A Origem dos Nomes

Este artigo é para matar a curiosidade daqueles que gostariam de saber qual a origem dos nomes de algumas das distribuições Linux mais famosas.

[ Hits: 39.180 ]

Por: Xerxes Lins em 12/05/2009 | Blog: https://goo.gl/uu8OUX


Introdução



Gentoo

Linux: A Origem dos Nomes Gentoo é o nome da espécie de pinguim mais veloz que existe. Na verdade é a ave mais veloz do mundo debaixo da água. A distribuição Gentoo Linux tem esse nome pois se propõe a ser a distribuição mais rápida de todas.

Usuários de Gentoo normalmente possuem grande conhecimento em configuração do Linux e são capazes de adequar o sistema especificamente para o seu hardware em vários detalhes, resultando em um sistema realmente veloz.

Ubuntu

Linux: A Origem dos Nomes Esse nome tem um significado fácil e muito divulgado. Ubuntu é uma palavra sul-africana que significa "humanidade com os outros" ou então "sou o que sou pelo que nós somos".

A pronúncia correta é "oo-boon-too" (em inglês). Isso pode ser visto aqui.

Também é possível ouvir Nelson Mandela pronunciando "Ubuntu" neste vídeo do Youtube (após um minuto e nove segundos de vídeo):
  • The Ubuntu Experience (Nelson Mandela Interview)

  • O nome Ubuntu reflete uma filosofia de ajuda mútua e de compartilhamento. É como se essa distribuição devesse ser algo comum a todos, diferente da ideia de algo reservado e restrito.

    Podemos perceber, inclusive, que o logotipo do Ubuntu passa a ideia de três pessoas de mãos dadas, ou seja, passa a ideia de união, de algo feito com colaboração para o benefício de todos.

    openSUSE

    Linux: A Origem dos Nomes Antes de ter o nome openSUSE, a distribuição tinha o nome de SuSE Linux, sendo que existe uma outra distribuição Linux chamada SuSE Linux Enterprise. A mudança de SuSE Linux para openSUSE foi justamente para não haver confusão quando alguém se referia a uma das distribuições apenas pelo nome "SuSE".

    S.u.S.E é o acrônimo alemão de: "Software- und System-Entwicklung" (desenvolvimento de software e de sistemas). Esse era o nome da empresa que desenvolvia o openSUSE, que na época era uma tradução do Slackware Linux para alemão.

    Porém há quem diga que o nome SuSE é uma homenagem ao pioneiro da computação na Alemanha Konrad Suze.

    Fedora

    Linux: A Origem dos Nomes Como muitos sabem, Fedora é uma distribuição criada pela RedHat (chapéu vermelho). O nome RedHat é uma referência ao boné vermelho do time de Lacrosse da Universidade Cornell.

    Obs.: Essa informação foi conseguida aqui. Linux: A Origem dos Nomes

    E Fedora é o nome de um modelo de chapéu...

    Será que já deu para perceber? Acontece que o chapéu vermelho que vemos no logo da RedHat é do tipo Fedora. Daí a origem do nome dessa distribuição, criada pela RedHat.

    Para mais informações sobre a origem do nome Fedora, consulte o seguinte artigo: A Origem do Nome Fedora

    Debian GNU/Linux

    Linux: A Origem dos Nomes O nome da distribuição Debian (pronuncia-se "débian") tem sua origem nos nomes dos seus criadores: Debra e Ian Murdock, que são casados.

    A distribuição foi lançada em 1993 e é a distribuição oficial do projeto GNU.





    Mandriva

    Linux: A Origem dos Nomes O nome da distribuição Mandriva vem da união de duas empresas: a francesa Mandrake e a brasileira Conectiva. Antes dessa fusão, cada empresa era responsável pelo desenvolvimento de uma distribuição Linux diferente.

    Hoje a empresa possui uma sede administrativa em Paris e um centro de desenvolvimento em Curitiba.

    Slackware

    Linux: A Origem dos Nomes A distribuição Slackware tem esse nome como uma referência ao termo "slack", usado pela Igreja de Subgenius (Church of SubGenius).

    Mas o que é "slack" e o que é Igreja de Subgenius?

    Igreja de Subgenius é uma pseudo-religião que satiriza outras religiões e crenças que envolvem conspirações mundiais, extra-terrestres etc.
    O símbolo dessa religião é o "Bob com cachimbo", daí a origem do símbolo "Tux com cachimbo" como mascote da distribuição Slackware!
    Linux: A Origem dos Nomes   Linux: A Origem dos Nomes


    "Slack" é um termo muito utilizado na Igreja de Subgenius. Na verdade "slack" é o termo que define a crença central da Igreja de Subgenius. Geralmente o termo significa sentimento de liberdade, de independência e um pensamento original que surge quando você atinge os seus objetivos pessoais.

    A Igreja afirma que todos nascemos com o Slack Original, mas este nos foi roubado por uma conspiração mundial de pessoas normais, os "pinks".

    Com isso chegamos à conclusão de que o nome Slackware é uma referência ao "slack", ou seja, ao sentimento de liberdade, originalidade e independência. Seria algo como: "não pense como os outros (pinks), seja original e independente".

    Continuação em:

    Referências



   

Páginas do artigo
   1. Introdução
Outros artigos deste autor

Estratégia para Shadow Era (Supernova Boring)

Pipelight Flash vs. Fresh Player vs. Adobe Flash nativo vs. Pepper Flash nativo

Incentivo ao Funtoo

Entrevista com Knurt, o pires voador

Ganhe uma camiseta do Viva o Linux ajudando o Viva o Android

Leitura recomendada

Elastix - Instalando, criando ramais e realizando ligações SIP Trunk Vono e FaleViper

Agendando tarefas com o crontab

Traduzindo legendas de maneira prática no Linux

Servidor NIS+NFS: Aprenda a montar o seu

Como criar pacotes para o Arch Linux (parte 2) - pacotes svn e cvs

  
Comentários
[1] Comentário enviado por /bin/laden em 12/05/2009 - 08:37h

"
O nome Ubuntu reflete uma filosofia de ajuda mútua e de compartilhamento. É como se essa distribuição devesse ser algo comum a todos, diferente da ideia de algo reservado e restrito. "

Engraçado que isso não parece refletir muito o pensamento da tal da Cannonical, já andei lendo por ai que de todas as empresas que de uma forma ou outra apoiam o Linux, ela é a que menos contribui para o desenvolvimento/aperfeiçoamento do kernel.

[2] Comentário enviado por pinduvoz em 12/05/2009 - 09:12h

Assunto interessante e trabalho bem realizado.

Parabéns!

[3] Comentário enviado por rogerio_gentil em 12/05/2009 - 09:28h

Interessante este artigo.... conhecimento nunca é demais!

[4] Comentário enviado por removido em 12/05/2009 - 09:46h

Parabéns.

[5] Comentário enviado por Johnny Ferreira em 12/05/2009 - 10:08h

Muito legal seu artigo, !
ta de parabens!

[6] Comentário enviado por fabio em 12/05/2009 - 11:35h

/bin/laden

Em contrapartida talvez a Canonical tenha sido a empresa que mais fez pelo crescimento do Linux como desktop. O VOL nunca contribuiu para o desenvolvimento do kernel, mas contribui com o compartilhamento de conhecimento e divulgação do sistema operacional. Ou seja, cada um na sua, mas todos unidos pelo bem da causa! :)

[7] Comentário enviado por /bin/laden em 12/05/2009 - 12:20h

É se analizarmos por esse lado, realmente ela fez (e ainda faz!) com que o Linux como desktop seja mais "amigável" com o usuário "comum".
Mas como empresa responsável por uma das mais bem sucedidas distro Linux da atualidade, ela bem que poderia ser mais ativa e participativa nessa questão do desenvolvimento do Kernel Linux, afinal com toda essa "bagagem" (e dinheiro também) a Canonical seria um importante parceiro nesse aspecto.

[8] Comentário enviado por removido em 12/05/2009 - 13:58h

Tá bom, mas já pensou se você usasse o puppy linux no seu pc???

Alguém perguntaria: - Qual linux vc usa?

Resposta: - Eu uso puppy linux...


Fala sério, hein???????
;-/

[9] Comentário enviado por everton3x em 12/05/2009 - 15:32h

Afora as discussões sobre a canonical, o artigo está muito bom. Só senti falta das explciações para os nomes Conectiva e Mandrake, as distros que precederam a Mandriva. Embora elas não mais existam oficialmente, seria interessante colocar algo sobre elas.

[10] Comentário enviado por andreotti em 12/05/2009 - 15:58h

Apenas para complementar:

Algumas curiosidades a respeito do Debian e do Ubuntu são a respeito dos nomes dados as versões, são be interessantes, vejamos:

No caso do Ubuntu, cada versão da distribuição, além do ano e mês em que ela foi lançada (8.10, 2008 mês 10, por exemplo) ela recebe o nome de um animal, e um adjetivo para o mesmo, por exemplo, dapper drake (pato elegante).

Já o Debian usa para suas versões nomes de personagens da animação Toy Story, por exemplo, lenny é aquele binóculo da animação, etch é a losinha enfim...

Estas são algumas curiosidades que também são interessantes.

[11] Comentário enviado por pardalz em 12/05/2009 - 16:05h

Legal (Y)

[12] Comentário enviado por dbahiaz em 12/05/2009 - 17:52h

Parabéns Xerxes Lins, muito legal esse artigo!

Quanto à canonical, tem vários pontos que podem ser discutido, além do kernel que ela pouco ajuda, já li relatos de que nem a distro mãe debian ela ajuda como devia...mais não tiro os méritos deles por isso, pois, graças a ela, muitos usuários estão enxergando o Linux com outros olhos...e isso ninguem discute, eu arrisco a dizer que o Ubuntu foi o divisor de águas na historia recente do Linux.

[13] Comentário enviado por nilodanx52 em 13/05/2009 - 08:05h

Excelente qualidade, organização e cuidado com as palavras...

Tudo esta perfeito.... Parabéns!

[14] Comentário enviado por Teixeira em 13/05/2009 - 08:47h

Gostei do artigo!
Quanto aos nomes Conectiva e Mandrake, o primeiro dá idéia de "conexão", "conectividade", e o segundo é o nome do mágico Mandrake, personagem de histórias de quadrinhos, caracterizado por seus "gestos hipnóticos" através dos quais ele resolvia tudo.
O conceito remete a uma "facilidade ou simplicidade de uso".
A Canonical tem feito um bom trabalho no tocante a desktop, embora tenha exagerado bastante em sua abordagem temática:
Ao mesmo tempo em que existem versões católica, evangélica ou cristã, existe também uma versão satânica.
Humanidade para todos. Será que é esse o conceito?
Já li também outras definições de nomes de distros, alguns muito interessantes, mas não me lembro de nenhum no momento.
Ah, tem o Samel Linux: Feito pelo Samir, a partir do Basic Linux, tem o nome de seu filho. Isso é que é um pai-coruja!...
Mas também significa "Small And Memory Economic Linux". Isso é Inglês da Bósnia e Herzegovina, evidentemente.

[15] Comentário enviado por removido em 13/05/2009 - 10:39h

Que loucura a origem do nome do Slackware :P Ainda bem que já miguei para Debian... :)

[16] Comentário enviado por juliaojunior em 13/05/2009 - 10:47h

Ótimo artigo, Xerxes. Simples mas interessante.

Quanto à Canonical, lembrem que o dono é um capitalista. É incrível o fato dele se interessar em propagar o Linux no mundo. Só isso já é motivo de surpresa/alegria/parabéns/etcetcetc...

Não contribuir para o kernel??? Acho q é pegar pesado demais, parece conversa de misssionário fanático. A contribuição do Ubuntu é incontestável. O Linux está em muitas empresas, inclusive em diversas residências, graças ao Ubuntu.

[17] Comentário enviado por Rafaell em 13/05/2009 - 11:00h

A origem do nome "slack" é a mais interessante!

[18] Comentário enviado por andreotti em 13/05/2009 - 11:02h

Caro juliaojunior

O dono da canonical é capitalista...e daí....

Quandos de nós usuários do linux somos socialistas??? eu pelo menos não sou nem de perto... eu quero ganhar dinheiro como todos...

Porém, usar ou não Linux não é uma questão financeira, é mais uma filosofia de liberdade, pois afinal, quantos de nós consegue desfrutar da quantidade de benefícios que o Linux traz (intelectualmente, ou até mesmo finaceiramente) em qualquer outro aspecto da vida da gente, de graça???

sem contar também a liberdade que temos para deixar o sistema operacional flexível e adequado as nossas necessidades.

Então se falam, que o dono da canonical é capitalista, eu digo...ele está mais é que certo...ninguém faz nada de graça...se bem que ele faz até demais de graça....hehese alguém tem dúvidas...é só pedir um cdzinho do ubuntu...


Abraços a todos...

Ah, esqueci de dizer no outro comentário....

Excelente artigo.

[19] Comentário enviado por Teixeira em 13/05/2009 - 19:28h

Não se deve confundir o conceito de "socialista" com o de "comunista", como geralmente se faz.
Nada impede um verdadeiro socialista de ser um capitalista pleno.
Por exemplo, todas as comunidades indígenas são socialistas, o judaísmo como foi implantado é uma forma de socialismo, o cristianismo também.
O conceito não dissocia o povo das atividades geradoras de lucro, apenas coloca o aspecto social em primeiro plano e o lucro como consequência, não como meta principal.
O fato de entendermos o socialismo de uma forma errada é pela maneira como ele tem sido implantado nos últimos séculos: De cima para baixo, de forma obrigatória, e privilegiando a uma meia-dúzia.
O verdadeiro socialismo nasce no coração do indivíduo em direção à família e então à sociedade como um todo.
O resto é bazófia.
Em tese, se todos fôssemos socialistas VERDADEIROS não estaríamos vivenciando uma crise mundial motivada pela ganância descontrolada de uma minoria que mata a galinha dos ovos de ouro sem o menor remorso.
Porém, consideremos que o verdadeiro socialismo nos dias de hoje seria algo bem próximo a utopia, já que é muito mais fácil ser ganancioso do que ser cooperativo.

[20] Comentário enviado por pablomics em 13/05/2009 - 21:32h

A pronúncia correta não é "ubuntú"! Na sua própria referência (Wikipédia) tem a notação fonética [u'buntu], onde este apóstrofo indica que a sílaba tônica é a segunda. Assim, se pronuncia u-bûn-tu ou oo-BOON-too.

[21] Comentário enviado por xerxeslins em 13/05/2009 - 23:35h

Olá pablomics,

obrigado por citar sua opinião

a página da wikipédia foi referência do significado do nome Ubuntu, mas a referencia da pronúncia eu peguei no link a baixo:

http://dmiessler.com/blog/this-is-how-you-pronounce-ubuntu

e lá diz que é:

oo-boon-too

(sem esse caps lock na parte BOON)

há essa imagem tbm que define o termo:

http://dmiessler.com/wp-content/uploaded_content/2007/10/ubuntu.png

Quem está certo eu não sei, só usei uma referência que dizia que era "oo-boon-too" (sem caps lock)

fui há uma palestra aqui na cidade com um cara que faz parte de um time de divulgação do ubuntu e o tempo todo ele falava "ubuntú" e não "ubúntu". mas já ouvi muita gente falando ubúntu

porém eu não dou a mínima se é ubúntu ou ubuntú, o importante é o significado do nome e falando de um jeito ou de outro, as pessoas sabem que estão se referindo a tal distribuição

[acrescentado posteriormente]:

sim Pablo, eu acabei de ouvir o Nelson Mandela falando no youtube e ele diz "ubúntu" como voce disse.

o link é :

http://www.youtube.com/watch?v=ODQ4WiDsEBQ

e ele fala "ubúntu" em 1:09"

[22] Comentário enviado por d4n1 em 14/05/2009 - 00:10h

Além do que já foi dito sobre a origem do nome "SLACKWARE" há também a tradução da seguinte forma: "SLACK" como sendo "PREGUIÇA", e "WARE" como "PRODUTO", sendo interpretado como um produto de lapidação demorada.

E complementando o que o autor do artigo mencionou:
Patrick extraiu este nome pela chamada Slack Church of the SubGenius (Igreja dos Sub-Gênios). De acordo com esta organização, "slack" significa ter "senso de liberdade, independência e originalidade para alcançar suas metas pessoais". Dessa forma, o nome "Slackware" traduz bem a filosofia do sistema.

Seja verdadeiramente livre! Use Linux (slackware)!

[23] Comentário enviado por xerxeslins em 14/05/2009 - 00:19h

d4n1h4ck3r,

é verdade.. antes de eu pesquisar a origem do nome Slackware para esse artigo, eu acreditava que ele vinha de "preguiça", já que o sistema não faz muita coisa automaticamente (só recentemente é que foi disponibilizado gerenciador de pacote oficial). Mas além disso, tem essa da igreja de subgenius que é muito diferente.

[24] Comentário enviado por ErikLacerda em 14/05/2009 - 07:35h

Só mais uma iinformação.

"O nome kurumin vêm da Língua tupi-guarani, onde "curumim" significa “menino”, “criança”, em uma alusão a uma distribuição Linux mais leve e simples, para iniciantes no sistema. A letra k no início da palavra é uma referência ao Knoppix. O logotipo do Kurumin é um pingüim com aspecto infantil: pequeno, simpático e mais magro do que o Tux."

[25] Comentário enviado por Teixeira em 14/05/2009 - 13:54h

Há uma outra conotação para o termo "slack" que é "conforto", "descontração".
Na época do presidente Jânio Quadros, ele desejou implantar o uso do slack indiano em nosso país para que pudesse ser abolido nosso costume de usar terno e gravata sob um calor de 40 graus. A coisa não deu certo, mas eu mesmo cheguei a usar alguns slacks, bastante confortáveis.
Esse slack é um blusão mais ou menos como o do Indiana Jones (ou do Jim das Selvas), largo, de gola aberta, fechado por botões de tamanho médio, com dois bolsos médios de cada lado do peito e mais dois outros bolsos de cerca de 18cm de largura na parte inferior.
Todos os bolsos são externos, e o comprimento de um slack é levemente inferior ao de um paletó avulso.
Esse blusão é complementado por um cinto confeccionado geralmente com o mesmo tecido, que é geralmente brim ou algodão, cujas cores predominantes são o branco e o kaki.
A propósito, o presidente João Goulart também tentou implantar aqui aquela vestimenta típica dos chineses, mas também não deu certo.

[26] Comentário enviado por yetlinux em 18/05/2009 - 02:22h

Acrescento que a distro Knoppix, da qual deriva o Kurumin, tem o seu nome devido a seu criador, Klaus Knopper.

[27] Comentário enviado por _d4rks1d3_ em 07/06/2009 - 23:26h

Interessante este artigo!!!
parabens!!

[28] Comentário enviado por CaioSerrano em 08/06/2009 - 11:22h

Cara muito legal esse artigo, nem sabia que o gentoo linux significava isso
Bastante interessante

[29] Comentário enviado por guimfonseca em 23/06/2009 - 10:45h

nao sabia do siginificado do slack interessante filosofia .....

[30] Comentário enviado por leoberbert em 24/06/2009 - 17:22h

Xerxes,

Eu acreditava que slackware era de outra coisa.... Algo do tipo preguiçoso... Não conhecia esse lado.

Achei bem interessante o Artigo e é sempre bom saber como surgiram esses nomes.. Os demias ja conhecia todos.

Ficou da hora parabéns!

[31] Comentário enviado por iguito em 09/07/2009 - 10:53h

Excelente artigo. Parabéns!
Saber o porquê do nome das coisas com as quais nós trabalhamos ou estudamos é extremamente importante. Dias atrás eu estava vendo uma apresentação de mestrado, no qual o assunto da tese era uma aplicação do protocolo ZigBee. E uma das primeiras perguntas que foi feita ao mestrando foi sobre a origem no nome ZigBee. E só foi perguntado na apresentação porque o aluno não colocou na dissertação.

[32] Comentário enviado por Lisandro em 10/07/2009 - 14:21h

Interessante mesmo. Não sabia do OpenSUSE.

[33] Comentário enviado por crank em 24/07/2009 - 22:37h

Acho que uma distro que faltou é o FreeBSD, apesar de ser Unix acho que deveria ser mensionado.

[34] Comentário enviado por kazegin em 03/08/2009 - 15:18h

parabenz pelo artigo, muita clisa ae num sabia!! rs

[35] Comentário enviado por rodrigozanuzzo em 06/08/2009 - 17:12h

Muito fera seu artigo, parabéns...
8D

[36] Comentário enviado por marcus vinny em 09/08/2009 - 12:05h

Muito bom o artigo...

Não sabia sobre o Fedora, meio esquisito.
Do ubuntu ja sabia. Do Debian é interessante. ^^

[37] Comentário enviado por cooperrj em 05/09/2009 - 14:14h

Olha, interessante... Algumas das distros já sabia o por que do nome, mas outras não.
Fiquei pasmo com a origem de Slack...
Poderiam criar um 2° documentario contendo outras distros... ArchLinux, Conectiva, Kurumin... Entre outras que não foi citada acima.

[38] Comentário enviado por dibner@curitiba. em 09/09/2009 - 10:21h

SUA COLABORAÇÃO É MUITO IMPORTANTE PARA TODOS SUA DIVULGAÇÃO TAMBÉM DENTRO DE NOSSA SOCIEDADE ESTE SISTEMA QUE REVELA TUDO SOBRE NOSSA PAIXÃO DE UM SISTEMA LIVRE PARA TODOS . sergiomaravalhas@gmail.com CURITIBA/PARANÁ 41 96338183

[39] Comentário enviado por ruben5wat em 13/09/2009 - 12:22h

Gentoo deve ser o nome mais objectivo, junto com o próprio ubuntu que todos nos sabemos, tem uma mensagem bastante forte e divulgada. Mas tudo o que é Linux é para uma boa causa!

[40] Comentário enviado por Teixeira em 26/09/2009 - 10:15h

Comentários:

Quanto ao nome UBUNTU, os povos "anglo-parlantes" - em especial os norteamericanos - terão a tendência de pronunciar "ubântu", o que todavia não significa que seja essa a pronúncia correta.
O termo jurídico "corpus delicti" (pronuncia-se "córpus delícti") para o vulgo anglo-parlante que não é "do ramo" é algo como "kórpuzz deláiktai".

E quanto ao Tux:
O pinguim que atualmente simboliza a GNU/Linux não é o verdadeiro Tux, que é mais esguio e apresenta um contorno amarelado em volta do pescoço, quase à altura do peito.

Sempre é bom saber a origem do nome das coisas.
Até hoje fico imaginando o que quer significar aquele nome "Pajero", do jipe da Mitsubishi, já que em espanhol essa mesma palavra significa "masturbador"...
(Trata-se portanto de uma mancada internacional).

[41] Comentário enviado por nefa em 02/10/2009 - 17:02h

sabia também que a OpenSuSE tem como simbolo(mascote) um camaleão(geeko),pois ele
muda de cor adequando-se ao ambiente que está sendo usado

[42] Comentário enviado por removido em 26/10/2009 - 14:08h

Muito interessante seu artigo.

[]'s

[43] Comentário enviado por adrianoturbo em 26/10/2009 - 14:23h

Muito bom o artigo ,parabéns !!!

[44] Comentário enviado por robersonfox em 05/12/2009 - 20:24h

http://translate.google.com/#af|en|oo-boon-too

[45] Comentário enviado por jlvidals em 06/12/2009 - 06:58h

Super interessante! Grande artigo!

[46] Comentário enviado por aurium em 04/01/2010 - 14:31h

Debra e Ian Murdock eram casados na época da criação do Debian e Ian decidiu colocar o nome do casal no projeto que ele estava começando, mas não são mais casados a muito tempo.

O Projeto Debian tem forte relação com o GNU, mas não é a distribuição oficial do projeto GNU, pois ainda dá suporte a software proprietário, mesmo que de forma indireta pelo repositório "non-free". A maioria dos usuários Debian não usa esse repositório, nenhum desenvolvedor Debian gosta desse repositório, mas está lá para os casos especiais.

[47] Comentário enviado por xerxeslins em 04/01/2010 - 14:40h

Aurium, obrigado pela correção =)

creio que muitos usuários também gostaram dessa atualização

[48] Comentário enviado por removido em 28/12/2013 - 15:34h

FINALMENTE um artigo em português com a definição correta sobre o nome "Slackware"!

[49] Comentário enviado por kl4udeco em 11/06/2015 - 13:57h

Ola pessoal já que estamos discutindo origem dos nomes das versões e mascotes e tal, queria saber o porque do mascote da GNU ser um Guinu ?


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor HostGator.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Viva o Android

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts