O Surgimento do Linux

O que é Linux? Muito Bem, vou tentar resumir em poucas palavras uma boa definição para Linux: Assim como o Windows, o Linux é um sistema operacional, programa responsável pelo funcionamento do computador, que faz a comunicação entre hardware (impressora, monitor, mouse, teclado) e software (aplicativos em geral).

[ Hits: 79.244 ]

Por: Fábio Berbert de Paula em 06/11/2002 | Blog: https://www.facebook.com/jedi.fabio


Introdução



O Surgimento do Linux

Caro Leitor, é com imensa satisfação que escrevo pela primeira vez para esta coluna e espero que, de hoje em diante, sejamos juntos responsáveis pela disseminação do sistema operacional Linux em nossa região. Agora o leitor pergunta: "O que é Linux?".

Muito Bem, vou tentar resumir em poucas palavras uma boa definição para Linux: Assim como o Windows, o Linux é um sistema operacional, programa responsável pelo funcionamento do computador, que faz a comunicação entre hardware (impressora, monitor, mouse, teclado) e software (aplicativos em geral).

Acredito que a maioria dos leitores dessa coluna já tenha ouvido falar do Linux, que hoje tem sido considerado um verdadeira fenômeno no mundo da Informática. Este espetacular sistema operacional tem crescido de forma muito mais ascintosa que o Windows quando falamos em percentual de crescimento, causando certa preocupação até mesmo em nosso amigo Bill Gates. Vale ressaltar que não estou aqui para falar mal de outros sistemas operacionais, tais como Windows e OS/2, nem tentar convencê-lo de migrar para o Linux. O que quero é mostrar alternativas aos usuários insatisfeitos com o sistema operacional que usam. É aí que entra o Linux, uma excelente opção para esse tipo de usuário.

O Linux surgiu de forma muito interessante. Tudo começou em 1991, quando um programador finlandês de 21 anos, Linus Benedict Towards, enviou a seguinte mensagem para uma lista de discussão na Internet: "Olá para todos que estão usando Minix. Estou fazendo um sistema operacional free (como passatempo) para 386, 486, AT e clones". Minix era um limitado sistema operacional baseado em Unix que rodava em microcomputadores maquiavélicos como o AT. Linux pretendia desenvolver uma versão melhorada do Minix e mal sabia que seu suposto "passatempo" acabaria num sistema engenhosamente magnífico. Muitos acadêmicos conceituados ficaram interessados na idéia do Linus e, a partir daí, programadores das mais variadas partes do mundo passaram a trabalhar em prol desse projeto. Cada melhoria desenvolvida por um programador era distribuída pela Internet e, imediatamente, integrada ao núcleo do Linux.

No decorrer dos anos, este trabalho árduo e voluntário de centenas de sonhadores tornou-se num sistema operacional bem amadurecido e que hoje está prestes a explodir no mercado de microcomputadores corporativos e domésticos. Linus, que hoje coordena uma equipe de desenvolvedores do núcleo de seu sistema, foi eleito em pesquisa pública a personalidade do ano de 1998 do mundo da informática.

O Linux tem crescido espantosamente nos últimos 2 anos e acredito que o mesmo torne-se tão popular quanto o Windows da década na 90. Segundo o CEO da Conectiva, empresa especializada em Linux, o número de cópias do sistema distribuídas por downloads, CDs ou revistas multiplicou-se oito vezes de 1998 para 1999 no Brasil. Este número cresceu de 45.000 para 400.000. Nada mal para um sistema operacional que é bem carente em marketing e suporte técnico.

Uma característica muito atraente do sistema é o fato de o mesmo não ser um produto comercial. Se você quiser usar o Linux em casa ou no trabalho, não precisará desenbolsar um tostão sequer. Linus registrou seu produto sob os termos de licença da GNU, que podem ser resumidos em duas frases: "O Linux pode ser usado, alterado e replicado quantas vezes necessário. É expressamente proibido vender o Linux".

O Linux tem sido sucesso absoluto entre universitários e provedores de Internet. Milhares de provedores ao redor do mundo estão abandonando seus windows NT e migrando para o Linux, que oferece muitas vantagens para administradores dos mesmos provedores quando o assunto é velocidade e segurança. Um bom exemplo para essa afirmativa é o caso do ZipMail, famoso provedor de serviços de e-mail gratuito na Internet brasileira. O zipMail estava sendo tão requisitado pelos usuários de Internet que seu Windows NT não aguentou o tranco de centenas de usuários conectados em seu sistema simultaneamente. O diretor de projetos do Zip não viu outra alternativa para o problema se não adotar definitivamente o Linux em seus servidores. Este é apenas mais um caso entre centenas de outros envolvendo Windows x Linux.

Linux hoje é sinônimo de qualidade garantida e muitas vezes, sinônimo de melhor caminho.

Por Fábio Berbert de Paula
E-mail: fabio@vivaolinux.com.br

   

Páginas do artigo
   1. Introdução
Outros artigos deste autor

adb - Como capturar em vídeo a tela de seu Android

SQL Dicas & Truques (versão 0.1)

Formatando Disquetes

Corretor Ortográfico no Vim - Guia definitivo

O que é e como funciona um ataque de força bruta

Leitura recomendada

Linux no micro antigo: 4 dias de aventura e aprendizado

Iniciação no Linux sem medo usando VMWare

Afinal, qual a melhor distribuição?

Transformando seu Windows em um quase Linux

Escritório 100% GNU/Linux: viável e econômico

  
Comentários
[1] Comentário enviado por mdsilva em 07/06/2003 - 14:51h

Apesar de estar um puco atrasado, estou estudando as informações basicas em Linux, gostaria de aprender sobre configuracões do sistema Linux.

[2] Comentário enviado por deusdara em 30/10/2003 - 14:43h

Gostei do artigo pela clareza na informação.

[3] Comentário enviado por truckman em 07/12/2003 - 15:06h

Bom artigo, só precisa de algumas correções: Quanto ao o que eh o linux, pela definição que o autor deu, esta representado que chamamos de sistema GNU/Linux, que eh o sistema operacional completo e funcional que as vezes nos referimos como linux, bem o linux em si eh o conjunto de codigo que faz parte do centro do sistema: o kernel e os modules de interfaces, quanto ao resto, os aplicativos, scripts e linguagens que integram o sistema, bem eles podem vir de varias fontes, como autores individuais, empresas e pacote de aplicativos da GNU, que são bastante usadas em todo o sistema inclusive na propria construção do kernel do linux onde são usadas preferencialmente as ferramentas de desenvolvimento GNU, ficou um pouco tecnico mas em resumo: linux mesmo so o kernel, o sistema todo eh um conjunto de softwares de diferentes fontes que chamamos sistema GNU/Linux. Quanto a licença do linux o autor cometeu um erro de interpretação: Em momento nenhum eh proíbido a venda do linux ou de qualquer software derivado do trabalho... O Free em questão não tem haver com dinheiro e sim com liberdade, o que não é permitido a ninguém eh limitar a liberdade do usuário do software licenciado sobre a GNU, não é permitido restringir o software GNU ou derivado a uma licença mais restritiva que a própria licença GNU, mas a comercialização do mesmo não sofre restrições...!

[4] Comentário enviado por jose_maria em 29/02/2004 - 01:49h

Excelente artigo.
Um bom filme para entender essa história toda, que não começa em 1991 mas no fim da decada de 70, é o Revolution OS. Procurem na rede edonkey ou por ai. Uns 700MB mas vale a pena.

[5] Comentário enviado por cahethel em 16/03/2004 - 22:46h

Gostei muito do seu artigo, classifico ele como claro e objetivo.
Sem falar que ele me ajudou bastante na faculdade.
Valeu mano.

[6] Comentário enviado por brunoo em 10/07/2004 - 16:46h

Ia começar a fazer minha crítica, quando parei para ler o comentário de truckman e faço minhas as suas palavras. Porém retiro a parte em que truckman diz assim: "Bom artigo, só...". Creio que um artigo que descreve o GNU/Linux e a GPL de uma maneira tão deturpada não possa ser visto como um bom artigo.

[7] Comentário enviado por fco em 13/04/2007 - 19:37h

Você tirou o artigo do livro Running Linux?

Muito parecido e muito bom!!!

[8] Comentário enviado por fabio em 13/04/2007 - 19:42h

Não, nem conheço o livro.
Ah, e obrigado pelo prestígio.

Um abraço

[9] Comentário enviado por removido em 07/05/2007 - 19:45h

Você tirou o artigo do livro Running Linux?

Se Fábio tivesse tirado do livro. Nunca ele diria que Windows é um SO.
O Windows é um servidor gráfico para o D.O.S.
O Linux por assim dizer é uma evolução do DOS.
Linux é um SO e Windows um gerenciador de janela.
Essa é a diferença entre eles.
Então quem é melhor?

Eu digo é o linux, mas não devemos menospreza o windows.
Porque usabilidade e compartibilidade com harware é maior do que o linux. Porque tive de trocar o teclado

[10] Comentário enviado por doradu em 29/01/2010 - 10:26h

Primeiro artigo?

só agora tou lendo, rsrsrs

essa do ZipMail não sabia

[11] Comentário enviado por dario.cha em 30/09/2011 - 04:25h

ai cara gostei do seu blog por acaso tou precisando disto para o meu trabalho de sistemas operativos

[12] Comentário enviado por fabio em 30/09/2011 - 04:33h

Pode usar o texto, basta citar o trabalho em sua seção de referências.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor HostGator.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Viva o Android

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts