Atualizando o Slackware 9.1 para o kernel 2.6.5

Neste artigo descrevo o processo no qual fiz a instalação do kernel 2.6.5 no Slackware 9.1 em meu computador. Esse tutorial visa a instalação do kernel, inclusive tirando algumas dúvidas que vi em alguns fórums pela internet.

[ Hits: 20.714 ]

Por: José Douglas em 27/05/2004


O principal



Agora, o mais importante:

Já vi muitas pessoas reclamarem que atualizam o kernel do Linux seguindo as instruções de um tutorial ou apostila (como esse por exemplo) e dizem que não vêem diferença nenhuma, que estava melhor antes, que algo estava funcionando e depois parou, etc.

O fato é que o kernel do Linux que você baixa do site oficial por exemplo, não é um kernel diretamente específico para o seu computador. É um kernel feito de uma forma "típica", na qual abrange a maioria dos equipamentos. Na maioria deles, o processador escolhido é o 486, supondo que essa escolha não irá afetar a maioria dos computadores que o utilizam. Por isso, ao escolher as opções na janela de configuração, é importante que você conheça o hardware do seu computador e não tente ficar "chutando" as opções, porque na maioria das vezes, não vai funcionar, ou você não vai perceber nenhuma melhora.

Resumindo, mexer em tantas opções que nem se conhece pode fazer o processo não funcionar, ou não obter o resultado desejado. Para fazer um ajuste "pente fino" no meu caso, trabalhei nessa compilação em torno de uma semana, mas posso dizer que valeu à pena.

Continuando...

No geral você escolhe as opções para funcionarem diretamente suportado pelo kernel, ou se quer usar como um módulo (driver, se comparado ao Windows). Se não quiser mudar a configuração original, use o "Save as" se quiser fazer testes. Depois de escolher as opções referentes ao seu hardware, saia e salve as mudanças feitas.

O próximo passo é usar o comando make (aguarde, o processo demora de acordo com a velocidade do seu computador):

# make

Use agora o comando:

# make bzImage

Esse comando cria a imagem do kernel compilado (aguarde, e curta os jogos que o Linux tem).

Agora, é necessário configurar os módulos que você escolheu:

# make modules

Uma informação para aqueles que não querem diretamente atualizar o kernel, e sim, melhorar o que usa (recompilar): faça um backup da pasta que contém os seus módulos atuais (/lib/modules), pois em caso de erro, o original que está funcionado fica intacto. Basta apenas você renomear a do diretório original (exemplo: mv /lib/modules/2.4.22 /lib/modules/original). Faça isso antes de usar o comando "make modules".

Instale os módulos:

# make modules_install

A imagem do novo (ou recompilado) kernel se encontra no diretório /usr/src/linux/arch/i386/boot/ com o nome que você digitou (bzImage). Copie esse arquivo para a pasta /boot:

# cp /usr/src/linux/arch/i386/boot/bzImage /boot/kernel2.6

Ao usar esse comando, além de copiar o arquivo, ele fica com o nome de kernel2.6 no diretório /boot.

Por fim, é necessário colocar a entrada desse kernel no lilo. Para isso, edite o arquivo /etc/lilo.conf. Você pode usar qualquer editor de texto do Linux. O que eu uso é o vi:

# vi /etc/lilo.conf

OBS: Para os iniciantes ou que nunca usaram o vi, ao abrir o arquivo com o comando acima, é necessário fazer com que o vi use o chamado "modo de inserção de texto", para isso, basta você digitar a tecla "i". Digite o texto explicado abaixo, e para salvar, aperte "ESC", depois ":w" e por fim ":q".

Adicione a seguinte entrada do novo kernel (pode ser embaixo do que já se encontra):

image = /boot/kernel2.6
root = /dev/hda1 # ver dica abaixo
label = Slackware_2.6
read-only

DICA: você deve colocar essa entrada de acordo com a partição ou disco no qual se encontra a sua instalação do Linux. hda1 é como é chamado o primeiro HD na IDE1 assim como a primeira partição.

Finalmente, atualize a nova entrada no lilo simplesmente digitando:

# lilo

Pronto! basta agora reiniciar a máquina e testar o funcionamento.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. O principal
   3. Finalizando com dicas
Outros artigos deste autor

O que evoluiu no Linux de hoje?

Leitura recomendada

Recompilando o kernel na distribuição Debian

Compilando o kernel no Slackware com pacotes pré-compilados

Kernel Hacking (RootKits)

O Kernel Linux

Gerência e criação de módulos do kernel

  
Comentários
[1] Comentário enviado por alexandrec em 27/05/2004 - 16:47h

Tava querendo atualizar o kernel... Até baixei o arquivo. Esse tuto vai dar uma força, já que estou dedicando o tempo livre à leitura de um soft do linux que vou implantar...
Obrigado.

[2] Comentário enviado por mandrake89 em 27/05/2004 - 17:14h

Também não se pode esquecer de atualizar o init-modules.. para poder compilar os modulos .o


Lembrando q este procedimento tambem server para o kernel-2.6.6

[3] Comentário enviado por alexbezerra em 27/05/2004 - 17:16h

Recomendo copiar para o diretório /boot o System.map (do kernel novo, depois de compilar), mais primeiro desistale o kernel antigo o 2.4.22 (ele apaga o system.map antigo), mais deixe o kernel-header, precisa dele para acessar o xconfig, senão da ERROR 2 no make.

Isso é só pra garantir, já q como o nome diz "system.map", informa onde ta os módulos, etc..., ai vc usa o novo.

uma coisa q é verdade da muito kernel panic simplemente pq não abilitou ReiserFS.

Não esqueça, muito importante, marque sua chipset no kernel, pois senão o desempenho cai muito.

[4] Comentário enviado por cvs em 27/05/2004 - 17:40h

# make all
ja iria resolver todos esses comandos pra compilar.

[5] Comentário enviado por naoexistemais em 27/05/2004 - 18:03h

Fábio só falta arrumar o titulo: Atualizando o Slackare 9.1 para o kernel 2.6.5 por Atualizando o Slackware 9.1 para o kernel 2.6.5.

falou,

[6] Comentário enviado por lordello em 27/05/2004 - 18:19h

Gente, saiu um kernel "oficial", mas genérico para Slackware, é só pegar:
http://slackware.at/data/slackware-current/testing/packages/linux-2.6.6/
Lembrando que é um kernel genérico, não possui internamente driver scsi e o único sistema de arquivos suportado é o ext2. Para dar boot com ele em outro sistema de arquivos é preiso atualizar o mkinitrd é criar uma imagem initrd.img para o seu novo kernel, leia o manual do mkinitrd para saber como incluir drivers scsi específicos, mas o básico é assim:
# mkinitrd /boot/initrd-2.6.6.img 2.6.6
Isso calro depois de ter instalado pelo menos o pacote kernel-modules, dentro desse pacote tem módulo para todos os recursos do kenrel-2.6.6.
Não esqueçam de adicionar ao lilo.conf a linha "initrd=/boot/initrd-2.6.6.img" logo após a opção de kernel...
Falow!

[7] Comentário enviado por bogdano em 28/05/2004 - 10:00h

Qual é o nome daquele projeto de configuração otimizada para computadores pessoais?

[8] Comentário enviado por __FERNANDO__ em 26/02/2005 - 21:40h

Poxa num sei onde estou errando viu... todas as vezes que tentei compilar o kernel nunca obtive susseço ainda..hehehe..cruel né.
Bom já tentei com o Conectiva 10 que vem com o kernel 2.6.5 e tentei colocar o 2.6.10 e nada... tentei com o Debian 3.0r2 e nada também... agora tentei com Slackware.

Instalei o Slackware 10 full... e peguei um artigo aqui mesmo do vol.
http://www.vivaolinux.com.br/artigos/verArtigo.php?codigo=2132&pagina=1

E peguei outros artigos de referencia também... mas num tem jeito..sempre me ferro..hehe.

Fiz tudo certinho no arquivo..acho que o meu problem está na escolha no make menuconfig.

O que está acontecendo é o seguinte:
Adicionei uma nova entrada no lilo para o kernel 2.6.10 e fiquei com as duas... o antigo 2.4.26 (senão me engano) e o novo 2.6.10 mas quando seleciono o novo no lilo e dou o enter...ele começa com uns pontinhos (...........................................) um monte deles...e reinicia a máquina...num entra nem ferrando...

Começa e reinicia a máquina sozinho... Alguém tem idéia... deve ser alguma opção no make menuconfig que selecionei ou deixei de selecionar.

Alguém sabe se tem como me dar uma ajuda ? ou é dificil ?

Desde já, muito obrigado.... Pessoal não sabem como eu luto pra compilar um kernel viu..a tempos...sozinho..buscando informação.. Mas ainda num obtive susseço... mas uma hora eu vou ter ;)

Valeu e muito obrigado,

Fernando.

[9] Comentário enviado por jdos em 27/02/2005 - 22:30h

Provavelmente Fernando, ficou faltando algo importante nas opções que vc deve ter escolhido. Na época desse tutorial foi feito com o slackware 9.1. Atualmente estou usando o 10.1 mas por alguns problemas que encontrei com o K3b no kernel 2.6, estou usando o kernel 2.4 que vem com ele. Outra coisa importante para os iniciantes é que as opções que vc está mexendo não é do kernel que vc está usando e sim dos fontes que vem com o sistema, o kernel-source. O que vc está usando é um kernel já compilado que vem no cd de instalação. Então vc precisa conhecer bem o hardware da sua máquina para poder escolher as opções corretas e não colocar coisas desnecessárias ou retirar opções que são essenciais. Observe principalmente as seções referentes a:

Loadable module suport
General setup
Plug and Play configuration
Block devices
ATA/IDE/MFM/RLL support
input core support
Caracter devices
File systems

È claro que todas as opções são importantes, mas eu procuro olhar com muito cuidado essas opções. Algo interessante é observar o help da opção para ter uma idéia do que vc está marcando com parte do kernel ou como um módulo. Eu por exemplo perco muito tempo quando faço isso pois gasto umas 6 horas lendo as opções. Já pensei em fazer um tutorial explicando todas as opções, mas não disponho de tempo para fazer isso. Se vc ainda não conseguiu, mande o .config do seu kernel para que eu possa analisar, pois esse tutorial tem muito tempo que foi publicado.

T+


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts