Fedora: 5 passos essenciais

Configuração pós-instalação, inicial e básica, para usuários que pretendem usar Fedora pela primeira vez.

[ Hits: 31.944 ]

Por: Xerxes Lins em 25/05/2011 | Blog: https://voidlinux.org/


5 primeiros passos



Aviso: os passos deste artigo foram testados com Fedora 15, mas devem funcionar para outras versões.

O objetivo deste artigo é ajudar usuários iniciantes, mas não completamente leigos, a dar os primeiros passos na configuração  da distribuição Fedora 15 para uso doméstico, ou seja, para realização de tarefas do dia-a-dia sem ter que sofrer com falta de aplicativos e pacotes específicos que não são instalados por padrão.

Muitas distribuições Linux são consideradas “para iniciantes”, como por exemplo as distribuições Ubuntu, Mint, MEPIS e outras, porque facilitam muito a vida do usuário que quer apenas usar o sistema operacional sem (muita) preocupação com configuração.

O artigo justifica-se porque Fedora não é considerada para iniciantes, embora seja bem completa, justamente porque possui um perfil generalista, podendo ser usada para atividades domésticas, de escritório ou como servidor, tudo vai depender de como a mesma será configurada.

Algumas características da distribuição Fedora:
  • É desenvolvida por uma comunidade mundial livre;
  • Recebe incentivo da RedHat, a maior empresa de suporte Linux do mundo.
  • É uma das distribuições mais atualizadas, com os pacotes mais novos;
  • Possui grande quantidade de pacotes nos repositórios.
Mais informações sobre Fedora em:
E também em:
Página oficial do projeto em português:
Dowload da distribuição:
Outras versões (KDE, Xfce e LXDE):
Versões Spins:

Instalação?

O processo de instalação do Fedora é simples, basta dar boot pelo CD ou DVD, escolher Instalar ou, no caso do Live-CD, clicar no ícone “Install to Hard Drive” e seguir os passos, não esquecendo de escolher corretamente seu teclado (normalmente ABNT2). Acredito que não seja necessário um tutorial sobre isso. Começaremos do ponto logo após a instalação, levando em conta que: o usuário já está conectado à Internet e o usuário padrão foi configurado (durante a instalação) como administrador.

Passo 1 - Atualizar sistema

Yum é o gerenciador de pacotes no Fedora. Para mais detalhes acesse:
No terminal, para atualizar todo o sistema, faça:

sudo yum -y update

A opção “-y" faz com que seja confirmada (yes) todas as perguntas que possam surgir. Para mais informação sobre os parâmetros do yum, faça:

sudo yum --help

Obs.: o comando “sudo” só funcionará com o seu usuário padrão caso o mesmo tenha sido configurado como administrador durante a instalação. Se você não fez isso, então ao invés de usar: sudo comando use:

$ su -c ‘comando’

(sim, com aspas simples)

E digite a senha de root ao invés da senha de usuário.

Reinicie o sistema caso não opte por realizar o passo 2.

Passo 2 (opcional) - Desabilitar SELinux

Para saber o que é SELinux acesse:
Porque desabilitar o SELinux? Para não ser incomodado com mensagens e avisos que podem atrapalhar a experiência do usuário. Porém, trata-se de um passo opcional. Para prosseguir faça:

sudo vi /etc/sysconfig/selinux

Troque “enforcing” por “disabled” deixando assim:

# This file controls the state of SELinux on the system.
# SELINUX= can take one of these three values:
#   enforcing - SELinux security policy is enforced. (default)
#   permissive - SELinux prints warnings instead of enforcing.
#   disabled - SELinux is fully disabled.
SELINUX=disabled
# SELINUXTYPE= type of policy in use. Possible values are:
#   targeted - Only targeted network daemons are protected.
#   strict - Full SELinux protection.
SELINUXTYPE=targeted

Reinicie o sistema.

Passo 3 - Adicionar RPM Fusion

RPM Fusion são repositórios extras (free e non-free) que fornece softwares que não existem nos repositórios oficiais do Fedora. Mais informações em:
Para adicionar esses repositórios, caso a versão da sua distro Fedora seja a estável, use:

sudo yum localinstall --nogpgcheck http://download1.rpmfusion.org/free/fedora/rpmfusion-free-release-stable.noarch.rpm http://download1.rpmfusion.org/nonfree/fedora/rpmfusion-nonfree-release-stable.noarch.rpm

Se for uma versão instável, como Hawhide ou beta, por exemplo, use:

sudo yum localinstall --nogpgcheck http://download1.rpmfusion.org/free/fedora/rpmfusion-free-release-rawhide.noarch.rpm http://download1.rpmfusion.org/nonfree/fedora/rpmfusion-nonfree-release-rawhide.noarch.rpm

Após isso, atualize os repositórios com:

sudo yum -y update

Passo 4 - Configurar Idioma do sistema

A versão Live-CD não vem com suporte completo a idiomas. Para instalar o configurador de idiomas faça:

sudo yum -y install system-config-language

Depois de instalar, execute:

sudo system-config-language

E escolha “portuguese (Brazil)”.

Passo 5 - Instalar softwares adicionais

Caso queira procurar algum programa use o comando:

sudo yum search nome_do_programa

Exemplo:

sudo yum search yum

Com o comando acima você buscará programas que contenham “yum" no nome e você provavelmente verá, dentre os resultados, vários plugins para o Yum. Um desses plugins é interessante. Trata-se do “yum-plugin-fastestmirror” cujo objetivo é selecionar o servidor mais veloz antes de executar algo. Caso queira instalá-lo use:

sudo yum install yum-plugin-fastestmirror

O plugin será usado na próxima vez que você usar o Yum.

A partir desse ponto, basicamente, quase tudo é uma questão de instalar aplicativos. Muitos softwares, se não forem encontrados nos repositórios, podem ter uma versão .rpm para download no site oficial.
    Próxima página

Páginas do artigo
   1. 5 primeiros passos
   2. Mais dicas e conclusão
Outros artigos deste autor

Adblock: sim ou não? (tretas everywhere)

Sujando as mãos ao instalar Arch Linux (método de instalação novo)

Embelezando o Xubuntu 12.04

Lidando com compactação de arquivos no Linux

Criando um servidor FTP acessível fora da LAN com o Proftpd

Leitura recomendada

Shell Script Para Iniciantes - Parte I

Nova geração Linux

Visão geral do X-Windows

Lógica para Computação - Parte V

Partições - Montagem na marra!

  
Comentários
[1] Comentário enviado por Morvan em 25/05/2011 - 09:22h

Bom dia.
Ótimos conselhos. Sugeriria também baixar o EasyLife (o nome diz tudo: resolve um bocado de coisas automaticamente para você), (link: https://sourceforge.net/projects/easylife-linux/).

Morvan, Usuário Linux #433640.

[2] Comentário enviado por xerxeslins em 25/05/2011 - 09:24h

Morvan, muito obrigado pela dica!

#edit:

mas ainda só tem para fedora 14.. vou aguardar um pouco até aparecer para o 15.

[3] Comentário enviado por Morvan em 25/05/2011 - 09:50h

Bom dia.
Não há de que. Vale a espera. O Easy é muito bom. Tem também um script (se não me engano, Autoten) no SourceForge.Net que é uma mão-na-roda.

Morvan, Usuário Linux #433640.

[4] Comentário enviado por eldermarco em 25/05/2011 - 10:33h

@xerxeslins, obrigado pelas dicas e contribuir com o fedora! Gostaria apenas de fazer algumas observações de alguns trechos que podem facilitar as coisas para o usuário ou ser uma alternativa melhor, dependendo da situação:

Em relação a instalação do do dicionário aspell, pode-se instalar o pacote aspell-pt em vez de instalar direto dos fontes.

# yum install aspell-pt

Pode ser uma boa ideia instalar o Chromium em vez do Chrome, visto que existe um repositório deste especificamente para o fedora ( e ainda não foi adicionado aos repositórios oficiais devido a rigidez do projeto fedora para com os pacotes, termos de licenciamento dos mesmos, etc). Instruções, aqui:

http://www.projetofedora.org/wiki/index.php/Chromium

Já faz um bom tempo que planejo, junto com um amigo, manter alguns pacotes RPM que por um motivo ou outro, não se encontram nos repositórios oficiais ou no RPMFusion e muito provavelmente, nunca estarão por lá. O problema é que por um motivo ou outro, ainda não setamos os repositórios, mas os pacotes rpm fonte estão disponíveis. Nesse caso, o pacote rpm do flash de 64 bits foi empacotado por mim, mas ainda está somente o arquivo *.src.rpm que permite gerar o pacote rpm para a versão de 64 bits. Assumindo que você tem o rpmbuild instalado e tudo configurado para criar o rpm -- incluindo a versão de 64 bits do fedora, já que quer um pacote de 64 bits --, faça:

$ cd ~/rpmbuild/SRPMS

Então baixe o pacote rpm fonte flash-plugin64 no endereço http://rpm.eldermarco.com/srpms/

$ wget -c <link_para_o_pacote_rpm_fonte>

E recrie o rpm com o comando:
$ rpmbuild --rebuild flash-plugin64-*.src.rpm

E instale-o:


$ cd ../RPMS/x86_64
$ su -
# yum localinstall flash-plugin64*.rpm --nogpgcheck

E pronto. Apenas desinstale esse pacote instalado manualmente antes porque poderá ter conflitos. Alguns outros pacotes rpm fonte estão lá também, se interessar. Atualizando, sempre que tem uma nova versão e me sobra um tempo livre. :)

Sobre o uso do easyLife, caso alguém se interesse, tem uma dica minha aqui no VOL mesmo:

http://www.vivaolinux.com.br/dica/Facilitando-a-vida-no-Fedora-com-o-easyLife

Mais uma vez, valeu!
Abraços.

[5] Comentário enviado por iz@bel em 25/05/2011 - 10:44h

Interessante, ontem eu baixei o Fedora 15 e hoje tenho um "How To Desktop Perfect Fedora 15" rsrsrsrs
Vou até dá um tempinho antes de instalar para vê se esse How To engorda mais um pouquinho rsrsrs

Parabéns xerxeslins!

[6] Comentário enviado por izaias em 25/05/2011 - 11:22h

Instalei o Fedora-15 LXDE. Para quem está buscando simplicidade e leveza é uma boa, pessoal.

Excelente contribuição, Xerxes. Vou aplicar/testar tudo o que recomenda. Favoritado!
Elder, a complementação esclareceu outras coisas também.

Parabéns, Linuxers!!!

[7] Comentário enviado por nicolo em 25/05/2011 - 11:59h

O artigo é ótimo. Entendo que é urgente divulgar o Linux para os "novos" usuários
sem o que o futuro do LInux fica difícil.
Para quem começa uma coletânea de dicas é fundamental porque orienta, guia e torna o começo mais simples. O primeiro susto não pode ser traumático, senão o "novo" usuário acaba desistindo, mormente se não for profissional ou estudante de informática, e a grande maioria de potenciais novos adeptos não é.
Não conheço o Fedora, não sei se uma parte dessas configurações poderiam ser efetuadas em interface gráfica. Esperava algo mais user-friend.
Nota 10 para o artigo.

[8] Comentário enviado por xerxeslins em 25/05/2011 - 12:43h

Valeu nicolo!!

Valeu a todos que estão contribuindo com comementários que na verdade são dicas! Todos só ganham com isso!

[9] Comentário enviado por clodoaldops em 25/05/2011 - 17:22h

Artigo muito bom! Sem enrolação e direto ao ponto! Muito bom mesmo!
Instalei em tri-boot com svene e ubuntu e agora é só seguir suas dicas!
Parabens!
E obrigado!

[10] Comentário enviado por pinduvoz em 25/05/2011 - 18:40h

Eu venho instalando Fedora desde o 5, embora tenha "pulado" as versões 6 e 7. Depois do Fedora 8 descobri o EasyLife e nunca mais me preocupei com configurações pós-instalação.

[11] Comentário enviado por clodoaldops em 25/05/2011 - 18:48h

pinduvoz... o problema é que o easy life do fedora15 ainda num tá disponivel.

[12] Comentário enviado por xerxeslins em 25/05/2011 - 19:56h

bem, como sou novato no fedora, nem me liguei no easylife. Quando o Morvan citou o easylife eu lembrei que uma vez eu usei, mas não lembro em que versão do Fedora. Quando fui baixar, vi que ainda não tinha para versão 15 do Fedora.

Pelo menos as dicas ajudam a quem quer fazer as coisas antes do easylife para versão 15. Mas algumas coisas do artigo ainda são úteis e que não existem no Easylife, como a instalação do Vero e Cogroo.

Abraço!

#Edit:

quando sair o easylife 15 eu adiciono essa dica ao artigo! obrigado a todos!

[13] Comentário enviado por removido em 25/05/2011 - 22:32h

Olá xerxeslins,

Parabéns pelo artigo, tenho certeza que suas dicas ajudara os novos usuários dessa distro fantástica, e também quero deixar mais link com algumas dicas de configuração do fedora:

http://www.projetofedora.org/forum/viewtopic.php?p=11629#p11629

Abraços!


[14] Comentário enviado por Slacker em 26/05/2011 - 11:16h

Boa Wood! Hoje instalei o Fedora 15 KDE Spin...muito jóia e bonitão. Tô tunando ele agora. Abraços. The_Avatar

[15] Comentário enviado por xerxeslins em 26/05/2011 - 13:41h

Valeu Avatar!

Tbm baixei hoje a versão KDE vou instalar quando chegar em casa.


[16] Comentário enviado por dbahiaz em 26/05/2011 - 17:31h

Agarrei no passo 3,alguém da uma ajudinha, da um erro quando adiciono o rmpfusion e tento atualizar...erro:
"aviso: rpmts_HdrFromFdno: Cabeçalho V3 RSA/SHA256 Signature, ID da chave 00a4d52b: NOKEY
Retrieving key from file:///etc/pki/rpm-gpg/RPM-GPG-KEY-rpmfusion-free-fedora-15-i386
A obtenção da chave GPG falhou:[Errno 14] Could not open/read file:///etc/pki/rpm-gpg/RPM-GPG-KEY-rpmfusion-free-fedora-15-i386"

Já tentei várias vezes, reinstalei, apaguei as entradas no "repos.d" e nada

Um ponto positivo pro Fedora é que está bem rapido!

[17] Comentário enviado por izaias em 26/05/2011 - 17:37h

Tente isso, Ronnie:

su -c 'rpm --import /etc/pki/rpm-gpg/*'

Você receberá algumas mensagens de erro como “importação falhou”, mas é assim mesmo. Aqui deu certo.

[18] Comentário enviado por dbahiaz em 26/05/2011 - 18:14h

Rapa, num é que resolveu rss...agora vamos continuar a nadar...

Obrigado!

[19] Comentário enviado por eldermarco em 26/05/2011 - 19:48h

Geralmente o yum importa a chave na primeira vez que precisa utilizá-la. Ele pergunta para o usuário se quer importá-la e daí vai que é uma beleza =]

Mas esse método aí também resolve o problema e acho até mais recomendado.

[20] Comentário enviado por izaias em 26/05/2011 - 19:49h

Ótimo! Que fique como dica para o artigo, então.

[21] Comentário enviado por izaias em 26/05/2011 - 23:37h

Xerxes, com sua licença, posto um link para Multimídia no Fedora-15:
http://linuxlike.blogspot.com/2011/05/multimidia-no-fedora-15-como-adicionar.html#more

[22] Comentário enviado por xerxeslins em 27/05/2011 - 00:32h

Legal! Mais dicas para os usuários!

[23] Comentário enviado por crf-rafa em 27/05/2011 - 18:10h

Nunca dei certo com o Fedora, n detecta minha placa wifi ;P

[24] Comentário enviado por Morvan em 27/05/2011 - 19:00h

Boa noite.
crf-rafa, já tentaste compilar a partir dos fontes da placa? A propósito qual é a tua placa? Quando tu emites um "lspci" ou um "lsusb", qual a identificação da placa?
O driver de dispositivos é disponibilizado (ou não) em base de Kernel, e não em base de distro. Quer dizer, via de regra, o driver estará ou não disponível para o dispositivo quando houver um driver do Kernel para ele.
A propósito, já pediste ajuda em algum fórum, ou aqui, por exemplo?

Abraços,

Morvan, Usuário Linux #433640.

[25] Comentário enviado por mcnd2 em 28/05/2011 - 19:37h

Muito bom xerxes...

Simples e prático.

Faz tempo desde meu início que não mexo com 'rpm'. Desde o CL8.

Parabéns pelo artigo.

Me instimulou a baixar e instalar em for-boot no notebook junto com o seven/lmde/debian, rsrsrsr...

abraço

[26] Comentário enviado por trc13 em 28/05/2011 - 21:00h

RPMFusion pro Fedora 15 disponível!!

[27] Comentário enviado por crf-rafa em 29/05/2011 - 14:24h

Morvan minha placa é uma Realtek 8187se, ja pedi ajuda aqui. Pesquisei no google, forum do fedora... Acho q foi quando saiu o Fedora 14. Ia migrar do Ubuntu pra ele quando estava testando distribuiçoes pra escolher uma. Não teve solução, o debian tb nao detectava mas recompilei o Kernel e foi de boa, no Squeeze ta funcionando perfeitamente.

rafa@rafa-debian:~$ lspci | grep Network
04:00.0 Network controller: Realtek Semiconductor Co., Ltd. RTL8187SE Wireless LAN Controller (rev 22)


[28] Comentário enviado por Morvan em 29/05/2011 - 15:42h

Boa tarde.
Amigo CRF-Rafa, esta placa é um "embroglio". Há várias versões dela e todas horrendas, mesmo com o Windows (sob Windows, o desempenho delas é sofrível, a exemplo do seu uso via Linux). O meu note possui uma variante delas, a 8187b. Sinal instabilíssimo. Mas, desde o Fedora 11 conecta, sem precisar compilação. É possível que a série SE não seja contemplada por este driver.

Lembrete a todos: o EasyLife para Fedora 15 já está disponível. Basta baixá-lo a partir de: http://ufpr.dl.sourceforge.net/project/easylife-linux/easyLife/3.0-0%20for%20Fedora%2015/easylife-3.... e ir para a galera...

Abraços,

Morvan, Usuário Linux #433640.

[29] Comentário enviado por crf-rafa em 29/05/2011 - 18:23h

Eu só usei distribuiçoes "Debian Like", queria testar o fedora so por curiosidade ;P
Cara esse EasyLife é Show *-*

[30] Comentário enviado por fabiosdias em 30/05/2011 - 02:43h

o fedora é ótimo, mas, como sou novato, não consegui encontrar onde eu adiciono novo hardware, como no ubuntu! alguém pode me ajudar, pois o Fedora 15 não ativou minha wifi. obrigaod

[31] Comentário enviado por xirux em 30/05/2011 - 10:46h

Que beleza de tópico! Sou debiano, mas admirador do Fedora...que por sinal, saiu na frente de novo com o fantástico Gnome-shell. Não sei se por que, mas Debian parece mais fácil de usar, porém sempre mantenho o Fedora por perto com carinho. Parabéns ao tópico, vou eu instalar o Fedora 15 com a ajuda de todos vocês...que bom pertencer á este grupo!

[32] Comentário enviado por eduardoweiland em 30/05/2011 - 14:48h

Eu já testei vários distros para escolher qual vou instalar (sempre usando LiveUSBs) e continuo testando, mas o Fedora não perde a liderança jamais. Pena que o meu hardware é super lento (uma tartaruga é mais rápida), para rodar com o GNOME 3, então agora estou baixando a spin LXDE para testar... realmente um excelente tutorial!

Abraços do Linux User #529990
E Viva O Fedora!

[33] Comentário enviado por technoservice em 30/05/2011 - 21:55h

Gostaria de parabeniza-lo gostei muito. estou começando no mundo fedora... e foi de fundamental importância o seu artigo.
JÁ SAIU A NOVA VERSÃO DO EASYLIFE
http://sourceforge.net/settings/mirror_choices?projectname=easylife-linux&filename=easyLife/3.0-0%20...

Só uma perguntinha:
Esse pacote faz a mesma coisas que o ubuntu-restricted-extra faz para o ubuntu? (séra de suma importância para instalação em larga escala pra mim).

[34] Comentário enviado por clodoaldops em 30/05/2011 - 23:25h

Com Easy Life e o RPM Fusion fica masi facil né?

[35] Comentário enviado por Morvan em 01/06/2011 - 11:57h

Bom dia.
Para tornar ainda mais fácil, visite este endereço: http://projetofedora.org/wiki/index.php/FAQ_do_Fedora_15

Abraços,

Morvan, Usuário Linux #433640

[36] Comentário enviado por marcelohcm em 02/06/2011 - 09:55h

vou ser sincero.... eu não gostei do fedora...

[37] Comentário enviado por removido em 03/06/2011 - 13:36h

Boa tarde. Sou novo no universo Linux e estou testando algumas Distros pra ver com qual me adapto mais. Baixei o LivdCD do Fedora 15 e adorei a interface, só que não consegui configurar rede DSL, só aprece a opção VPN no LiveCD. Tem como configurar DSL no LiveCD do Fedora 15? Valeu.

[38] Comentário enviado por izaias em 03/06/2011 - 14:13h

Clique no ícone de rede no painel. Em 'Configurações de Rede, dê um duplo-clique em 'Opções' que vai aparecer a aba 'DSL', clique nela e configure.
Não esqueça de desmarcar as opções de 'Conectar Automaticamente' em 'Wired'.

[39] Comentário enviado por removido em 03/06/2011 - 14:27h

Muito obrigado Izaias, nunca iria imaginar o lance do duplo clique. Valeu mesmo. E sobre o tutorial, ficou muito bem elaborado, assim que instalar o Fedora 15 aqui, eu vou seguir os 5 passos. Obrigado!

[40] Comentário enviado por jeffersonw em 11/07/2011 - 09:33h

Bom dia, gostaria de agradecer pelas dicas e tirar uma duvida, segui os passos para desabilitar o SELinux, pq toda vez que rodo algo com o Eine aparecem aqueles avisos chatos, mas não sei se deu certo, pois agora nao aparece os avisos como antes, aparecem diferentes e o programa que mostra as mensagens de erro nao abre mais, fica carregando mas nao abre, tentei refazer os passos descritos acima, mas aparece isso agora:

E325: ATTENTION
Found a swap file by the name "/etc/selinux/.config.swp"
owned by: root dated: Mon Jul 11 08:44:52 2011
file name: /etc/sysconfig/selinux
modified: YES
user name: root host name: Erica
process ID: 2177
While opening file "/etc/sysconfig/selinux"
dated: Sat Jul 9 22:22:23 2011

(1) Another program may be editing the same file. If this is the case,
be careful not to end up with two different instances of the same
file when making changes. Quit, or continue with caution.
(2) An edit session for this file crashed.
If this is the case, use ":recover" or "vim -r /etc/sysconfig/selinux"
to recover the changes (see ":help recovery").
If you did this already, delete the swap file "/etc/selinux/.config.swp"
to avoid this message.
"/etc/sysconfig/selinux" 13L, 458C
Press ENTER or type command to continue

Tentei os comandos acima, mas sou novo em linux tb, então nessa area de linhas de comando sou muito leigo, gostaria que me ajudassem, ao menos a restaurar as coisas, pois está mais chato que antes... Agradeço pela atenção, muito obrigado!

[41] Comentário enviado por eldermarco em 11/07/2011 - 11:26h

Está dizendo que um arquivo de troca foi encontrado em /etc/selinux/.config.swp. Arquivos desse tipo são criados quando usamos o vim para editar eles. Por exemplo, se você quer editar o arquivo leiame.txt dentro do diretório /home/jose com o vim, você fará algo como:

$ cd ~
$ vim leiame.txt

E o vim irá abrir o arquivo. Mas também irá criar o arquivo /home/jose/.leiame.txt.swp que é um arquivo de troca. Assim que você sair do editor, salvando o arquivo, o vim excluí esse arquivo de troca. No entanto, se por algum motivo o programa se encerrar de modo abruto, o arquivo de troca poderá ficar lá e se tentar editar novamente ele, o vim irá avisar disso.

No entanto, no seu caso, acho que basta apens apagar esse arquivo (você já tem o arquivo /etc/selinux/config editado corretamente e colocado no local correto, certo?):

$ su
senha: (senha do root aqui)
# cd /etc/selinux
# rm .config.swp
# exit
$

Creio que isso deverá resolver.

[42] Comentário enviado por jeffersonw em 12/07/2011 - 08:30h

/obrigado pela dica, vou testar agora, será que vc poderia me dizer exatamente como edito o texto pra desabilitar o Selinux? Mexi um pouco e descobri que teclando i, consigo digitar, mas tenho medo de acabar estragando alguma coisa e tendo que reinstalar o sistema novamente, será que vc poderia me ajudar? Obrigado!

[43] Comentário enviado por xerxeslins em 12/07/2011 - 08:43h

olá jeffersonw,

ao invés de usar o comando "sudo vi /etc/sysconfig/selinux",

use o comando: "sudo gedit /etc/sysconfig/selinux"

no artigo usei "vi" porque costumo fazer tudo no terminal, mas caso queria resolver seu problema rapidamente, use o gedit. Depois com calma você pode pesquisar sobre como usar o editor vi.

o resultado final deve ser:

# This file controls the state of SELinux on the system.
# SELINUX= can take one of these three values:
# enforcing - SELinux security policy is enforced. (default)
# permissive - SELinux prints warnings instead of enforcing.
# disabled - SELinux is fully disabled.
SELINUX=disabled
# SELINUXTYPE= type of policy in use. Possible values are:
# targeted - Only targeted network daemons are protected.
# strict - Full SELinux protection.
SELINUXTYPE=targeted

Abraço.

[44] Comentário enviado por jeffersonw em 13/07/2011 - 09:50h

Valeu Xerxes, consegui fazer com o Gedit, quer dizer, na realidade com o KWrite, pois estou usando KDE, mas só me dei conta disso depois que deu "Gedit: comando inválido :P. Mas mudar apenas a opção de "enforcing" para disabled não adiantou, as msgs de alerta continuaram aparecendo, então resolvi mudar "targeted" para outra opção, aqui no tutorial consta "strict" mas no meu é outra coisa, "sml" ou algo parecido, aí funcionou, rodo coisas com o Wine e não aparecem mais aqueles alertas chatos! Obrigado pelas dicas.

[45] Comentário enviado por removido em 08/08/2011 - 21:24h

Olá, o artigo é legal, porém as versões anteriores diferem um pouco, se analisar que no fedora 15 o gnome vem com a versão 3.0 que muda uma parte funcional do ambiente algumas formas funções descritas no artigo só funcionam mesmo no Fedora 15

[46] Comentário enviado por wanderson33 em 05/10/2011 - 19:15h

boa noite estou tentando testar o fedora so q estou com o sequinte problema depois de instalar e atualizar o fedora no dia seguinte n consequi mais entrar nele.

na tela de login da o erro de authentic falhou. ja sequi algumas dicas da net e nada
ja fiz userdel nome
adduser nome
ele cria o nome e pede a senha digito a do root a minha e nada continua a mensagen.

sequi esta http://markmail.org/message/fxlga5yz44bwejea

e sem solucao


[47] Comentário enviado por Morvan em 06/10/2011 - 08:17h

Bom dia.
Wanderson33, intercepte o boot (pressionando várias vezes as teclas de cursor, por exemplo, e edite a linha do kernel que você vai rodar. Digamos que ela está assim:

"linux fedora???.??? root=????..." e ponha um "3" após o parâmetro "root". Pode também colocar a palavra "single". Ambos vão fazer você rodar o sistema em modo texto. No prompt, após entrar com o Root, comande "userdel <Nome>"; comande depois: "useradd <nome[2]>.
Por fim, crie a senha do usuário recentemente criado: "passwd <nome[2]>".

Se quiser, pode emitir aí mesmo um (ainda como Root) "init 5", para levantar a interface gráfica e dê logon com o usuário recém criado. Se quiser, reinicie.

:-)

Morvan, Usuário Linux #433640.

[48] Comentário enviado por WellSantosRJ em 27/02/2013 - 22:37h

Galera, acabei de instalar o Fedora18 e baixei o RPM e instalei o Chrome. Aparentemente tudo ocorreu perfeitamente, instalei na mão todas as dep e o ícone até mostra nos aplicativos instalados, mas quando clico nele, nada funciona e mesmo dando um ps aux, nenhum processo dele aparece. Alguém tem alguma idéia do q pode ser? Desde já agradeço.

[49] Comentário enviado por Morvan em 28/02/2013 - 00:41h

Boa noite.

WellSantosRJ, no seu caso, eu aconselharia instalar o Chrome via Yum:

yum install google-chrome-[stable | unstable].
Eu tenho o google-chrome-unstable rodando redondo na minha máquina (Fedora 18 - x64). A virtude de se instalar via yum é que ele checa as dependências para você e as instala, sob sua permissão.

Abraço,

Morvan, Usuário Fedora 18 - Linux #433640.


Contribuir com comentário