Erro no KDM (temas) depois de update no Sabayon

Todos nós, hoje em dia, usamos alguma interface gráfica em nosso sistema, desde o mais simples ao mais robusto, logo usamos um gerenciador de login gráfico também (se assim preferir). Nesse aspecto de interface gráfica, os menos entendidos não vão saber lidar com algum problema relacionado ao mesmo por motivo desconhecido.

[ Hits: 5.021 ]

Por: Glauber GF em 10/03/2014 | Blog: http://www.vivaolinux.com.br/~mcnd2


Analisando o fato e resolvendo o problema



Analisando o fato

No meu Sabayon, recentemente, houve algumas atualizações de pacotes relacionados ao KDE, KDM, kernel, etc. Logo, autorizei o sistema para fazer a atualização com todos os pacotes marcados.

A atualização, como sempre no Sabayon (ou em outra distribuição Rolling Release), se você não atualiza constantemente, vem uma "pá" cheia de Megabits para ser baixado, uma "pá" não, um monte! (rS)

Depois das atualizações concluídas com sucesso, não tive problema algum.

O problema veio depois que eu tinha desligado o computador e retornei a ligar. Tudo ocorreu numa boa, mas quando fui para me logar, cadê o gerenciador de login KDM?

Numa hora dessa, o menos experiente não saberá o que fazer! E agora?

Primeiro, deverá analisar o que retornou na tela. Se houve algum erro, arquivo não encontrado, etc. Analise e não fique se lamentando, ponha a cabeça pra pensar!

No meu caso, me retornou uma janela com a seguinte mensagem:

  "Não foi possível abrir o arquivo de tema: /usr/share/apps/kdm/themes/sabayon"

Como pode? Até a última atualização, nunca tive problemas.

Essa análise deverá proceder em relação do que você já fez ou o que vem fazendo com seu sistema. Instalando e desinstalando pacotes, temas, gerenciador de login, interface gráficas, etc. Testando uma coisa ali, outra aqui.

Como já sabemos, o caminho do arquivo de tema não encontrado, retornado pela mensagem, vamos navegar até esse diretório e vermos quais os temas que temos lá.

Na tela "preta", logue-se como root, pois vai ter que ter acesso de escrita para o que vamos fazer:

Sabayon login: root
Password:...

# cd /usr/share/apps/kdm/themes/
# ls
ariya circles elarun horos oxygen oxigen-air

Vemos que temos 6 temas instalados para o KDM (ariya, circles, elarun, horos, oxygen e oxigen-air). Mas, cadê o tema "sabayon" que tinha antes? Sumiu!

Provavelmente, na atualização do pacote do KDM, o mesmo foi excluído por algum motivo.

Resolvendo o problema

Como o problema já tá feito, temos que contornar isso para termos o KDM de volta para fazer a autenticação do usuário.

Teremos agora, de colocar algum tema listado acima na configuração do KDM para o mesmo poder ser carregado corretamente.

A configuração do KDM fica no arquivo kdmrc. No meu Sabayon (Rolling Release desde a edição 8 amd64 Xfce, atual release 14.03 amd64 KDE), o arquivo encontra-se no diretório /usr/share/config/kdm.

Abrir o mesmo com seu editor de texto preferido: Vim, vi, nano, etc:

# cd /usr/share/config/kdm
# ls

backgroundrc kdmrc README Xaccess Xreset Xsession Xsetup Xstartup Xwilling

# nano kdmrc

Com o arquivo aberto, procure a linha Theme=/usr/share/apps/kdm/themes/sabayon. No meu caso, esse arquivo estava enorme, com muitas linhas de comentários, além das linhas de referência de configuração.

Achando a linha citada, altere o nome sabayon, para o tema que escolhemos entre os 6 que foram listados anteriormente. Escolhi o tema oxigen-air. Após essa modificação, salve e feche o arquivo.

Agora, dê reboot no sistema para ver o KDM de volta.

Vemos abaixo, o arquivo kdmrc depois do reboot com o tema alterado e com bem menos linhas que antes, sem nenhum comentário:

[General]
ConfigVersion=2.4
ConsoleTTYs=tty1,tty2,tty3,tty4,tty5,tty6
DataDir=/var/lib/kdm
GreeterUID=kdm
PidFile=/var/run/kdm.pid
ReserveServers=:1,:2,:3
ServerVTs=-7
StaticServers=:0

[Shutdown]
BootManager=None
HaltCmd=/sbin/shutdown -h -P now
RebootCmd=/sbin/shutdown -r now

[X-*-Core]
AllowNullPasswd=false
AllowRootLogin=false
AllowShutdown=Root
AutoReLogin=false
ClientLogFile=.xsession-errors-%d
Reset=/usr/share/config/kdm/Xreset
Session=/usr/share/config/kdm/Xsession
SessionsDirs=/usr/share/apps/kdm/sessions,/usr/share/xsessions
Setup=/usr/share/config/kdm/Xsetup
Startup=/usr/share/config/kdm/Xstartup

[X-*-Greeter]
AntiAliasing=false
ColorScheme=
FaceDir=/var/lib/kdm/faces
FaceSource=AdminOnly
FailFont=Sans Serif,10,-1,5,75,0,0,0,0,0
ForgingSeed=1392806941
GUIStyle=
GreetFont=Serif,20,-1,5,50,0,0,0,0,0
GreetString=Bem-vindo ao %s em %n
GreeterPos=50,50
HiddenUsers=
Language=pt_BR
LogoArea=Logo
LogoPixmap=/usr/share/apps/kdm/pics/kdelogo.png
MaxShowUID=65000
MinShowUID=1000
Preloader=/usr/bin/preloadkde
SelectedUsers=
ShowUsers=NotHidden
SortUsers=true
StdFont=Sans Serif,10,-1,5,50,0,0,0,0,0
Theme=/usr/share/apps/kdm/themes/circles
UseBackground=true
UseTheme=true
UserCompletion=false
UserList=true

[X-:*-Core]
AllowNullPasswd=true
AllowShutdown=All
NoPassEnable=false
NoPassUsers=
ServerArgsLocal=-nolisten tcp
ServerCmd=/usr/bin/X -br -novtswitch -quiet
ServerTimeout=30
TerminateServer=true

[X-:*-Greeter]
AllowClose=false
DefaultUser=mcnd2
FocusPasswd=true
LoginMode=DefaultLocal
PreselectUser=Previous

[X-:0-Core]
AutoLoginEnable=false
AutoLoginLocked=false
AutoLoginUser=
ClientLogFile=.xsession-errors

[Xdmcp]
Enable=false
Willing=/usr/share/config/kdm/Xwilling

Então é isso. Não podemos nos desesperar com certas situações, pois, qualquer atitude precipitada, podemos perder algo que não queremos.

Após já estar logado no sistema, poderá alterar as configurações do KDM em:

  Menu → Aplicativos → Configurações → Configurações do Sistema

Com a tela de configurações do sistema aberta, vá na seção Administração do sistema e em Tela de autenticação.
Linux: Erro no KDM (temas) depois de update no Sabayon

Para quem quiser o manual do KDM, segue o link do meu OneDrive:
Até a próxima...

   

Páginas do artigo
   1. Analisando o fato e resolvendo o problema
Outros artigos deste autor

Transações Financeiras (Warsaw vs User Agent Overrider) - Itaú Bankline 30 horas

Restaurar arquivo ou diretório apagado em file system ext3

Internet com a velocidade aumentada (Regulamento ANATEL)

Configuração do Compiz Fusion pós instalação

Atualizando Mageia 5 para versão 6

Leitura recomendada

Dhcp3-server e Bind9 no Debian 4 Etch Linux

Servidor DNS (bind9) em Debian Linux

Instalação LTSP5 no Ubuntu 10.04 Lucid

Instalando e configurando um servidor FTP

Configuração de Indentação no Vim - Tabs e Espaços

  
Comentários
[1] Comentário enviado por albfneto em 16/03/2014 - 21:54h

Favoritado.
é assim que se faz, para achar soluções, em Sabayon!
As Distros Rolling Release não são as favoritas da maioria, mas eu gosto.
Elas não são favoritas porque dão eventualmente, de vez em quando, pequenos problemas.
Não é um "defeito" da Distro, é que Sabayon prima pela "Novidade" dos pacotes e não pela Estabilidade.
é a Filosofia das Distros Rolling Release.
Porisso que eu sempre falo, quando me perguntam se Sabayon é estável... Não necessáriamente!
mas Sabayon é tão versátil que pode ser configurado para ficar estável como pedra ou instável como geléia! rsrsrs

[2] Comentário enviado por mcnd2 em 17/03/2014 - 16:05h

A distro fica instável por causa do próprio usuário, mais sabendo que para ser usada dependerá de conhecimento adquirido ou que vai adquirir ao decorrer do seu uso.

O Sabayon já esta no meu note desde a versão 8, passando por Xfce, Gnome-shell e agora com o KDE. Sempre deixo apenas uma interface instalada, pois gosto do sistema mais limpo.

As distros rolling release servem muito para o aprendizado, pois com os problemas 'instiga' o usuário a resolver o mesmo... acho muito melhor do que formatar e instalar novamente.

Obrigado pelo feedback.

[3] Comentário enviado por albfneto em 18/03/2014 - 10:02h

De fato, eu uso Sabayon como distro principal a 6 anos, desde o 3.4F, é minha favorita.

Eu a acho extremamente versátil, pq como o Gentoo, ele é modular. Com isso,vc pode tirar ou agregar "pedaços" dele (em uma analogia simplista), o "completo" dele pode ser grande ou pequeno.

Isso faz com que tanto coisas de Sabayon como as de Gentoo puro podem ser usadas, além de que
ele fica grande (com muitos ambientes gráficos) ou pequeno, estável ou não, atualizável ou não, simples ou sofisticado!

é tão modificável que vc pode torná-lo ao gosto completo do freguês!

além disso, vc pode fazer co-existirem várias versões do mesmo pacote, vários kerneis, várias configs e simplesmente as troca com comando "eselect", como no gentoo.

Num exemplo meu, meus Sabayons: eu uso Fusion-Icon (de Compiz) que usa protobuf antigo e o Chromium usa protobuf novo. Simplesmente tenho os dois protobuf, e tudo funciona.

Para mim, Sabayon continua a ser um Linux diferenciado, diferente de tudo.

Eu acho Sabayon, Gentoo, Entropy e Portage, verdadeiras Obras Primas da Arte da Programação.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts