Linux slogan
Visite também: BR-Linux.org · Dicas-L · Doode · NoticiasLinux · SoftwareLivre.org · UnderLinux



» Screenshot
Linux: snapshot-Slack-Kde
Por removido
» Login
Login:
Senha:

Se você ainda não possui uma conta, clique aqui.

Esqueci minha senha



Artigo

Comandos básicos para Linux
Linux user
blackhatthi
10/07/2006
Olá colegas do Viva o Linux, esta é a primeira vez que escrevo um artigo, então vou começar com um básico que acredito que será de grande importância para quem está iniciando suas aventuras com o Linux. Aqui abordarei alguns dos comandos básicos para uso no shell.
Por: BlackHatThi
[ Hits: 139404 ]
Conceito: 9.4   7 voto(s)7 voto(s)7 voto(s)7 voto(s)7 voto(s) + quero dar nota ao artigo

Introdução

Olá caros colegas do Viva o Linux, esta é a primeira vez que escrevo um artigo, então vou começar com o básico que acredito que será de grande importância para quem está se aventurando no Linux.

Muitas pessoas possuem horror àquela "tela preta" do Linux, mas com o passar do tempo acabam descobrindo o quanto ela é mágica. É nela que digitamos os comandos para REALMENTE administrar nosso sistema.

Ao começar o estudo sobre os comandos do Linux, devemos ter em mente duas coisas:
  1. Quando a sintaxe (forma de digitar) de um comando proceder de um "#", significa que esse comando só pode ser usado pelo Administrador, no caso do Linux o Administrador é o root. Quando uma sintaxe proceder de um "$", significa que o comando pode ser usado por qualquer usuário do computador (inclusive o root).
  2. Dentro dos sistemas Linux/Unix existem dois grupos de comandos, são eles:

    Comandos internos - esses comandos se localizam em um shell que interpreta comandos. Quando o sistema operacional é iniciado, o shell é carregado na memória e seus comandos ficam alocados nela. Os comandos internos são executados com mais velocidade do que os externos, pois por ficarem residentes na memória, não é necessário que sejam procurados dentro do disco rígido. Os comandos alias, cd e kill são bons exemplos de comandos internos.

    Comandos externos - os comandos externos são mais lentos que os internos, pois ficam localizados em diretórios específicos dentro do disco rígido (ex: /bin e /sbin). Por esse motivo o Sistema terá que procurar por esses comandos quando algum deles for solicitado. Temos os comandos rm, mkdir, rmdir e cp como exemplos de comandos externos.

Você deve estar se perguntando: "Mas que raios de Shell é esse?". Vou dar uma explicação rápida sobre o que é o Shell.

Shell


Existe uma classe (conjunto) de programas dentro dos sistemas Unix que funcionam como um interpretador de comandos e linguagem de programação script. A esse conjunto de programas é dado o nome de Shell. "Esse tal de Shell aí, tem algo a ver com um tal de Shell Script?".

Tem muito a ver sim, pois um Shell script é um pacote contendo vários comandos Shell que são executados seqüencialmente pelo Linux. O Shell mais utilizado é o bash (ele é padrão no Linux), mas existem outros como o csh e tcsh. Caso queira uma explicação mais detalhada do Shell e/ou sobre o seu funcionamento, dê uma procurada aqui no site ok?

Os comandos são digitados no prompt de comando, caso o seu Linux tenha entrado em modo gráfico e você está com dificuldades em localizar o prompt de comandos, aperte simultaneamente as teclas Ctrl + Alt + F1, ele sairá do modo gráfico e inicializará o modo texto, o sistema irá pedir seu login e senha para que você possa "logar", basta digitar corretamente essas informações que você já poderá utilizar o prompt de comandos, quando quiser voltar para o modo gráfico basta apertar Ctrl + Alt + F7. Atenção: quando você for digitar a senha no modo texto, por motivos de segurança o Linux não mostra quantos caracteres estão sendo digitados, mas isso não significa que não esteja digitando a senha ok?

    Próxima página >>




Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Comandos básicos
   3. Comandos para navegação
   4. Manipulando diretórios e arquivos

Outros artigos deste autor

Leitura recomendada

Comentários
[1] Comentário enviado por pacman em 11/07/2006 - 09:09h:

é importante frizar que quem interpreta os metacaracteres de máscara é o interpretador de comandos. experiemente fazer, na linha de comando:

$ echo *

o * é substituido por todos os arquivos e diretorios do diretório corrente. outra coisa importante de frizar bem é que o rm remove em definitivo. acho que vc podia falar sobre o ~ para acessar o home, no mais está um bom resumo para iniciantes, parabéns (y)


[2] Comentário enviado por leoberbert em 11/07/2006 - 15:21h:

Lembrando que "halt" Desliga o computador como se ele tivesse uma fonte ATX, ou seja seré necessário desligar no DEDO. O ideal seria shutdow.

Abração e ta de parabéns o artigo!!!


[3] Comentário enviado por brunorenan em 11/07/2006 - 19:26h:

Muito bom!

Uma boa pra quem ta iniciando!

vlw!


[4] Comentário enviado por removido em 12/07/2006 - 22:18h:

Muito 10!!

Utilizei bastante.. sou novo ainda na area de LINUX..
mas jah peguei o jeito..

BOM ARTIGO!!


[5] Comentário enviado por monalisa_elektra em 11/10/2006 - 08:16h:

Tb gostei muito do artigo, apesar de ser iniciante no Linux a maioria dos comendos eu já conheica por trabalhar com linux na minha empresa, apesar de só ter instalado na minha casa esse fim de semana....
Mas valeu pq ainda tinham alguns q eu ano conhecia, e conhecimento sempre é valido..


[6] Comentário enviado por manoserpa em 20/07/2009 - 21:47h:

Parabéns pela publicação.

Um abraço.


[7] Comentário enviado por jhonyhelbert em 30/10/2010 - 20:49h:

Ainda estou iniciando os comandos do SHELL... Foi muito bom seu artigo. Valeu..



Contribuir com comentário


  
Para executar esta ação você precisa estar logado no site, caso contrário, tudo o que for digitado será perdido.
Responsável pelo site: Fábio Berbert de Paula - Conteúdo distribuído sob licença GNU FDL
Site hospedado por:

Viva o Linux

A maior comunidade Linux da América Latina! Artigos, dicas, tutoriais, fórum, scripts e muito mais. Ideal para quem busca auto-ajuda em Linux.