Reduzindo problemas de atualizações no Debian, Ubuntu e derivados - Parte 2

Se lembra de quando você instala um programa, ou vai atualizar o sistema e o instalador para antes do fim e então você às vezes não consegue mais instalar ou remover nada? É justamente uma solução para isso que apresento nesse artigo.

[ Hits: 6.282 ]

Por: Bruno Gonçalves Araujo em 24/07/2015


Onde e porque utilizar essa alteração



No longínquo ano de 2012 fiz uma configuração para o apt-get que reduzia bastante a quebra de pacotes na atualização de sistemas que usam empacotamento .deb, você pode conferir aqui:
Para facilitar a compreensão dos que não estão habituados aos nomes utilizados, sabe quando você instala um programa, ou vai atualizar o sistema e o instalador para antes do fim e então você às vezes não consegue mais instalar ou remover nada? É justamente uma solução para isso que proponho nesse artigo.

Se você tem curiosidade para saber o que as alterações fazem, continue lendo o artigo, se deseja apenas instalar essa melhoria em seu sistema, ao final do artigo está o link para download e instalação.

Explicação sobre porquê e onde utilizar a modificação:

Talvez o que mais me incomode nas distribuições como um todo seja o processo de atualização, que tende a ocasionalmente quebrar o sistema, utilizo diariamente distribuições que utilizam pacotes .deb há mais de 10 anos e observei que o gerenciador de pacotes considera como pacote quebrado uma séria de pequenas falhas na execução de scripts de pós-instalação, o que na verdade em nada interferem no uso do sistema. Porém, ao considerar que o pacote está quebrado ficamos com todo o gerenciador de pacotes comprometido, até que seja dada uma solução para esse determinado pacote.

Não recomendo que essas alterações sejam feitas em servidores, pois nesse caso é preciso ter alguém com experiência para efetuar os procedimentos e cada pequeno erro deve ser analisado e resolvido para evitar que o servidor deixe serviços indisponíveis, ainda que por períodos breves.

No caso de computadores pessoais ou de escritórios, onde o usuário muitas vezes tem pouco conhecimento sobre o sistema, ou ainda que tenha conhecimento não deseja se preocupar a cada pequena falha de pacotes, que em geral não muda em nada o uso do sistema, acredito que a abordagem a seguir é a melhor solução. No momento a instalação da distribuição que estou utilizando possui 3450 pacotes instalados, de tal forma é bastante improvável que durante uma atualização de tantos pacotes alguns não apresentem erros em seus arquivos de pós-instalação.

Outra característica que me faz acreditar nessa abordagem é que os pacotes realmente essenciais ao funcionamento do sistema tendem a ser muito bem testados e empacotados, ficando para os pacotes de menor importância a maior quantidade de erros. Existem inúmeros casos que já presenciei, por exemplo, de um gerenciador de pacotes travado por erro em um pacote que provia opções de mais ícones para personalizar o desktop.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Onde e porque utilizar essa alteração
   2. Passo a passo das alterações e explicação técnica
   3. Testes / Configuração de forma automática
Outros artigos deste autor

Reduzindo problemas de atualizações no Debian, Ubuntu e derivados

BigBashView, interface gráfica para o seu shell script

Leitura recomendada

FreeRADIUS - Conceitos Básicos - Parte II

Autenticar estação de trabalho GNU/Linux no Windows Server - Instalação e configuração do Centrify

Otimizando o seu Slackware pra valer com o SlackBuild

Instalando o Linuxlogo no título do console TTY do Debian

CUPS + Jasmine (gerenciador de impressões e relatórios de impressão)

  
Comentários
[1] Comentário enviado por xGrind em 24/07/2015 - 14:47h

Boa tarde bigbruno. Essas quebras de pacotes são mais coisas de .deb ou também acontecem em .rpm ?

[2] Comentário enviado por bigbruno em 24/07/2015 - 17:41h

xGrind, sim pacotes RPM também quebram, não sei se em maior ou menor quantidade, pois utilizo quase exclusivamente distribuições DEB.

[3] Comentário enviado por clodoaldops em 24/07/2015 - 22:31h

BigBruno, saudades do BigLinux-4.2 que usei até perder suporte!
Obrigado pela dica!

[4] Comentário enviado por Creto em 26/07/2015 - 13:20h


Obrigado por seu empenho com o software livre Bruno!

Att,
Creto

[5] Comentário enviado por Lwkas em 28/07/2015 - 14:24h

Belo artigo

[6] Comentário enviado por sacioz em 29/07/2015 - 18:12h

Muito bom ...^D no dito cujo . Muito obrigado.

[7] Comentário enviado por lcom23 em 08/08/2015 - 13:07h


Excelente artigo Bruno Parabéns!


Contribuir com comentário