do Squid:

# /usr/local/squid/sbin/squid -k kill

Utilize o comando abaixo para iniciar o serviço do Squid:

# /usr/local/squid/sbin/squid

Nota: talvez seja interessante criar um script de inicialização automático para não ter que iniciar o proxy manualmente a cada reboot do computador.

Conclusão

Este artigo se empenhou em apresentar o processo de instalação do serviço de proxy cache Squid, em sua versão 3, de maneira simples e eficiente.

Durante os próximos artigos, serão apresentados alguns modelos de configuração do serviço.

Neste link, é possível acessar o vídeo da instalação apresentada anteriormente em meu canal do YouTube.

Caso tenha gostado do vídeo, sinta-se convidado a se inscreve no canal FuckingIT.

Curta também a nossa página no Facebook com dicas semanais:
Até o próximo artigo, onde começaremos a nos aprofundar na solução Squid.

   

Páginas do artigo
   1. Squid 3
Outros artigos deste autor

Asterisk - Configuração de Voice Mail

Aprenda a capturar a página inicial de seus usuários

Asterisk - Configuração de Ramais SIP

Asterisk - Configuração de conferência com PIN

PABX IP Asterisk - Instalação no Debian/Ubuntu

Leitura recomendada

Criando VPN com o PFSense

Instalação e configuração do HexChat com a rede Tor

VPN com openVPN no Slackware 11

Autenticação via hardware: o módulo pam_usb

Backup de sua instalação em .iso bootável

  
Comentários
[1] Comentário enviado por wagnerfs em 01/10/2014 - 11:45h

Parabéns pelo artigo e obrigado por compartilhar o conhecimento.

[2] Comentário enviado por danilo.rcte em 09/10/2015 - 15:45h

parabens pelo post!

Cara gostaria de tirar uma duvida com vc... instalei um squid3 - nao transparente e sem autenticação, esta tudo funcionando... bloqueios de urls, bloqueios por ip, tudo.... porem ao testar o delay pools, percebi que ele não limita sites https.... ou seja... funciona perfeitamente com todos os sites http: (porta 80) , porem ao entrar em sites https... a limitação acaba... e o usuario navega em full banda.... a duvida é.... só o meu servidor squid faz isso... ou o squid em geral nao limita banda dos sites https???


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts