A Inteligência Artificial que escreve programas

Neste artigo veremos um projeto de software livre subsidiado pela Google e militares criado para escrever programas, mais precisamente trechos de um sistema. Este documento demonstra que no futuro, a inteligência artificial atuará similar a função do corretor de texto para escritores, porém com um propósito de encontrar a melhor sintaxe para o contexto lógico.

[ Hits: 3.823 ]

Por: Alessandro de Oliveira Faria (A.K.A. CABELO) em 13/09/2018 | Blog: http://assuntonerd.com.br


Introdução



Neste século XXI a profissão mais solicitada é a programação, que agora parece receber uma excelente ferramenta, a inteligência artificial. Veremos neste documento como utilizar um projeto de software livre que recorre aos recursos de inteligência artificial para criar programas, mais especificamente sub-rotinas, métodos e/ou funções.

O projeto denominado BAYOU foi criado por cientistas da computação da Universidade de Rice com o financiamento da Google e militares. A técnica utilizada é deep learning, tomando como princípio computacional a pesquisa para codificação baseado em tags/palavras-chave para o sistema desenvolver o software solicitado. O resultado do processamento é um código java criado pelo sistema conforme requisitado pelo "operador".
Linux: A Inteligência Artificial que escreve programas
A tecnologia foi construída por técnicos da Universidade de Rice com verbas disponibilizadas pelo exército americano e Google. Resumidamente o sistema analisa cerca de 1500 código fontes de aplicativos Android, com aproximadamente 100 milhões de linhas.

Com toda esta base de informação, alimentou-se a inteligência artificial e o resultado foi um software para elaborar outro software. O aprendizado da informação contextual é o diferencial do projeto que permite obter linhas de código baseado apenas em tags/palavras chaves. Acredito ser uma excelente notícia, para o mundo da tecnologia, para melhorar cada vez mais a qualidade de código, obter ganhos de produtividade e utilizar o talento dos programadores para resolver problemas realmente complexo e não tarefas que exige uma simples CRTL+C CRTL+V.

O projeto ainda é embrionário, mas promissor e não tem o propósito de substituir programadores, como um corretor de texto não substituiu um escritor. Pelo menos neste momento, o projeto gera rascunho /sugestões de linhas de código relevantes para o trabalho que um desenvolvedor precisa elaborar. Mesmos assim acredito ser um passo muito importante para a ciência da computação e o projeto pode servir como base para um conceito muito inovador.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Mão na Massa
Outros artigos deste autor

Como fazer o seu servidor Linux enviar avisos em seu celular Claro sem custo

KDE Connect: Integrando o ambiente Android com o desktop Linux

Membro da comunidade Viva O Linux na Espanha

Visão Computacional - Reconhecendo objetos na plataforma Linux via Webcam

Tempest for Elisa: Transforme seu monitor em estação de rádio

Leitura recomendada

Bioinformática - Instalação do Mr Bayes em ambiente paralelo

Editando trilhas de GPS no formato de arquivo GPX no Linux

Compilando o MSN-Proxy no CentOS/Red Hat 5

Biometria: Transforme-se no usuário root com sua impressão digital

Instalação do Android 2.2 (codinome Froyo) no Samsung Galaxy GT-I7500/GT-I7500L

  
Comentários
[1] Comentário enviado por Mc.Eagle em 14/09/2018 - 20:25h

Para mim não é difícil parabenizá-lo por mais um excelente post aqui no VOL, visto que tanto que contribuiu que já ensinou a mim e a tantos outros. Força e honra "Cabelo" e que continue sempre assim.


Contribuir com comentário