Guia de Instalação do Ubuntu

Este artigo visa a ser um guia de instalação do Ubuntu, uma das mais populares distribuições GNU/Linux existentes.

[ Hits: 2.366 ]

Por: - em 16/01/2019


Introdução



Como o próprio título indica, este artigo visa a ser um guia de instalação do Ubuntu, uma das mais populares distribuições GNU/Linux existentes. A instalação do Ubuntu é intuitiva e amigável, inclusive, algumas pessoas consideram-na mais fácil que a do Windows, o sistema operacional da Microsoft.

Neste artigo, será utilizada a versão 18.04 do Ubuntu, de codinome Bionic Beaver, a mais recente versão LTS disponível na data de escrita desta publicação. Apesar disso, o procedimento deverá ser basicamente o mesmo nas próximas versões da distribuição.

Assim que você iniciar a imagem do sistema (disponível em Ubuntu - Download), o Ubuntu começará a preparar o ambiente Live. Live é quando o sistema operacional é carregado na memória RAM, e não nos discos, possibilitando a utilização da distribuição sem alterar o conteúdo dos discos, permitindo assim que o sistema seja testado para os mais diversos fins, sejam eles verificar se o sistema atende ao usuário, ou se o hardware é compatível, dentre muitos outros.

Quando uma tela roxa aparecer, ao apertar a tecla ESPAÇO, informações que podem ser úteis serão mostradas na tela e algumas opções já podem ser definidas, como o idioma. Caso necessite de recursos de acessibilidade, eles podem ser habilitados nas opções que surgirem.

Após um tempo de espera, a interface gráfica deverá ser carregada e uma janela deverá aparecer. Nela, haverá duas seções, uma para escolha do idioma e a outra com dois botões em que um, quando clicado, fará o usuário experimentar o Ubuntu, sem instalá-lo. O outro, já instalará o Ubuntu. Caso você tenha alterado algumas opções na tela roxa, pode ser que essa janela não apareça e você entrará no modo de experimentação, ou no modo de instalação.

Quando for testar a distribuição, haverá um ícone na Área de trabalho que o levará para o instalador.

Instalação

Aprenda a instalar o Ubuntu em sua máquina, com estes passos:

1. Selecione a linguagem e clique em "Continuar":
2. Selecione o layout do teclado. Cada teclado possui seu próprio layout. Por exemplo, um teclado japonês é diferente de um brasileiro, assim como o brasileiro é diferente do americano.

A escrita japonesa se difere muito apresentando o kanji, que é um conjunto de ideogramas, e os silabários hiragana e katakana, e o inglês é um idioma com raríssima utilização de acentos, em que a maioria das palavras que fazem tal uso são estrangeiras. Portanto, os três teclados devem ser diferentes entre si.

Ao selecionar o layout, teste-o no campo "Digite aqui para testar o seu teclado", a fim de ter certeza de que ele é o layout com o qual foi pensado o seu teclado. Se tiver dificuldades para selecionar o layout correto, use o botão "Detectar layout do teclado". Clique em "Continuar":
3. Agora, selecione a forma de instalação. Se deseja um Ubuntu completo, com vários programas instalados, ou um Ubuntu mínimo, com o básico. Também escolha se deseja baixar atualizações enquanto instala o Ubuntu e se quer que sejam instalados softwares de terceiros na instalação. Continue:
4. Selecione o tipo de instalação. Haverá três opções:
  • Limpar o disco e instalar o Ubuntu - Recomendável para iniciantes que queiram manter, pelo menos inicialmente, apenas o Ubuntu como sistema operacional.
  • Instalar o Ubuntu ao lado de outro sistema operacional - Opção muito útil para quem deseja ter dual boot.
  • Opção avançada - Onde o usuário definirá como o disco deve ser particionado.

Caso você tenha pouca ou nenhuma experiência com particionamento, tente usar as duas primeiras opções. Nesta dica, será usada a terceira opção:
5. Você será direcionado para uma seção de particionamento de discos. Seus discos não serão alterados enquanto você não confirmar após clicar no botão "Instalar agora", localizado no canto inferior direito da janela. Selecione o(s) disco(s) para particionar:
6. Você poderá particionar do jeito que quiser. A única partição obrigatória é a com ponto de montagem "/", onde ficará o seu Linux. As principais opcionais são SWAP, /home e /boot, que caso não sejam criadas, serão implementadas em sua partição "/" automaticamente.

SWAP é área de transferência, serve como uma extensão à sua memória RAM, porém, bem mais lenta que ela. SWAP é usada para prover suspensão a notebooks e para auxiliar a sua memória RAM, principalmente nas situações em que ela estiver com muitos endereços de memória sendo alocados.

Quanto à /home, ela cria uma partição destinada a armazenar os seus dados pessoais da pasta /home. Assim, caso o seu sistema Linux venha a ter problemas e sua partição "/" seja apagada, os dados serão mantidos intactos.

/boot é, como o nome indica, para prover o boot de seu computador. Caso a máquina possua UEFI, que está disponível na maioria dos computadores lançados a partir de 2012, pode ser necessário ter uma partição com esse ponto de montagem:
7. Selecione o fuso horário:
8. Defina um nome para um novo usuário, a sua senha e o nome do computador (hostname). É aconselhável manter a opção "Solicitar minha senha para entrar":
9. Seu sistema começará a ser instalado:
   

Páginas do artigo
   1. Introdução
Outros artigos deste autor

Guia para iniciantes no Linux

Guia de Instalação do Arch Linux

Linguagens de programação: o que são e quais existem?

Apresentando a programação orientada a objetos

Guia de Instalação do Slackware

Leitura recomendada

Debian Constantly Usable Testing (CUT)

Pesquisa com slocate, locate e updatedb

AUR - Arch Linux User-Community Repository

Guia introdutório do Linux IV

Comandos básicos para Linux

  
Comentários
[1] Comentário enviado por clodoaldops em 16/01/2019 - 19:17h

-já pensei em fazer um guia de instalação do ubuntu/linuxmint em maquinas com uefi
-detalhando instalação c/ swap + boot + raiz + home
-mas como não tenho nenhum pc que veio com w8/w10 ainda não pude fazê-lo






[2] Comentário enviado por removido em 17/01/2019 - 08:23h

Bom dia,

Ei, não vale !!! Este tipo de artigo ou dica é marca registrada do Dr. Clodoaldo. É muito estranho ler algo assim que não seja dele....kkkkkk
Tenho te acompanhado e percebi que conhece bem o Linux, parabéns por colaborar com o fórum. Tomara que não seja como muitas outras, veem aqui e depois desaparecem....

[3] Comentário enviado por wind0wsm4n em 23/01/2019 - 14:39h

O texto é muito bom, só não entendi a opção pelo Ubuntu. Você ja disse no fórum que não é fã da distro, preferindo o Debian ou o Mint.
Eu gosto e uso o Ubuntu, recomendando o uso dele por novatos ou iniciados. E gosto bastante do Debian, que também uso.
Quanto ao Mint, reconheço que ele tem vantagens para iniciantes, fato que me levaria a fazer um guia de instalação dele também.
Encerrando, bom texto. A comunidade do SL agradece ou, ao menos, deveria agradecer.



[4] Comentário enviado por BiaMonteiro em 23/01/2019 - 14:44h


[3] Comentário enviado por pinduvoz em 23/01/2019 - 14:39h

O texto é muito bom, só não entendi a opção pelo Ubuntu. Você ja disse no fórum que não é fã da distro, preferindo o Debian ou o Mint.
Eu gosto e uso o Ubuntu, recomendando o uso dele por novatos ou iniciados. E gosto bastante do Debian, que também uso.
Quanto ao Mint, reconheço que ele tem vantagens para iniciantes, fato que me levaria a fazer um guia de instalação dele também.
Encerrando, bom texto. A comunidade do SL agradece ou, ao menos, deveria agradecer.





Eu não gosto mas tem quem goste :P
Resolvi dar minha contribuição.

[5] Comentário enviado por absouza em 26/01/2019 - 16:23h

Muito bom o artigo, pretendo portar algo parecido também na comunidade.

[6] Comentário enviado por wind0wsm4n em 02/02/2019 - 17:19h


Faz tempo que não instalo o Linux Mint, mas fui contirmar e vi que o instalador é o mesmo; exatamente igual, só mudando o tema, ou a "decoração".

Isso quer dizer que quem quiser instalar o Linux Mint pode seguir seu artigo, que é um "dois em um".

Verificado aqui:

https://olhardigital.com.br/dicas_e_tutoriais/noticia/linux-como-instalar-o-mint-e-configura-lo-a-su...


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts