Open Hardware: Quem topa o desafio?

Bom, como existe o Open Software, creio que a maioria saiba da existência do Open Hardware. Este será o tópico que iremos tratar neste artigo.

[ Hits: 12.030 ]

Por: Marcelo Rodrigues Bento em 30/11/2004


Introdução



Como todos sabem do que se trata o Open Software, também existe o Open Hardware (http://www.openhardware.net).

Este projeto é voltado para construção de circuitos eletrônicos desde sistemas embedded, passando por placas ISA, PCI, construção de computadores entre outros dispositivos eletrônicos. Sendo que os esquemas dos circuitos, fontes para device drivers, lista de materiais utilizados são minuciosamente especificados para quem se interessar ajudar.

A idéia é muito boa, quem visitar o site verá alguns projetos, mas o que realmente me intrigou foi o fato de que nossa comunidade brasileira não está ou está muito pouco empenhada nesta empreitada, pois se existe software livre e todos ajudam, por que com o hardware não pode acontecer o mesmo!?

Sabemos que a comunidade do Open Hardware bate de frente com os gigantes multinacionais, mas fazemos isso diariamente com Open Software.

Acredito que devemos de alguma forma incentivar e juntar esforços para o open hardware decolar de vez, nas escolas, faculdades, instituições, grupos de amigos, etc.

É fato que se conseguirmos atingir este objetivo (que não é fácil de alcançar), com certeza além de ajudar as duas comunidades open a nível mundial também estaremos ajudando a todos os brasileiros, pois estaremos começando a ser independentes tecnologicamente falando em equipamentos eletrônicos.

Empresas genuinamente nacionais que constroem equipamentos eletrônicos segmentados para informática pode-se contar com apenas uma mão e ainda sobrarão dedos! Veja você mesmo o seu desktop e responda para si mesmo quantas peças são fabricadas 100% no Brasil e com componentes daqui!? É certo que você irá se assustar os ficar frustrado...

É por isso que falo abertamente e francamente que devemos nos esmerar mais no open hardware também! Sem falar naquela placa de modem quem não tem o driver para o seu sistema livre e nem pensar naquela sua placa de TV e na Web Cam que só tem drivers para o sistemas das "Janelas" e ainda ninguém conseguiu contornar o problema, pois o hardware é proprietário e só funciona "naquele" sistema proprietário.

Então, reforço a pergunta aqui:

- Se temos um sistema livre, porque não ter o hardware livre!?

   

Páginas do artigo
   1. Introdução
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Cabos de rede e conectorização

Configurando a placa de captura Pinnacle PCTV 110i [chip saa7134] no Slackware 10.2+

Som AC97 no Debian GNU/Linux

Impressora Lexmark Z600series e 1200series

Instalando a placa de rede Realtek 8139D

  
Comentários
[1] Comentário enviado por birilo em 30/11/2004 - 07:29h

Li o artigo, realmente muito interessante. Eu mesmo nunca tinha ouvido falar de Hardware Livre....

Talvez a comunidade Brasileira não esteja 'interada' no assundo porque, vendo os projetos de Open Hardware, é muito mais difícil c construir um hardware do que um software...

[2] Comentário enviado por jllucca em 30/11/2004 - 08:43h

Muito legal o artigo, seguindo o embalo uma sugestão pra quem deseja programar pra hardware é o "system c". Uma classe que tenta abstrair do programador aquelas minuscias: http://www.systemc.org .

[3] Comentário enviado por nuxli em 30/11/2004 - 11:44h

Eu mesmo nunca tinha visto falar.
Mais trabalhar nesse tido de projeto e bem mais complexo do que fazer software.
Para elaboração de hardware é necessario muito mais estudo do que para fazer software, não que a classe de programadores seja mais banal que a de desenvolvimento de hardware. Mais os conhecimentos necessarios ao desenvolvimento de hardware são muito dificeis de serem adquiridos, pelo fatora financeiro.

Eu com um computador, intenet e muita forssa de vontade consegui aprender programação, mas o mesmo não se pode dizer do densenvolvimento de hardware. Afinal são necessarios na maioria das vezes equipamentos de alto valor para esse tipo de aprendizado, sem falar que em programação eu digito uma linha se ela não da certo eu apenas apago e fasso outra, não a "gastos" com isso.

Já no desenvolvimento de hardware se eu coloco um componente em um lugar errado eu posso estregalo, o que me daria perdas, sem falar que o reaproveitamento de pessas na maioria das vezes não passa de duas ou tres vezes.

[4] Comentário enviado por pablocarlos em 30/11/2004 - 13:36h

Realmente o artigo é interessante, mas como outros já disseram fica muito mais difícil de se produzir um software porque nao requer que você tenha equipamentos de linha de produção para que possam ser produzidos.
A idéia do hardware livre e das vantagens que traria são muito boas, porém é praticamente impossível se produzir um hardware "em casa", enquanto que o software pode ser produzido praticamente sem gastos e em qualquer lugar.

[5] Comentário enviado por davidsonpaulo em 30/11/2004 - 15:34h

O que falta agora é divulgação, principalmente no meio acadêmico, para que o Open Hardware ganhe mais adeptos no Brasil. Não devemos esperar que haja a participação de muitos brasileiros no projeto, porque, infelizmente, a construção de hardwares é uma área dominada por poucos em nosso país. Entretanto, o crescimento do projeto Open Hardware vai permitir que qualquer pessoa tenha acesso às tecnologias utilizadas nos equipamentos que utilizamos em nossos computadores, e poderão aprender a construi-los sem serem obrigados a cursarem faculdades ou pagarem valores exorbitantes em cursos de alto nível. A cultura do hardware livre vai se disseminar como está se disseminando a cultura do software livre.

[6] Comentário enviado por dbs720 em 30/11/2004 - 18:37h

Acredito muito no movimento Open Hardware e desde já gostaria de deixar claro que aquelas pessoas que desejam dar força a esse tipo de trabalho tem o meu total apoio, mas gostaria de dizer que nos ultimos relatos acima reproduzem um pessimismo que paira sobre o nosso país hj em dia...
Poxa gente! sera que construir um hardware é tão dificil assim mesmo???
Lendo estes relatos eu pensei em pessoas como "Linus" QUE DESENVOLVEL UM KERNELL" posso garantir que foi uma tarefa muito mais dificil!!! Eu acredito que se a filosofia que foi aplicada para o desenvolvimento do Open software fosse aplicada no desenvolvimento de um hardware ao começar por uma "base, um Kernel" pode perfeitamente dar inicio a uma nova Era dos dispositivos eletrônicos.
Pelo conhecimento minimo de hardware que eu tenho posso afirmar que componentes eletrônicos não são tão caros assim!!! o que é necessário é fazer testes aperfeiçoando cada vez mais o conhecimento, um exemplo desse tipo é a adptação de um joystick de playstation para pc... realmente é um circuito muito simples...custa menos de 50 centavos o material, e hoje me dia é vendido por 10 reais... há muita coisa para se refletir sobre isso. mas ja é um exelente inicio!!!
Basta saber onde está o nosso "Linus Trovals" do hardware. (Acho que é assim o nome dele).

Me perdoem os erros gramaticais.

Carlos Eduardo Santos da Silva

[7] Comentário enviado por androle em 30/11/2004 - 21:55h

Carlos

É Linus Torvalds.

E sobre o hardware, concordo com os colegas acima. É muito caro mesmo.

Não é pessimismo, mas hackear um joystick não é o mesmo que criar um modem ou uma placa de rede, por exemplo. Necessita um conhecimento muito amplo de eletrônica e também ferramentas. E também vc tem a concorrência de grandes empresas.

Outro dia li sobre a Waynetch (acho que é assim que se escreve) na Pequenas empresas Grandes negócios. Os caras estão entre os grandes de monitores e é uma empresa brasileira. Fazem monitores de tamanhos "não padrão" da indústria gringa. Mas investiram milhões de reais em equipamento. Milhões. Não é algo que se possa fazer na garagem de casa.

Acho que dificilmente vc vai achar um "Linus Torvalds" que crie algo novo e de impacto na área de Hardware SOZINHO.

Montagem já seria algo muito promissor. Apenas pegar itens criados por outros e montá-los. Mas veja que não existe hoje no nosso país um PC popular, barato e ecológico. E criar algo assim envolve apenas comprar uma placa mãe/processador/memória/HD/modem/placa de rede/fonte e montar tudo direitinho. Algo muito mais fácil que projetar um novo processador. E nem isso existe.

Certamente não é apenas por pessimismo ou preguiça.

[8] Comentário enviado por birilo em 30/11/2004 - 22:50h

Talvez nem seja tão difícil que alguém tenha outra 'idéia ilumidada' para fazer hardware.......

Mas tipo.... o Linux cresceu pq compartilhar conhecimento, duplicar conhecimento (digo software) é simples... Agora, compartilhar estruturas fisicas (placas, transistors) é muito mais dificil, por mais que os projetos tb possam ser compartilhados....

Mas né, tudo é possível..... Alguém já começou....

[9] Comentário enviado por Bentux em 01/12/2004 - 00:17h

Amigos, quando postei este artigo e ele foi aprovado não tinha idéia que iria dar tanto "pano pra manga"... O legal nesta história toda é que estamos discutindo a viabilidade de encararmos projetos deste tipo aqui no Brasil certo!?

Bom, li os comentários e vi que alguns acham inviável por os componentes serem caros e etc, mas como postei no artigo leiam: "Acredito que devemos de alguma forma incentivar e juntar esforços para o open hardware decolar de vez, nas escolas, faculdades, instituições, grupos de amigos, etc."

O que eu quis dizer é realizar um projeto em grupo e não individualmente e depois distribuir para o grupo, pois individualmente fica caro realizar um projeto para não dizer inviável...

Em grupos o custo é realmente muito baixo a forma de trabalho do open hardware muda um pouco do open software mas isso não quer dizer que a essência mude, muito pelo contrário.

Certo pessoal!?

Um grande abraço a todos!!!

[10] Comentário enviado por nuxli em 01/12/2004 - 10:40h

Tudo bem.. vamos dizer que topamos.. como perguntou nosso amigo Bentux..
Por onde começamos?

Temos que criar uma comunidade de disseminação de conhecimento. Acho que conseguir conhecimento sobre equipamento, pessas, e tecnicas e muito mais dificil do que conseguir pessas e ferramentas.

Tudo bem, vão dizer: mais eu sei eletronica.

Tudo bem, a maioria que sabe eletrônica, aprendeu em cursos básicos ou com experiencia de mercado mesmo, me diz ai quantos de vocês sabem eletronica digital? Quantos de vc sabe me dizer como funciona um Processador por dentro? Me expliquem como o laiser do seu dvd consegue ser tão fino.

Mais se alguem tiver uma idéia diga ai que vamos tentar da bola pra frente.

[11] Comentário enviado por nusk em 01/12/2004 - 16:07h

Poderia ser pensado a possibilidade de abrirmos um projeto de Open Redes sem Fio que tratasse tanto do hardware dessa quanto do acesso que seria gratuito e fazer desses projetos abertos um só, onde tudo na área de tecnologias da informação fossem aberto.

[12] Comentário enviado por genioloco em 02/12/2004 - 02:28h

É uma tarefa nada fácil, apesar de apresetentar grande avanço para a comunidade.

Eu mesmo gosto muito de informática, mas não me interesso muito pela área de hardware, mas os que gostam podem procurar ajudar estes projetos... Mas como?

[13] Comentário enviado por Bentux em 02/12/2004 - 11:56h

Pessoal, achei um site que trata da construção de um vídeo-fone baseado em Linux e está vinculado diretamente nos projetos open hardware e no open software confiram em: http://tuxscreen.net/

[14] Comentário enviado por Bentux em 02/12/2004 - 12:53h

Para facilitar as coisas para quem se interessar no Open Hardware, estou postando vários links sobre software de auxílio tanto em programação como de desenvolvimento de circuitos eletrônicos, projetos abertos para serem analisados, revisados para quem quiser colaborar ou desenvolver seus projetos baseados em alguma solução.

Vale frisar novamente pessoal, projetos de hardware por trabalharem com componentes eletrônicos fica mais viável trabalhando em grupos ou instituições de ensino...

Entrem na seção Links e confiram as páginas que eu já localizei...

Um grande abraço a todos!!!

[15] Comentário enviado por reimassupilami em 02/12/2004 - 16:22h

Pow, legal até a ideia hein... Eu naum sei se eu mesmo me interessaria por aprender a mexer com isso, pois naum curto muito o lance de eletronica.... mas com certeza a divulgação e incentivo a gente tem q dar sim....

falow...

[16] Comentário enviado por nelsonvn em 07/12/2004 - 20:49h

Há um site nacional: http://gedabr.projetos.etc.br/
Fala muitas coisas sobre hardware e eletrônica.
E o melhor: É dedicado a GPL!

[17] Comentário enviado por messa88 em 10/05/2006 - 00:39h

Olha, Sr.Carlos Eduardo Santos da Silva eu li e achei muito interessante sua idéia na verdade sensacional, mas o pessoal do forum tem, uma certa razão, o material para confeccionar uma placa de som ou rede levam micro circuitos integrados que por sinal não são tão baratos assim, e precisaria de uma máquina prenssadora de CI, que é bem cara e bastante pessoal formado ou estudando engenharia da computação e eletronica, bom a pergunta é seria viável? Sim até seria eu estive pensando se existisse todo um projeto e montasse uma coperativa, para arrecadar fundos e comprar este tipo de equipamento bom isso dária certo se todo pessoal da comunidade linux tivecem interece em ajudar, claro seria ótimo se tivesemos um Patrocinador hehe aí ficaria mais fácil, bom eu não intendo nada dessa parte de fazer circuitos, mas tem que ter a cabeça no lugar!!! adaptar um controle de play para pc é uma coisa, não da para comparar com um CI de alto nível.
Bom qualquer coisa entrar em contato: mail - [email protected]

[18] Comentário enviado por albertguedes em 12/11/2007 - 18:35h

?comentario=O que incomoda é que enquanto sofware é uma coisa "abstrata", fazer um hardware já é mais concreto, não adianta nada um projeto de uma placa ser aberto a todos se não dá para construir.
Então por que acreditar que isso vai dar certo ?
Eu respondo porquê: DI-NHEI-RO.

- Um projeto aberto não paga royalties sobre patentes;

- Um projeto aberto não tem negócios excusos para casar hardware
com software, como acontece com muito equipamento que é feito
para funcionar com windows, as vezes encarecendo a maquina;

- Um projeto aberto cria uma demanda de mercado natural,
principalmente para paises pobres, imagina uma placa de video de
128 bits que não precise pagar taxa de patentes, quanto não
custaria aqui ?

- Um projeto aberto cria inovações que não precisam do aval de
marketeiros para serem lançados, pois vocês devem saber que tem
equipamentos que já estão prontinhos desde o ano passado,
mas só iremos vê-los agora no Natal.

- Um projeto aberto tem melhorias e optimizações mais rápidos do que
na industria convencional, usando muita mão de obra gratuita.

E assim como o Linux não faliu empresas, mas ao contrário, criou muitas outras, empresas que venham a vender open-H's podem se beneficiar em muito, pois podem produzir qualquer equipamento, mantendo um pequeno grupo de engenheiros só para avaliação e faabricação, evitando a manutenção de um laboratório inteiro de desenvolvimento. Isso não cria desenprego para engenheiros, quem quiser produzir equipamento proprietario pode, mas vai ter que rebolar para provar que é melhor que um open-H.
E o fato de poder produzir qualquer tipo de equipamento open-H, ele tem uma diversidade de produtos que compensa mercadologicamente o baixo valor dos mesmos.
Quanto ao consumidor, óbvio que basta ser u equipamento que funcione razoavelmente e que seja estremamente barato para quere comprar uma plaquinha de video open-H do que uma Nvidea 4987xyz multiplex de R$ 10.000,00. Não é desprezar a qualidade, mas se satisfazer a nescessidade, já tá bom para um equipamento barato, não é assim com vocês ?

Neste ponto eu estou sossegado, acredito que vai haver muita evolução em open-H, universitarios já vão sair com seus projetos de faculdade direto para os negócios pela facilidade que esta ideia viabiliza para um bom empreendedor.
Na próxima geração, creio que em 4 anos, para mim vai ter muito open-H. É só divulgarmos mais, botar no forno e esperar o bolo crescer.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts