Filtros do Instagram no Gimp

Neste artigo veremos como instalar alguns scripts em Python que criam filtros similares aos do Instagram no editor de imagens Gimp.

[ Hits: 2.428 ]

Por: Fábio Berbert de Paula em 26/06/2020 | Blog: https://youtube.com/c/cotidianohackeado


Introdução



Uma das principais vantagens do Gimp sobre a concorrência é o fato dele ser um aplicativo multi-plataforma, com versões para Linux, Windows e macOS. O recurso que vou demonstrar irá funcionar no Gimp em qualquer plataforma.

Para disponibilizarmos filtros similares aos do Instagram no Gimp iremos recorrer ao Python-fu, um recurso do editor de imagens que nos permite usar scripts em Python para automatizar tarefas.

O primeiro passo é descobrir se sua instalação do Gimp possui suporte a Python-fu. Clique no menu "Filtros" e verifique se há a opção "Python-fu":
Ele geralmente vem instalado por padrão, caso não esteja, instale o pacote gimp-python e reinicie o Gimp após concluir a instalação:

sudo apt install gimp-python

O próximo passo é descobrir onde fica o diretório de instalação de plug-ins do seu Gimp. Esse caminho pode variar de distribuição para distribuição e para cada sistema operacional. Clique no menu:

Editar > Preferências

Na janela que se abre, role até a opção "Pastas" e clique em "Plug-ins":
Note que tenho duas opções:
  • /home/fabio/.config/GIMP/2.10/plug-ins
  • /usr/lib/gimp/2.0/plug-ins

A primeira opção é o caminho local, onde a instalação dos plug-ins ficarão disponíveis somente para meu usuário e a segunda opção é o caminho global, cujos plug-ins ficarão disponíveis para todos os usuários.

Optarei pela instalação local por motivos de portabilidade, se eu mudar de máquina basta levar meu diretório $HOME para a nova instalação que todos os meus plug-ins estarão lá.

Obtendo a coleção de scripts

Agora que já sabemos onde instalar, vamos baixar a coleção de scripts. Encontrei os filtros em um site alemão lotado de paywall na jornada até a possibilidade do download. Então para facilitar a nossa vida resolvi criar um repositório no GitHub com os arquivos, que foram distribuídos sob licença GPL pelo autor original, Marco Cripa (meu muito obrigado!).
Vamos aos comandinhos para clonar o repositório via linha de comando:

git clone [email protected]:fberbert/gimp-instagram-filters.git

Entre no diretório criado:

cd gimp-instagram-filters

Verifique o sub-diretório plug-ins:

ls plug-ins
gimp_instagram_1977.py
gimp_instagram_amaro.py
gimp_instagram_apollo.py
gimp_instagram_brannan.py
gimp_instagram_earlybird.py
gimp_instagram_gotham.py
gimp_instagram_hefe.py
gimp_instagram_hudson.py
gimp_instagram_inkwell.py
gimp_instagram_lofi.py
gimp_instagram_lord_kelvin.py
gimp_instagram_mayfair.py
gimp_instagram_nashville.py
gimp_instagram_poprocket.py
gimp_instagram_rise.py
gimp_instagram_sierra.py
gimp_instagram_sutro.py
gimp_instagram_toaster.py
gimp_instagram_valencia.py
gimp_instagram_walden.py
gimp_instagram_willow.py
gimp_instagram_XproII.py


Copie os arquivos para o diretório de instalação do Gimp. Mude o destino abaixo de acordo com seu ambiente:

cp -v plug-ins/*py ~/.config/GIMP/2.10/plug-ins

Reinicie o Gimp (fechar e abrir novamente) e abra uma imagem qualquer. Note que agora já temos, no menu "Filtro", um sub-menu "Instagram" com todos os filtros que instalamos:
Vamos por exemplo aplicar o filtro "Mayfair" em nossa imagem do Tux original. Antes:
Clique em:

Filtros > Instagram > Mayfair

Depois:
Agora repare na caixa de diálogo de camadas, o script criou uma camada contêiner chamada Mayfair Effect e abaixo dela a combinação de vários efeitos a fim de reproduzir o filtro original do Instagram.
Linux: Filtros do Instagram no Gimp
Eu particularmente não gostei da borda escura que foi adicionada à imagem, que na verdade é a combinação dos efeitos "blackBorder" e "whiteBorder". É possível editar o script Python e remover ou alterar esses procedimentos. Quer saber como? Esse assunto eu abordei na versão em vídeo deste artigo que gravei para o canal Cotidiano Hackeado:
Como eu gosto de Python, de Gimp e adoro futucar nas coisas, assim que sobrar um tempo vou dar uma estudada em Python-Fu e escrever alguma coisa sobre o assunto.

Até a próxima!

   

Páginas do artigo
   1. Introdução
Outros artigos deste autor

Entrevista com um hacker, via Internet

Desbloquear a tela do Android pelo PC (PIN)

Torne-se um DJ usando Linux

Como baixar fotos e vídeos do Instagram com Python

Usando o "at" para agendamento de tarefas

Leitura recomendada

Blender para todos! - Parte II

O desenvolvimento da computação gráfica associado ao dos vídeo games

Instalando o Inkscape no Slackware

Enfeite o LILO com uma imagem de seu gosto

Transparência de janelas no KDE

  
Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.


Contribuir com comentário