LibreOffice como ferramenta padrão de documentos eletrônicos

Uso do LibreOffice em ambientes corporativos.

[ Hits: 5.350 ]

Por: Jorge em 29/12/2014


LibreOffice como ferramenta padrão



Muitas pessoas se perguntam se o LibreOffice é capaz de ser a ferramenta padrão para arquivos de escritório. Hoje o LibreOffice supre as necessidades de uma empresa sem muitos transtornos.

Há dez anos, eu ouvia muito pessoas comentarem que os usuários não gostam de mudanças, especialmente as relacionadas com softwares livres, isso não é bem certo e mudanças relacionadas a softwares livres podem ser bem-sucedidas.

Neste artigo compartilho minha experiência relacionada à implantação do LibreOffice em um escritório.

Descrição do escritório

O escritório utiliza o software de gestão (ERP) Protheus da empresa TOTVS. O LibreOffice já era utilizado como ferramenta secundária, para abrir arquivos enviados por pessoas ou empresas que utilizam o LibreOffice (inclusive bancos), ou para alterar arquivos em PDF, o LibreOffice já era conhecido pelos usuários.

O processo de migração:
  • Instalar o LibreOffice;
  • Backup dos arquivos;
  • Converter os documentos com o próprio assistente do LibreOffice;
  • Validar arquivos convertidos.

Aprendizado durante a migração

Durante a mudança antigos problemas aparecem, isso acontece em especial com fórmulas erradas. Planilha com muitas abas pode acarretar lentidão para abrir, tínhamos uma planilha com 33 abas que depois foi ajustada para ter no máximo 12 abas, o tempo de abertura foi reduzido em 10 vezes menos em um computador antigo.

Planilhas geradas por outros sistemas podem apresentar problemas, em especial com apóstrofes e caracteres numéricos, a solução encontrada foi a remoção desse tipo de formatação, conforme orientado nesse link:

Integração com o ERP

O Protheus possibilita a integração com o LibreOffice, relatórios são facilmente abertos em uma planilha, bem como em documento diagramado do Draw.

Porém, a integração com modelos de documentos, não consegui fazer funcionar no LibreOffice, sendo que esse processo necessita ser feito manualmente ou através de uma rotina personalizada.

Conclusão

O LibreOffice pode ser a ferramenta padrão para arquivos de um escritório. Já perguntaram se o seu uso é produtivo, posso dizer que é produtivo depois de os usuários se adaptarem.

A maior dificuldade no uso do LibreOffice, está mais relacionada à união da equipe de Tecnologia e da aprovação da Diretoria do que a aceitação dos usuários. Um bom suporte interno faz a diferença, se não houver união da equipe de Tecnologia, haverá reclamações desnecessárias que minam a confiança tanto no LibreOffice, quanto na equipe de Tecnologia.

Os usuários que enfrentam alguma dificuldade pessoal, sofrem mais com as mudanças e demoram mais a usar com segurança o LibreOffice. Outro grupo que apresenta resistência, são os usuários que possuem alta afinidade com outras ferramentas, porém passado um período, estes aplicam suas habilidades e criam documentos incríveis.

A maior vantagem do LibreOffice é que ele é um software livre, a sua segunda vantagem é que ele trabalha muito bem com arquivos gerados em outras ferramentas livres ou não livres, uma terceira vantagem é o favorecimento do uso do GNU/Linux em estações de trabalho, já que o Protheus (ERP) funciona muito bem com GNU/Linux.

O uso por vários do LibreOffice neste escritório, comprova que seu uso pode ser bem-sucedido em ambientes corporativos.

   

Páginas do artigo
   1. LibreOffice como ferramenta padrão
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Formatação de células na planilha do OpenOffice

Trabalhando com mala direta no OpenOffice

CoGrOO (Corretor Gramatical acoplável ao OpenOffice)

Configurando a operadora Vono no Asterisk

Inserindo ou alternando números de páginas no OpenOffice.org

  
Comentários
[1] Comentário enviado por dk_ em 30/12/2014 - 12:50h

Também acho possível a migração para o Libreoffice, embora eu ache que já passou da hora de darem um tapa no visual da suite para facilitar a migração.

O Libreoffice tem uma cara de "Office XP ou 2003", Acho que é uma interface com usabilidade antiga. Tem que pensar em algo mais parecido com o Office 2007 em diante

[2] Comentário enviado por mc.eagle em 30/12/2014 - 15:15h

Realmente, no âmbito das instituições públicas seria de grande valia, haja vista que estamos sempre às voltas com suspeitas de pirataria em órgãos públicos e como é mister que tais órgãos primem pela legalidade é uma excelente alternativa aos pacotes da empresa da bandeira multicolorida. Força & Honra!

[3] Comentário enviado por imhotep em 30/12/2014 - 15:17h

Eu usei o OpenOffice de 2001 (época ainda do StarOffice) até meados de 2009.

Usei produtivamente, prestando serviço para várias corporações de grande porte.
Fiz também minha dissertação de mestrado no OpenOffice.

Mas em 2009 eu voltei ao MS Office por uma questão de custo-benefício para o meu negócio.
Tornou-se mais barato comprar licenças e garantir a compatibilidade com meus clientes, do que ficar quebrando a cabeça pra mexer em formatação de textos específicos, ou programação de planilhas complexas.

Esse foi o meu caso.

Mas pra grande maioria, recomendo fortemente o LibreOffice.
Como o theodoro disse, falta apenas dar um tapa no visual, pois desde o Office 2007, apesar do impacto inicial, tornou-se mais intuitivo trabalhar com o MS Office.

[4] Comentário enviado por joorlando3 em 30/12/2014 - 19:55h

imhotep também fiz minha monografia de graduação com base no LibreOffice ( na época BrOffice).

[5] Comentário enviado por dk_ em 31/12/2014 - 10:07h

Uma vez vi um vídeo com a participação do Olivier Hallot e Eliane Domingos, e pelo que eles comentaram, não era uma preocupação dos desenvolvedores o visual do LibreOffice, estavam mais preocupados com a compatibilidade com o MS Office.

[6] Comentário enviado por joorlando3 em 02/01/2015 - 19:08h

dk_, isso é verdade, a preocupação do LibreOffice é mesmo a compatibilidade, tanto que a última versão obteve muitas melhorias. As pessoas ou empresas que aderiram ao uso do LibreOffice comentam que a compatibilidade com o MS Office é um dos fatores que mais levam em conta.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts