Instalando o Debian Etch sem o Gnome

Por padrão o Debian Etch vem acompanhado do Gnome como gerenciador de janelas. Este artigo é direcionado para aqueles que curtem o KDE e querem uma instalação limpa do Debian Etch já com o KDE.

[ Hits: 37.633 ]

Por: Valério Dias em 02/10/2007


Introdução



Fala, galera!!

Postei este tutorial há umas três semanas no Fórum do Guia do Hardware. Nele eu mostro como instalar o Debian Etch sem o Gnome por padrão. É um tutorial amador, criado por um usuário mais amador ainda. :-P

Este tutorial está numa espécie de "segunda edição - revista e ampliada". =)

Durante a instalação o Debian Etch não oferece uma forma seletiva de instalação dos pacotes. Você tem apenas opções de pacotes pré-determinadas para a instalação, e justamente a escolha do gerenciador de janelas (GNOME, KDE, XFCE, etc) entra nesse "pré-determinadas". Para quem gosta do Gnome basta seguir a instalação padrão, para quem prefere o KDE basta instalar o pacote do KDE posteriormente. Nessa última abordagem teremos dois gerenciadores à disposição: KDE e GNOME. Mas e quem só preferir ter o KDE?

Nas próximas páginas vou abordar as duas situações.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Instalando o KDE numa base já estabelecida do Debian
   3. Instalando o KDE sem o Gnome - mídias necessárias
   4. Instalando o KDE sem o Gnome - instalando o sistema-base do Debian
   5. Instalando o KDE sem o Gnome - instalando o KDE
   6. Configurando o servidor gráfico
   7. Finalizando
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Som sem problemas em notebooks com placa Intel

Autenticando clientes Linux em servidor NIS FreeBSD de forma segura

Instalando Ubuntu 7.04 Feisty Fawn

Debian Linux 4 iniciando o Windows como terminal server

Bind9 em chroot no Debian Lenny

  
Comentários
[1] Comentário enviado por mortanaz em 02/10/2007 - 08:24h

no site www.debian.org tem opção para baixar o cd1 do debian com o KDE, e é bem enxuto.... e tão facil de instalar quanto gnome..

[2] Comentário enviado por lipecys em 02/10/2007 - 08:31h

Valew a dica, muito bom..........

[3] Comentário enviado por removido em 02/10/2007 - 15:29h

Já foi para os meus favoritos.

sniper!

[4] Comentário enviado por dbahiaz em 02/10/2007 - 23:07h

Ola Milk2Can, tudo bom, eu tenho uma dúvida quanto ao uso do apt, veja, vc usou o aptitude e apt-get no artigo, ja li em alguns lugares e aqui mesmo no vol, que o uso do apt-get no debian etch poderia quebrar o sistema,pois, a propria equipe do debian recomenda o uso do aptitude, isso procede? E pq não usou um como padrão, pelo que ja li, eles resolvem pedências de maneira diferente, abraço e agradeço se poder me tirar essa duvida.

[5] Comentário enviado por flpe007 em 03/10/2007 - 09:31h

Muito Bom!!!
é uma baita mão na roda!!!
parabéns!!!

[6] Comentário enviado por milk2can em 03/10/2007 - 19:07h

Opa, então...

Em primeiro lugar quero agradecer pelos comentários.

dbahiaz, não sou um usuário avançado de Linux tal como sou de Windows, mas pelo que eu já li a respeito do apt-get, quando você o usa para instalar pacotes mantendo os repositórios em Stable, a quebra do sistema é rara. Por exemplo o Kurumin era sempre baseado nas versões Testing do Debian e um simples apt-get upgrade ou dist-upgrade era uma questão de loteria, eu mesmo já tive problemas em rodar um dist-upgrade nas versões anteriores ao 7. A partir do Kurumin 7 o sistema passou a se "espelhar" no Stable atual, ou seja, o Debian Etch, então a chance de quebra do sistema pelo uso do apt-get no Kurumin/Debian Etch é mínima. Pelo menos no Etch o apt-get nunca quebrou o sistema.

No tutorial eu usei o aptitude, mas deixei claro que o uso do apt-get também caberia ao caso. De fato reconheço que fui um pouco imprudente em ter usado no texto o aptitude ao invés do sempre padrão apt-get, apesar de que o apt-get instala apenas os pacotes necessários para que um determinado programa funcione, enquanto que o aptitude instala o "kit" completo do programa, instalando também pacotes que no apt-get seriam considerados como SUGERIDOS e RECOMENDADOS.


Contribuir com comentário