Pós-instalação do Debian 9 para novatos

Veja como configurar o sudo, instalar fontes da Microsoft e alguns programas úteis e de cotidiano, como o VLC, Tor Browser e Dropbox.

[ Hits: 4.705 ]

Por: Bruna Frascolla Bloise em 06/07/2017


Instalando e configurando o sudo



Diferentemente do Ubuntu e do Mint, o Debian não vem com o sudo instalado.

1. No terminal, entre no usuário root digitando:

su

2. Em seguida, instale o sudo, digitando:

# apt-get install sudo

3. Uma vez instalado, é preciso acrescentar o seu usuário. Digamos que no topo do seu terminal esteja escrito fulano@debian. Digite:

# adduser fulano sudo

4. Com gedit (ou nano) você abre arquivos de texto que estejam nas pastas. Digite:

# gedit /etc/sudoers

5. Onde está:

%sudo ALL = (ALL:ALL) ALL

Troque %sudo por fulano, Isto é, você.

Pronto! Para testar o sudo, saia antes do root, digitando:

# exit

As fontes da Microsoft

Para poder usar fontes não-livres, você precisa adicionar um repositório não livre.

1. Como usuário root, digite:

# cd /etc/apt

Quando você digita cd, se move para uma pasta.

2. Digite:

# gedit /etc/apt/sources.list

Você abriu as listas de sites dos repositórios, que estavam dentro dessa pasta.

3. Acrescente isto:

#Non-free
deb http://deb.debian.org/debian stretch main contrib non-free
deb-src http://deb.debian.org/debian stretch main contrib non-free

Tendo salvado e saído, você tem um novo repositório.

Atualize:

# apt-get update

E em seguida instale as fontes com o seguinte comando:

# apt-get install ttf-mscorefonts-installer

Agora você pode abrir o LibreOffice e procurar a Times New Roman lá.

Alguns programas

Ponho aqui alguns programas em função das diferentes complexidades de sua instalação.

VLC

Comecemos pelo VLC. É o mais fácil de todos: basta abrir o terminal e digitar:

sudo apt-get install vlc

Como pouca gente sabe, aproveito para dizer que trocando vlc por felix-latin ganhamos um belo dicionário de latim-francês. Programas assim são fáceis porque já estão no repositório.

DROPBOX

A Dropbox não está. Assim, vamos até o site oficial e lá baixamos o seu arquivo .deb, que vai parar na pasta de Downloads.

Abra o terminal e digite:

cd Downloads

Pronto, você está nela. Para enxergar o que há dentro, digite:

ls

e os arquivos serão listados.

Para instalar o .deb do Dropbox, digite:

sudo dpkg -i arquivodadropbox.deb

NOTA: o nome do arquivo você copia e cola. Todo .deb se instala assim.

Pronto, está instalado. Para abri-lo, procure-o, dentre os programas e o próprio software dará instruções precisas para a sincronização.

Navegador do Tor

O Tor está no repositório, mas não o navegador.

Na página de download:
você irá baixar o seu arquivo para Linux. Na sua pasta de downloads, encontrará um arquivo terminado em .tar.xz. Precisará então descompactá-lo com o comando para arquivos .tar.xz, que é:

tar -xJf ARQUIVO

Assim, basta escrever "tar -xJf" e colar o nome do programa para que o navegador esteja instalado.

Em seguida, para achá-lo, vá em modo gráfico, à pasta "tor-browser" criada dentro da pasta Downloads.

De resto, outro pacote muito comum de se encontrar é o .tar.gz. O comando para descompactá-lo é:

tar -vzxf ARQUIVO

   

Páginas do artigo
   1. Instalando e configurando o sudo
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Leia, grave e execute!

Instalação passo a passo do Slackware 12.2

Como um monte de letras de um código fonte transforma-se em voltagens?

Criando, monitorando e terminando processos

Deixando o Ubuntu (ou outra distro) parecido com o Mac OS X

  
Comentários
[1] Comentário enviado por homemsemnome em 06/07/2017 - 05:36h

Com todo o respeito, mas a única única coisa que talvez seja realmente necessária aí é o VLC mesmo. De resto, são meros aplicativos/utilitários que alguns usam e outros não. Estou comentando isso porque alguns novatos podem pensar que seja necessário instalar certas coisas, sendo que não é.
________________________________________________________________________

"I hate mankind, for I think myself one of the best of them, and I know how bad I am."
- Samuel Johnson

[2] Comentário enviado por homemsemnome em 06/07/2017 - 05:46h

Sobre a instalação do navegador Firefox: se você deseja utilizar sua versão mais recente, basta baixar o mesmo em seu site oficial e descompactá-lo no sistema. Não é necessário utilizar nenhum backport ou PPA (esqueça essa porr* de PPA no Debian!).

http://www.edivaldobrito.com.br/firefox-no-linux-manualmente/

E sobre o navegador Chromium (fork do Chrome), ele já está nos repositórios oficiais do Debian. Basta instalá-lo na moralzinha mesmo.

# apt install chromium chromium-l10n

https://wiki.debian.org/Chromium
________________________________________________________________________

"I hate mankind, for I think myself one of the best of them, and I know how bad I am."
- Samuel Johnson

[3] Comentário enviado por Bruna Frascolla em 06/07/2017 - 10:21h

O Debian 9 já vem com Firefox, não Iceweasel.

[4] Comentário enviado por homemsemnome em 06/07/2017 - 14:43h


[3] Comentário enviado por Bruna Frascolla em 06/07/2017 - 10:21h

O Debian 9 já vem com Firefox, não Iceweasel.


Ele tem a versão ESR do Firefox em seu repositório stable, não a última versão estável disponível.

[5] Comentário enviado por removido em 06/07/2017 - 22:17h


Claro que o Debian não vem com o LIXO do SUDO instalado no sistema segurança em primeiro lugar.

Qual a finalidade de usar esse lixo chamado TOR?

[6] Comentário enviado por clodoaldops em 07/07/2017 - 10:24h

Eu também ativo o sudo no Debian e nunca tive problemas com isso.
Só acrescentaria fontes securty na sources.list

deb http://ftp.br.debian.org/debian/ stretch main contrib non-free
deb http://ftp.br.debian.org/debian/ stretch-updates main contrib non-free
deb http://security.debian.org/ stretch/updates main contrib non-free


[7] Comentário enviado por removido em 07/07/2017 - 14:41h


[6] Comentário enviado por clodoaldops em 07/07/2017 - 10:24h

Eu também ativo o sudo no Debian e nunca tive problemas com isso.
Só acrescentaria fontes securty na sources.list

deb http://ftp.br.debian.org/debian/ stretch main contrib non-free
deb http://ftp.br.debian.org/debian/ stretch-updates main contrib non-free
deb http://security.debian.org/ stretch/updates main contrib non-free




Muito comum em ataque com escalação de privilégios (sudo).

https://cve.mitre.org/cgi-bin/cvekey.cgi?keyword=sudo

https://www.exploit-db.com/exploits/37710/

https://www.vivaolinux.com.br/artigo/Elevacao-de-privilegios-locais


[8] Comentário enviado por draggom em 08/07/2017 - 11:59h


[1] Comentário enviado por homemsemnome em 06/07/2017 - 05:36h

Com todo o respeito, mas a única única coisa que talvez seja realmente necessária aí é o VLC mesmo. De resto, são meros aplicativos/utilitários que alguns usam e outros não. Estou comentando isso porque alguns novatos podem pensar que seja necessário instalar certas coisas, sendo que não é.
________________________________________________________________________

"I hate mankind, for I think myself one of the best of them, and I know how bad I am."
- Samuel Johnson

Os aplicativos quele esta indicando é uma sugestão, é ividente que ninguém é obrigado instalar.


[9] Comentário enviado por Bruna Frascolla em 08/07/2017 - 12:13h

Queridões, escolha de programa é sempre, sempre pessoal. Por isso, minha preocupação foi pôr formatos comuns de pacotes.

[10] Comentário enviado por homemsemnome em 08/07/2017 - 12:19h


[8] Comentário enviado por draggom em 08/07/2017 - 11:59h

Os aplicativos quele esta indicando é uma sugestão, é ividente que ninguém é obrigado instalar.



Talvez para um novato que acabou de sair do Ubuntu não seja tão evidente assim que o sudo por exemplo não seja necessário. Ele pode pensar: "Eu usava muito o sudo para instalar as coisas, realizar modificações no sistema e pá, então eu acho que seja necessário instalá-lo aqui", ou "talvez seja obrigatório adicionar esse repositório non-free sugerido no artigo".

[11] Comentário enviado por Londreslondres em 08/07/2017 - 15:56h

1- O sudo é uma a ferramenta desnecessária (a menos se o usuário necessite, por algum motivo);
2- O Tor Browser é um navegador para usuários experientes que não querem ser rastreados, um usuário leigo não vai saber a sua finalidade;
3- Só dá para instalar e configurar as coisas só por comandos? É por causa disso que o Linux não cresce: tem que aprender comandos para mexer no sistema.

[12] Comentário enviado por clodoaldops em 08/07/2017 - 16:33h

Bruna, não liga para esses caras chatos!
Parabéns pela iniciativa!

[13] Comentário enviado por Bruna Frascolla em 08/07/2017 - 17:25h


[12] Comentário enviado por clodoaldops em 08/07/2017 - 16:33h

Bruna, não liga para esses caras chatos!
Parabéns pela iniciativa!


Obrigada!

[14] Comentário enviado por draggom em 10/07/2017 - 18:53h


draggomlesa: Os usuários do debian são meio chatos, se o artigo não estiver 100%, os caras criticam de verdade, em vez de mostrar os erros e fazer sujestões, eles vão logo para o paredão detonando os esplosivos, bem vindo ao mundo debian.

[15] Comentário enviado por homemsemnome em 10/07/2017 - 20:20h


[14] Comentário enviado por draggom em 10/07/2017 - 18:53h


draggomlesa: Os usuários do debian são meio chatos, se o artigo não estiver 100%, os caras criticam de verdade, em vez de mostrar os erros e fazer sujestões, eles vão logo para o paredão detonando os esplosivos, bem vindo ao mundo debian.


Talvez esses indivíduos simplesmente pensem que se você não tem competência para criar a porr* de um artigo, não crie. Se limite a dar dicas e sugestões em tópicos e nos comentários dos artigos -- como eu faço, devido ao meu pouco conhecimento. Criticas são algo necessário nesses casos. Não se trata de nada pessoal.

É para mostrar os erros? Beleza então.

INSTALANDO E CONFIGURANDO O SUDO

Diferentemente do Ubuntu e do Mint, o Debian não vem com o sudo instalado.


Seria bacana deixar claro que o sudo não é necessário, como eu já mencionei. O leigo, lendo este artigo, pode ter a impressão de que o sudo é uma peça que falta no Debian, e por isso você tem que instala-lo.

AS FONTES DA MICROSOFT

Para poder usar fontes não-livres, você precisa adicionar um repositório não livre.

1. Como usuário root, digite:

# cd /etc/apt

Quando você digita cd, se move para uma pasta.

2. Digite:

# gedit /etc/apt/sources.list


Não é necessário acessar o diretório apt para alterar a sources.list. Basta mandar um gedit /etc/apt/sources.list como root de uma vez. Erro rude.

NAVEGADOR DO TOR

O Tor está no repositório, mas não o navegador.

Na página de download:
https://www.torproject.org/projects/torbrowser.html.en#downloads


Na verdade existe o pacote torbrowser-launcher nos repositórios do Debian, que cuida automaticamente do download e das atualizações do TOR. Ele irá criar um launcher do TOR e tudo o mais para você.

https://wiki.debian.org/TorBrowser

Contudo, caso você queira baixá-lo manualmente, seria interessante que fosse ensinado aos usuários como criar o tal launcher do navegador para não ter que ficar iniciando o TOR através do terminal.

http://www.edivaldobrito.com.br/tor-no-linux-instalar-manualmente/

De resto, o artigo poderia oferecer dicas mais úteis aos novatos. Tipo dicas de como se instalar os navegadores mais conhecidos, instalar codecs extras de aúdio e vídeo, firewall e tal.

[16] Comentário enviado por Bruna Frascolla em 10/07/2017 - 20:59h



De resto, o artigo poderia oferecer dicas mais úteis aos novatos. Tipo dicas de como se instalar os navegadores mais conhecidos, instalar codecs extras de aúdio e vídeo, firewall e tal.



Claro. Dar as tais dicas que é bom, nada. Você está muito nervoso; há jeitos mais eficientes de usar as mãos para dar uma relaxada do que ficar digitando comentários raivosos na internet.

[17] Comentário enviado por homemsemnome em 10/07/2017 - 21:06h


[16] Comentário enviado por Bruna Frascolla em 10/07/2017 - 20:59h

Claro. Dar as tais dicas que é bom, nada. Você está muito nervoso; há jeitos mais eficientes de usar as mãos para dar uma relaxada do que ficar digitando comentários raivosos na internet.


Sobre os navegadores eu já fiz a minha parte. O resto você encontra no próprio VOL.

Sobre os codecs extras (está no meio do artigo):
https://www.vivaolinux.com.br/dica/O-que-fazer-depois-de-instalar-o-Debian-8

Firewall:
https://www.vivaolinux.com.br/artigo/UFW-e-GuFW-firewall-simples-ao-alcance-de-todos

https://www.vivaolinux.com.br/artigo/Como-configurar-um-IPTABLES-simples-e-seguro-no-Slackware

https://www.vivaolinux.com.br/artigo/Manual-do-IPtables-Comentarios-e-sugestoes-de-regras/


Seje menas.

[18] Comentário enviado por BARIZOM em 11/07/2017 - 10:32h

Bruna, excelente artigo! Obrigado assim fortalecemos o software livre!
Aos comentários agressivos deixe sem resposta, são pessoas amargas!

[19] Comentário enviado por draggom em 12/07/2017 - 08:48h


draggomlesa: Eu sempre digo, se não tem treta, não é debian.

[20] Comentário enviado por MeloBS em 12/07/2017 - 13:03h

Eu particularmente , vou de Ubuntu LTS.
Porque é bem mais prático, facil de configurar os aplicativos e pacotes apt-get, firewall Guw, prático de usar.Ja vem com um os codecs já prontos pra instalar no início da instalação do S.Operacional, LTS com correção e atualização do sistema operacional sempre. Fácil de usar é um Linux como outro qualquer mas muito mais pulido....
Não deve nada para o Debian , apesar de ser dos Sistemas operacionais que usam Gdeb.
Quando eu quiser navegar no anonimato uso o Linux Tails .
Como disse o amigo la encima :quanto mais praticidade e facilidade for o Linux, terá muito mais usuários.
Não é a toa que o Linux mint e Ubuntu são os mais usados atualmente.
Uso Ubuntu desde 2008 e praticamente nunca me deu trabalho usando ( sudo), no terminal.
Cada um com seus gostos,mas eu particularmente uso o Linux que mais abriu as portas para novos usuários em tudo o mundo.

[21] Comentário enviado por MeloBS em 12/07/2017 - 13:28h

e uso Ubuntu com dual boot com Windows 10 ltsb , porque tem muitos aplicativo​s e jogos bons para Windows.
As duas plataformas tem seus méritos..


[22] Comentário enviado por edps em 12/07/2017 - 21:48h

De imediato parabéns pela contribuição, aproveito a deixa para algumas observações:

1º - sudo.

Se bem me lembro durante a instalação do Debian (pelo pelo a NetInstall) você é perguntado se deseja que o usuário criado, utilize o sudo, neste caso ficaria parecido como o que é nos *buntus, não querendo atribui-se senhas para o usuário normal e para o root.

2º - instalação do sudo, dada a observação acima, possa ser que o mesmo até esteja instalado, mas se não tiver OK, instala-se tal como orientado.

3º - já quanto a criação do usuário com o adduser, pergunto-me o por que se durante a instalação já não se cria um usuário?

4º - das fontes da M$, sabendo que em /etc/apt/sources.list já constará um espelho qualquer, terminado em main, algo do tipo (obviamente nem todos os que aparecem abaixo constarão lá):

[code]deb http://security.debian.org/ stretch/updates main
deb http://ftp.debian.org/debian stretch main
deb http://ftp.debian.org/debian/ stretch-updates main
deb http://ftp.debian.org/debian/ stretch-backports main
deb http://ftp.debian.org/debian/ stretch-proposed-updates main[/code]

Porque não apenas acrescentar as seções contrib e non-free ao fim de cada linha?

[code]deb http://security.debian.org/ stretch/updates main contrib non-free
deb http://ftp.debian.org/debian stretch main contrib non-free
deb http://ftp.debian.org/debian/ stretch-updates main contrib non-free
deb http://ftp.debian.org/debian/ stretch-backports main contrib non-free
deb http://ftp.debian.org/debian/ stretch-proposed-updates main contrib non-free[/code]



[23] Comentário enviado por clodoaldops em 16/07/2017 - 19:00h

No Fedora também já existe opção de deixar usuário criado na instalação como administrador e nesse caso já pode usar sudo sem problemas
No Debian eu ativo sudo pelo hábito do Ubuntu/Mint
Quanto aos programas eu sempre vejo como sugestões.

[24] Comentário enviado por edps em 16/07/2017 - 19:53h


[23] Comentário enviado por clodoaldops em 16/07/2017 - 19:00h

No Fedora também já existe opção de deixar usuário criado na instalação como administrador e nesse caso já pode usar sudo sem problemas
No Debian eu ativo sudo pelo hábito do Ubuntu/Mint
Quanto aos programas eu sempre vejo como sugestões.



Imagem da tela onde é possível habilitar o sudo para o usuário normal (basta deixar a senha do root em branco):

https://i.imgur.com/vP9wtNx.png

[25] Comentário enviado por slipkd em 17/07/2017 - 21:20h

Caramba quanta discussão.

GNU/Linux tem tantas ferramentas, tantas opções de uso pra tanto gosto, pra que ficar um crucificando um ao outro ?

Parabéns pelo artigo e pela sua coragem de postar, distribuir conhecimento é pra poucos.


[26] Comentário enviado por uNclear em 19/07/2017 - 11:05h

Nada agrada todo mundo e ponto. Estou pensando em usar debian no lugar do sabayon e ja aprendi que o debian nao vem com o sudo, já e um conhecimento ...


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor HostGator.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Viva o Android

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts